Acidente de Chernobyl

O acidente de Chernobyl é conhecido como o maior acidente ocorrido em uma usina nuclear na história, acabando com toda uma cidade.

O Acidente de Chernobyl foi um desastre nuclear ocorrido na Usina Nuclear de nome homônimo. Na cidade Prypiat, localizada na Ucrânia (na época ainda União Soviética), um grave problema no reator 4 provocou o acidente.

Em 1986, operadores responsáveis pela Usina realizaram um experimento junto ao reator 4. O objetivo era observar como o reator se comportaria ao operar sob níveis baixos de energia.

No entanto, o teste só poderia ser feito caso houvesse uma quebra do protocolo que regias as regras de funcionamento do reator. A segurança, assim, foi colocada à prova, e uma grande tragédia nuclear acabou ocorrendo.

Vários erros acabaram sendo cometidos neste experimento. Dentre eles, a interrupção da circulação do sistema hidráulico acabou sendo o mais crasso.

Isso porque o sistema resfriava todos os reatores, controlando a temperatura dos equipamentos. A interrupção do resfriamento provocou um superaquecimento dos reatores, um problema que não teve solução.

O reator 4 comportava Urânio-235, e uma bola de fogo se adicionava ao elemento químico. A explosão estava anunciada, e não tardaria a acontecer.

acidente chernobyl
(Imagem: Reprodução)

O acidente de Chernobyl desabita uma região

A explosão que ocasionou o acidente de Chernobyl acabou liberando uma imensa quantidade de radioatividade na região. O acidente contaminou, inclusive, singela parte da atmosfera.

Para se ter ideia da dimensão da explosão do reator 4, o material disseminado superou as bombas nucleares no Japão. O material radioativo da Usina superou em quatrocentas vezes o material disseminado em Hiroshima e Nagasaki.

Uma nuvem radioativa acaba por tomar conta dos céus da cidade onde localizava-se a Usina. Após as informações repassadas, as autoridades soviéticas decidiram por organizar uma operação emergencial de limpeza.

Cerca de 500 mil trabalhadores foram convocados a fim de limpar a região e auxiliar os moradores expostos à radiação a deixarem o local. A tragédia provocou consequências imensuráveis, que, inclusive, perduram até os dias de hoje.

Helicópteros chegaram carregados de areia e chumbo para conter as chamas do reator 4. Enquanto isso, foi preciso evacuar a cidade, onde cerca de 200 mil pessoas habitavam e trabalhavam.

acidente de chernobyl
(Imagem: Reprodução)

Consequências do Acidente de Chernobyl

Segundo estimativas de analistas, o acidente de Chernobyl poderia ter tido menores proporções. Caso a Usina tivesse cápsulas de aço e cimento que protegessem o lugar, as dimensões dos estragos seriam significativamente menores.

Desastres nos âmbitos da saúde e do meio ambiente foram notórios e perduram até os dias de hoje.

  • Carregadas pelo vento, partículas chegaram à região da Escandnávia e à Europa Ocidental;
  • Identificação de pelo menos quatro mil casos de câncer decorrentes de contaminação radioativa;
  • Estado mental da população traumatizada;
  • Animais com mutação genética e devastação da flora da região;
  • Estima-se que os riscos de contaminação da região durarão por, pelo menos, 20 mil anos;
desastre de chernobyl
(Imagem: Reprodução)

Chernobyl atualmente

Atualmente, Chernobyl e suas redondezas são quase desabitadas. Um sarcófago que enterrou o reator 4 concentra as visitações militares para avaliação periódica do local.

Em 2011, a região se tornou um ponto turístico na Europa Oriental. Atualmente, pessoas ainda vivem na região, cerca de 3 mil com autorização especial.

À época do acidente, a cidade e suas redondezas somavam mais de 200 mil habitantes. A cidade de Prypiat faz parte do roteiro, contudo Chernobyl, alguns quilômetros distante, ainda é um local de alta radioatividade.

Com construções tomadas pelas selvas, o Acidente de Chernobyl é a mostra do quão destrutivo um ser humano pode ser com o planeta em que habita.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Como referenciar este conteúdo

Bunde, Mateus. Acidente de Chernobyl. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/historia/acidente-de-chernobyl. Acesso em: 29 de July de 2021.

Teste seu conhecimento

01. [Enem] O acidente nuclear de Chernobyl revela brutalmente os limites dos poderes técnico-científicos da humanidade e as “marchas-à-ré” que a “natureza” nos pode reservar. É evidente que uma gestão mais coletiva se impõe para orientar as ciências e as técnicas em direção a finalidades mais humanas. [GUATTARI, F. As três ecologias. São Paulo: Papirus, 1995 (adaptado)].

O texto trata do aparato técnico-científico e suas consequências para a humanidade, propondo que esse desenvolvimento:

a) defina seus projetos a partir dos interesses coletivos.

b) guie-se por interesses econômicos, prescritos pela lógica do mercado.

c) priorize a evolução da tecnologia, se apropriando da natureza.

d) promova a separação entre natureza e sociedade tecnológica.

e) tenha gestão própria, com o objetivo de melhor apropriação da natureza.

02.

01. [A]

Compartilhe

TOPO