Deodoro da Fonseca

Primeiro presidente do Brasil, Deodoro da Fonseca marca um momento histórico importante, portanto é imprescindível conhecer a sua trajetória.

Deodoro da Fonseca é conhecido por ser o primeiro presidente da república do Brasil. Entretanto, essa história não foi tão simples; inicialmente, ele foi um militar que lutava contra as revoltas de cunho liberal, contra o império. Ainda antes da instauração da nova forma de governo, Deodoro ainda parecia reticente com as ideias republicanas.

Consequentemente, entender a vida de Deodoro da Fonseca é uma chave para compreender esse período na história brasileira. Particularmente, o papel militar nesse processo é relevante de ser estudado. Veja mais sobre esse assunto a seguir.

Biografia: quem foi Deodoro da Fonseca

Fotografia de Deodoro da Fonseca
Deodoro da Fonseca

Manuel Deodoro da Fonseca nasceu na cidade de Alagoas, em 5 de agosto de 1827. Ele foi filho de um militar, Manuel Mendes da Fonseca Galvão. Assim, seus irmãos também tinham carreiras notórias: Hermes Ernesto, Pedro Paulino e João Severino na política.

Deodoro da Fonseca foi matriculado na Escola Militar do Rio de Janeiro em 1843. Em 1945, tornou-se cadete de primeira classe por ser filho de um oficial superior. Na condição de militar, participou de diversas repressões contra movimentos liberais – ou seja, aqueles que se revoltavam contra o Império.

Ainda, participou ativamente da Guerra do Paraguai (ou a Guerra da Tríplice Aliança). Em 1869, foi promovido como coronel por atos de bravura na batalha. Desde então, foi acumulando diversos cargos, como a de quartel-mestre general, de comandante das armas da província, e, em 1886, presidente do Rio Grande do Sul.

Em 1889, quando era organizada a derrubada do Império, Deodoro foi convidado a liderar o movimento. Apesar de ter dúvidas quanto à instauração da República, ele aceitou. Além disso, houve um acordo de que Deodoro ocuparia o cargo de presidente do Brasil.

Todavia, durante todo esse processo, o estado de saúde de Deodoro não era bom e se agravava progressivamente. Em 23 de agosto de 1892, o militar faleceu no Rio de Janeiro. Logo após a sua morte, foi apresentado um projeto que declarava essa data como um dia de luto nacional.

Carreira militar e política de Deodoro da Fonseca

A carreira militar e política são dois aspectos centrais na vida de Deodoro da Fonseca. Ambas se entrecruzam e também são importantes para compreender o seu momento histórico. Confira abaixo um resumo:

Carreira Militar

Como seu pai era um militar influente, Deodoro foi favorecido ao ingressar na mesma carreira. Logo no início, participou de batalhas contra revoltas de cunho liberal, como a Revolução da Praieira. Entretanto, foi na Guerra do Paraguai que ele recebeu diversas homenagens.

Em 1884, Deodoro se tornou marechal. Conforme sua carreira política progredia, sua importância política também crescia. Assim, liderou também o golpe que permitiria a instauração da República no Brasil.

Proclamação da República

Deodoro da Fonseca liderou um grupo militar que destituiu o imperador. A partir de um plano já consolidado, militares tomaram o poder no país e instituíram oficialmente a República e um governo provisório.

No dia 15 de novembro de 1889, os líderes do movimento que derrubou o império se reuniram: Benjamin Constant, Quintino Bocaiúva, Rui Barbosa e Deodoro da Fonseca, além de outros. Assim, no mesmo dia, foi proclamada a República.

Governo Provisório

Durante o governo provisório, Deodoro teve de enfrentar problemas nas políticas financeiras. Uma delas foi por um projeto do seu vice, que facilitava o empréstimo por bancos. No entanto, a medida acabou aumentando a atividade especulativa, sendo nomeada de “encilhamento” e recebeu diversas críticas.

Além disso, logo as províncias brasileiras foram transformadas em Estados e a administração foi dividida entre Judiciário, Executivo e Legislativo. Ainda, houve também a criação da bandeira nacional.

Eleição e renúncia

Com a primeira Constituição da República lançada em 1891, foi também realizada a primeira eleição presidencial. Deodoro da Fonseca foi eleito como presidente. Todavia, seu opositor, Floriano Peixoto, foi eleito como o vice-presidente.

Nesse cenário, o governo de Deodoro durou pouco: houve uma crise política e econômica, agravada pela reação do presidente que dissolveu o Congresso e declarou estado de sítio. Revoltada, a oposição montou uma larga oposição e Deodoro acabou renunciando o cargo. Assim, seu vice acabou assumindo o cargo em seguida.

Em suma, a história da constituição de República teve um protagonismo muito forte de Deodoro da Fonseca. Embora doente, o militar reagiu com força às diversas situações que lhe apareciam.

7 curiosidades sobre Deodoro da Fonseca

Sendo o primeiro presidente da república do Brasil, Deodoro da Fonseca é lembrado sempre em diversos símbolos. Conheça alguns deles e aspectos da vida do militar que não foram mencionados:

  1. Fazia parte da Maçonaria e foi Grão-Mestre.
  2. Sua vida foi material para uma minissérie, República. Ela foi produzida por Paulo Cesar Ferreira e exibida na Rede Globo em 1989.
  3. Hermes Rodrigues da Fonseca, seu sobrinho, foi presidente da República em 1910.
  4. Na moeda atual de 25 centavos, há a inscrição da imagem de Deodoro da Fonseca.
  5. Sua doença tinha relação com questões respiratórias.
  6. No Rio de Janeiro, existe a Casa Histórica de Deodoro, um lugar em que foi habitado por ele e se tornou um memorial.
  7. Em Alagoas, há o Museu Marechal Deodoro da Fonseca.

Desse modo, as representações de Deodoro da Fonseca são muitas. É importante, ainda, entender que ele é um ponto central para entender o período em que ele viveu.

Entenda mais sobre Deodoro da Fonseca

Para compreender melhor os pontos tratados anteriormente, pode ser útil revisitar o assunto por meio de materiais audiovisuais. Essas plataformas podem oferecer uma nova perspectiva ou até mesmo explanar o tema em outras direções. Portanto, confira a seguir uma lista de vídeos sobre a vida de Deodoro da Fonseca:

Um resumo ilustrado

Confira uma animação que resume os principais acontecimentos na trajetória de Deodoro da Fonseca.

Governo de Deodoro em detalhes

Neste vídeo, compreenda com mais detalhes como foi o governo de Deodoro da Fonseca. Por exemplo, o encilhamento foi um fenômeno importante no período.

Para entender a proclamação da República

Entenda mais sobre como ocorreu a proclamação da República no Brasil. Obviamente, Deodoro da Fonseca é um personagem central nesse ocorrido.

Os antecedentes da República

Qual foi o contexto e os fatores que contribuíram para a instauração da República? Entenda mais nesse vídeo, que mostra como Deodoro participou do processo.

Após a proclamação: o governo provisório

O governo provisório de Deodoro foi aquele construído logo após a instauração da República. Assim, nesse tempo, era necessário criar as condições necessárias para uma eleição.

Desse modo, Deodoro da Fonseca foi um ator importante nesse momento de transição política no Brasil. É necessário se familiarizar com essa figura para entender a época.

Consequentemente, ao falar da vida de Deodoro da Fonseca, discute-se também parte da história brasileira – uma parte que, aliás, possui diversas implicações até os dias de hoje. Portanto, a formação da República é um fato histórico e sociológico para compreender como alguns problemas sociais são insistentes ainda atualmente.

Referências

Renato Lemos, Deodoro da Fonseca;

Ernesto Sena, Deodoro: subsídios para a história.

Mateus Oka
Por Mateus Oka

Graduando em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), realiza pesquisas na área da antropologia da ciência.

Exercícios resolvidos

1. [UERGS]

A febre especulativa começou ainda sob o Império (…). A libertação dos escravos provocara o súbito aumento da necessidade de pagar salários e os fazendeiros sentiam carência de dinheiro (…) [O] primeiro governo republicano, (…) convicto de que a circulação mone¬tária era insuficiente e, ademais, aberto a idéias de industrialização, (…) estabeleceu um mecanismo de bancos privados emissores, o que iniciou ainda mais a especulação (…).

GORENDER, Jacob. A burguesia brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1986.

O processo descrito acima ilustra a seguinte política econômica desenvolvida no governo provisório de Deodoro da Fonseca, de 1889 a 1891:

a) Creditismo
b) Federalismo
C) Naturalização
d) Encilhamento

Resposta: d

Justificativa: a crise causada pela política financeira no governo de Deodoro da Fonseca, que resultou na atividade especulativa alta, foi o encilhamento.

2. [UFTM]

A República brasileira começou com um Governo Provisório, encabeçado pelo marechal Deodoro da Fonseca. Marque o único item que não faz parte desse período.

a) Transformação das províncias em Estados.
b) Convocação de uma Assembléia Constituinte.
c) Criação da bandeira republicana.
d) Restrições à concessão da cidadania brasileira aos estrangeiros.
e) Administração pública estruturada em três pode¬res: Legislativo, Executivo e Judiciário.

Resposta: d

Justificativa: uma política estrangeira de não conceder cidadania não fez parte do espectro das preocupações políticas da época.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO