História da Internet

A internet trouxe diversas transformações no mundo todo e atualmente é muito presente no cotidiano de grande parte das pessoas.

A internet é atualmente um parte importante e comum da vida para muitas pessoas. Afinal, essa rede de comunicação se expandiu mundialmente e se desenvolveu de forma sem precedentes. Entretanto, é importante compreender que esses aspectos da vida social possuem uma história, e nem sempre foram da maneira que são.

Assim, para além de curiosidades, a história da internet é importante de ser compreendida para entender que o mundo que conhecemos é sempre passível de transformações. Confira, a seguir, a origem da rede mundial de computadores, seu desenvolvimento no Brasil e sua influência nas relações sociais.

História da internet

Antes do surgimento da internet propriamente dita, já existiam diversos meios de comunicação, como rádios, telefone e televisão. Especificamente, já existiam computadores ligados entre si e moderados por um computador central, por meio do qual era possível trocar informações.

Desse modo, a ideia da internet era construir um tipo de comunicação entre computadores que não fosse centralizada. Ou seja, a informação seria trocada agora em redes, com máquinas autônomas e interdependentes.

Essa teoria teve consequências práticas com o projeto chamado Advanced Research Projects Agency, ou simplesmente ARPANET. Curiosamente, ele era parte de uma pesquisa militar dos Estados Unidos.

Quem criou a internet?

Em parte em razão da Guerra Fria contra a União Soviética, na década de 1960 um grupo de pesquisa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos formulou o conceito de uma comunicação que não era centralizada. Um dos cientistas, Joseph Licklider, deu para essa tese o nome de “rede galáctica”.

Nesse modelo, os computadores são autônomos e as informações não dependem de um controle central, podendo ser transmitidas de modo independente. Consequentemente, a destruição de um computador ou outro não impediria o tráfego da informação que uma vez já foi lançada.

Assim, o conceito foi aplicado na prática e aprimorado, até chegar ao formato mais próximo da internet conhecida atualmente. Não é possível apontar exatamente a data de criação da internet, mas a década de 1980 foi quando essas redes finalmente se espalharam internacionalmente.

Nesse contexto, uma das características desse novo meio de comunicação é que as redes de informação não eram supervisionadas de modo central. Portanto, esse aspecto expansivo da internet acabou ultrapassando os fins acadêmicos e militares norte-americanos.

História da internet no Brasil

A internet chegou oficialmente ao Brasil em 1989. Na ocasião, a rede foi implementada pela Rede Nacional de Pesquisas (RNP) para fins acadêmicos. Assim, ela foi custeada com o financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Portanto, as primeiras estruturas da internet brasileira foram formuladas nas universidades públicas. Mais tarde, em 1994, a rede foi finalmente aberta ao público. Consequentemente, a internet comercial cresceu, sobrepondo os fins estritamente acadêmicos.

Evolução da internet

Conforme Bernardo Lins, há quatro principais períodos que marcam a trajetória da internet mundialmente. Primeiramente, na década de 1980, ela era utilizada entre grandes computadores ligados por cabo ou redes telefônicas. Nesse contexto, a internet dava seus primeiros passos e tinha usos específicos de troca de informações.

Após esse momento, a internet chega ao grande público. Assim, surgem as “conexões discadas” da década de 1990, que foram as primeiras formas de acesso à rede pelas pessoas em geral. Na época, o conteúdo da internet se restringia majoritariamente a textos e hiperlinks.

Em seguida, a terceira fase da internet marca o avanço nas conexões de banda larga a partir do final da década de 1990. Desse modo, os conteúdos vinculados na rede se desenvolveram com imagens, músicas, gifs e jogos. Além disso, surgem as plataformas de bate-papo, as interações personalizadas com avatares e as redes sociais.

Por fim, o período atual é marcado pela pluralidade de meios de comunicação, principalmente com o uso dos smartphones. Além disso, o tablet e até relógios e a televisão tornaram-se porta de acesso à internet. Agora, o mundo das redes não é algo acessado pelas pessoas apenas em um momento específico: ele é integrado em suas vidas.

