Cultura Africana

A cultura africana é plural, uma vez que sua milenar sociedade divide-se em diversos grupos étnicos e sua diversidade cultural é rica e imensa.

A cultura africana é uma cultura denominada pelos historiadores e antropólogos como plural. Essa denominação se deve ao fato de que a diversidade caminha para uma diferença gigante até mesmo no próprio continente.

África não é um país, mas sim um enorme continente. Segundo cientistas o maior continente do planeta e o primeiro território habitado por seres humanos.

iStock

Ali, a sociedade como um todo emergiu. Surgiram idiomas, religiões, regimes políticos e o exercício de atividades econômicas. Enfim, uma vasta ação cultural constante, que determinou o povo africano com uma cultura rica e milenar.

O continente ocupa cerca de um quinto do Planeta Terra. Além de contar com mais 50 países espalhados pela vasta extensão, comporta cerca de 1 bilhão de habitantes.

Aspectos gerais da cultura africana

Apesar de a cultura africana ter sido, em maioria, contada e perpassada por europeus, muito dela ainda permanece como na antiguidade. Com muitos povos ainda vivendo como num “passado”, a cultura se mantém viva.

Organização Política

Os povos africanos têm uma cultura variável quando sua organização política. Eles podem ser nômades, como também vagarem até fixarem-se em um determinado território, a fim de prosperar.

Há também as formações em pequenas tribos, em que há um chefe determinado, seja pelos deuses, população ou conhecimento. Há uma variação que pode ir de uma pequena monarquia até uma democracia.

Religiões na cultura africana

Determinar uma ou dez religiões fica complexo. Cada povo, grupo ou tribo têm suas origens explicadas em mitologias e crenças.

No que tange a religiosidade, há vários tipos de cultos presentes no continente. Os principais, atualmente, são o islamismo e o cristianismo, devido a influência de árabes e europeus, respectivamente.

Contudo, além destes, há as religiões mais tradicionais e populares da África. No entanto, seja para islãs ou cristãos, estas são vistas como bruxaria ou feitiçaria.

Peças artísticas

As peças artísticas compostas por grande parte dos povos africanos eram reservadas para não serem vistas. As que eram expostas (e muitas vezes utilizadas) tinham um simbolismo gigantesco para aquele determinado povo.

Imagem: Reprodução

A produção não fugia muito do que os índios brasileiros faziam, por exemplo. Trançados, pinturas, fundição e etc.

Eram comumente utilizados como trajes, acessórios corporais ou ainda representavam um significado de devoção a uma divindade.

Culinária e as danças africanas

Por fim, a cultura africana não poderia deixar de fora a formidável culinária e as belas e clássicas danças. Seja na alimentação, quanto na apresentação, cada uma tinha como conceito a representação de uma população diferente.

Imagem: Reprodução

A cultura africana no Brasil

A cultura brasileira teve forte influência do período da escravização e também após. Entre as principais influências dos africanos no Brasil, é válido destacar:

  • A dança: a capoeira é uma dança-luta de origens africanas que ficou muito caracterizada no Brasil;
  • A religião: tanto o Candomblé, como também a Umbanda, têm suas origens vinculadas a matriz africana;
  • A culinária: muito do que se prepara no Brasil tem uma forte raiz da cultura africana, seja no preparo, como no uso de temperos;

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Como referenciar este conteúdo

Bunde, Mateus. Cultura Africana. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/historia/cultura-africana. Acesso em: 12 de July de 2020.

Teste seu conhecimento

01. [PUC]

“O continente condenado”
“África em chamas”

As manchetes que atualmente são publicadas sobre a África, como as apresentadas acima, expressam o trágico quadro socioeconômico desse continente. Assinale a opção que NÃO inclui um aspecto desse quadro.

a) A baixa expectativa de vida de grande parte da população.

b) O número significativo de africanos contaminados com a AIDS.

c) Os conflitos e guerras tribais envolvendo nações africanas.

d) As guerras civis estimuladas pelas potências imperialistas europeias.

e) O contingente de africanos fora de seus países de origem, em busca de trabalho.

 

02. [UEL] Na África, uma extensa faixa que se estende no sentido leste-oeste, desde a Europa até o Senegal abrangendo todo o sul do Saara, recebe de seus habitantes a denominação de Sahel. É área caracterizada pelo predomínio de:

a) vegetação mediterrânea.
b) floresta equatorial.
c) floresta tropical.
d) estepes.
e) savanas.

01. [D]

02. [E]

Compartilhe

TOPO