Descartes

Descartes foi um filósofo e importante matemático francês, sendo notório pelo pensamento cartesiano.

René Descartes (1596 – 1650) foi um importante matemático e filósofo nascido na França. Seu conceito do pensamento cartesiano deu origem à Filosofia Moderna, inspirando outros muitos filósofos do período e póstero ao mesmo.

Criador da famosa frase “Penso, logo existo”, Descartes se destacou após a publicação da obra “O Discurso sobre o Método”. Nele, o francês elabora um tratado de aliança da filosofia com a matemática.

rené descartes
(Imagem: Reprodução)

A vida e a obra de René Descartes

Nascido na cidade de Haye, na França, no dia 31 de março de 1596, Descartes teve uma educação jesuíta desde muito cedo. Mais tarde, cursou Direito na Universidade de Poitiers, finalizando o curso em 1616.

Ao fim de seus estudos, fez críticas ao ensino e justificou dizendo que a Filosofia Medieval da época (e escolástica) não condizia com a verdade. Para Descartes, apenas os números – no caso, a matemática – representavam com fidedigno a realidade.

No ano de 1618, ele então ingressa estudos na área da matemática, a partir de incentivo do cientista Isaac Beeckman, da Holanda. Com apenas 22 anos de idade, passa a explorar a geometria analítica, criando um modo próprio de raciocinar.

Coloca um fim na filosofia aristotélica muito praticada nas Universidades, e, em 1619, apresenta uma base de métodos científicos, que, segundo ele, representariam com mais fidelidade a realidade.

Grandes feitos do filósofo matemático

Descartes foi notório realizador de trabalhos importantes no meio filosófico, matemático e ciências num geral. Entre os principais, estava a relação proposta entre geometria e álgebra.

Ali, dessa união, emergia o que atualmente é chamado de geometria analítica e sistema de coordenadas (Plano Cartesiano).

Um dos interessantes causos de Descartes está na publicação “O Tratado do Mundo”, um livro que aborda o heliocentrismo. Ele, porém, abandona a publicação, devido à condenação imposta a Galileu Galilei.

Principais ideias de Descartes

Para o filósofo, o racionalismo seria a única fonte de conhecimento. Em Discurso Sobre O Método, de 1637, Descartes expõe uma aliança entre a filosofia e a matemática.

Seria a partir desse ponto de fusão, que o racionalismo seria criado. Seguindo nesta linha, a existência de uma verdade absoluta, de modo a ser incontestável.

A fim de atingir essa verdade sem contestações, o filósofo montou o método da dúvida. Este abrangeria questionar ideias, bem como hipóteses já existentes.

Para chegar à verdade absoluta, Descartes propôs que:

  • Não existe uma verdade até que a mesma seja reconhecida como uma verdade;
  • Todos os problemas existentes devem ser analisados e resolvidos de modo sistemático;
  • O processo para alcançar a verdade incontestável deverá ser visto e revisto, do início ao fim, a fim de que nada seja perdido ou omitido;
  • Considerações devem sempre emergir dos problemas mais simples aos mais complexos;

Dessa forma, Descartes concluiu que a única verdade existente nele e nos humanos seria a capacidade de pensar e raciocinar.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Compartilhe nas redes sociais

TOPO