Atualmente, o desenvolvimento das redes sociais, as formas de armazenamento em nuvem e as discussões sobre segurança e ética marcam a internet. Afinal, campanhas eleitorais e discussões importantes ocorrem nas redes na contemporaneidade.

Portanto, é importante que os debates sobre a internet ocorram sempre tendo em vista a ética envolvida nas relações sociais. Ao mesmo tempo que o “mundo virtual” reproduz muitos aspectos do “mundo real”, a internet também traz mudanças sobre os rumos das histórias humanas. Assim, os velhos e os novos tempos sempre convivem de algum modo, e é necessário discutir com responsabilidade sobre eles.

Referências

A evolução da internet: uma perspectiva histórica – Bernardo Felipe Estellita Lins;

Evolução da internet no Brasil e no mundo – Luzia Maria Mazzeo;

Histórico da legislação de telecomunicações no Brasil – Bernardo Felipe Estellita Lins.

Mateus Oka
Por Mateus Oka

Graduando em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), realiza pesquisas na área da antropologia da ciência.

Exercícios resolvidos

1. [UEMA]

A letra da música de Gilberto Gil trata da rede de comunicação existente no mundo e sugere a importância dessa rede para a inclusão digital, do ponto de vista socioeconômico.

Pela Internet
Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleje
[…]
Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tietes de Connecticut
De Connecticut acessar
O chefe da milícia de Milão
Um hacker mafioso acaba de soltar
Um vírus pra atacar programas no Japão
Eu quero entrar na rede pra contactar
Os lares do Nepal, os bares do Gabão
Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular
Que lá na praça Onze tem um videopôquer para se jogar
GILBERTO GIL. Disco Quanta. Warner Music, 1997 (adaptado).

A relação entre a exclusão socioeconômica e a digital está apresentada na seguinte assertiva:

a) A digital desencadeia a socioeconômica, pela relação direta entre a existência de ampla tecnologia da informação e comunicação e a realidade dos países subdesenvolvidos.
b) A socioeconômica desencadeia a digital, por existir maior investimento dos países subdesenvolvidos no acesso à tecnologia de informação e comunicação, portanto, maior inclusão.
c) A socioeconômica desencadeia a digital, pois há relação igualitária entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos quanto ao acesso à tecnologia de informação e comunicação e à inclusão.
d) A digital desencadeia a socioeconômica, à medida que o acesso às tecnologias de informação e comunicação se dá de forma mais estruturada nos países subdesenvolvidos.
e) A socioeconômica desencadeia a digital, por haver uma relação desfavorável quanto ao menor acesso dos países subdesenvolvidos à tecnologia de informação e comunicação.

Resposta: e

Justificativa: o quanto as desigualdades sociais afetam as relações digitais mostra o quanto o “mundo virtual” não é um universo paralelo e apartado da vida das pessoas; ou seja, as relações estabelecidas na internet podem reproduzir desigualdades e violências existentes em qualquer relação social.

2. [FUVEST]

Imagem para questão sobre história da internet
No mundo virtual, milhões de pessoas falam, compram, compartilham dados e se reúnem para tratar dos mais variados assuntos.
Nas figuras, os números mostram a movimentação média, em 1 minuto, de algumas das principais empresas e ferramentas de internet nos anos de 2015 e 2017.
Sobre a internet e os números mostrados nas figuras, é correto afirmar:
a) Após um crescimento até a primeira década do século XXI, as ferramentas na internet apresentaram estagnação de utilização nos últimos anos.
b) Para todos os governos do mundo, independentemente do regime, a democratização da internet é uma ação estratégica.
c) O controle de dados e informações é descentralizado, o que confere equanimidade aos países membros da ONU.
d) A internet está em constante e rápida mudança, com novas ferramentas aparecendo com contribuições relevantes, enquanto outras vão perdendo espaço.
e) Empresas do ramo de serviços têm apresentado crescimento acentuado, o que não é observado em relação a empresas do ramo de entretenimento.

Resposta: d

Justificativa: as mudanças na internet são marcantes, e é notável como em sua história plataformas vão perdendo espaço para outras.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO