Solo orgânico e inorgânico

O solo orgânico é aquele formado por compostos orgânicos, como o húmus e a turfa. Enquanto isso, no solo inorgânico, esses elementos não estão presentes, sendo composto apenas por minerais.

Antes de definir o solo orgânico e inorgânico, é fundamental entender o conceito de solo. Solo é o material solto e macio que cobre a superfície da terra, como uma casca.

Porém, ao contrário da casca, que tem uma superfície relativamente uniforme quando observada a olho nu, os solos variam muito na superfície da terra, tanto com relação à sua espessura quanto em relação às suas características, tais como cor, quantidade e organização das partículas de que são compostos (argila, silte e areia), fertilidade, porosidade, entre outras características.

solo orgânico e inorgânico
Solo orgânico e inorgânico: como distinguir? (Imagem: Reprodução)

São constituídos de água, ar, material mineral e orgânico, contendo ainda organismos vivos. Servem como um meio natural para o crescimento das plantas, e é acima deles que construímos nossas casas, edifícios, estradas, etc. É acima deles que vivemos.

Como se forma o solo orgânico e inorgânico?

Os solos são formados pela decomposição da rocha. Como existem diferentes tipos de rochas na crosta terrestre, é fácil entender por que existem diferentes tipos de solos.

No entanto, existem outros fatores de formação dos solos, além da rocha, que são responsáveis pelos diferentes tipos de solos que vemos hoje nos locais por onde passamos.

Esses fatores são o clima, os organismos, o relevo e o tempo. Assim, com o passar do tempo, a rocha, seu principal material de origem, é cada vez mais reduzida de tamanho (diz-se que é decomposta) pela ação do clima com ajuda dos organismos vivos, promovendo adições, perdas, transportes e transformações de matéria mineral e orgânica ao longo de sua formação, originando os solos na paisagem em diversas formas de relevo.

Imagem: Reprodução

Assim, a rocha dura, em que as plantas não conseguem crescer, é transformada em material macio, os solos, em que as raízes das plantas conseguem penetrar e retirar água e nutrientes para a sua sobrevivência.

Como existem diferentes tipos de rochas e formas de relevo na superfície da terra, os quais estão sujeitos à ação das mais variadas condições climáticas e atuação diferenciada de organismos vivos, é mais fácil entender por que existem diferentes tipos de solos no mundo.

Tipos de solo orgânico e inorgânico

Há várias formações de solo orgânico e inorgânico o solo argiloso, arenoso, húmus e turma.

Solo argiloso

O solo argiloso é mais fino e pode ser encontrado na cor roxa ou vermelha. Por ser impermeável à água, esse tipo de solo apresenta boas propriedades para o cultivo de alimentos. Alguns grãos, como o café, se desenvolvem bem em solos argilosos.

Solo arenoso

Já o solo arenoso apresenta uma consistência mais granulada, composto por minúsculos grãos parecidos com areia. Não é tão resistente à água como o solo argiloso e tem presença mais comum em regiões litorâneas, como o nordeste brasileiro.

Húmus

Húmus é material orgânico que torna o solo mais fértil e saudável. O húmus se concentra onde há a presença de oxigênio vindo de animais que vivem no solo ou transitam pela camada terrestre. Devido ao processo de oxigenação e à decomposição de vegetais e animais, o húmus apresenta uma cor mais escurecida.

Turfa

A turfa é um material orgânico que é produzido por processo anaeróbico, quando não há circulação de oxigênio na camada terrestre. A ausência de oxigênio pode ser originada por bactérias e outros micro-organismos que têm o solo como parte de seu ecossistema. Por ter um contato mais direto com fungos, a turfa é o solo mais apropriado para o plantio e agricultura.

Solo orgânico

Os solos apresentam composições próprias que os classificam, sejam elas químicas, formato, coloração, densidade e outras características. Com o solo orgânico, são as matérias orgânicas que o consistem como decomposições de seres vivos e microorganismos. O solo orgânico pode ser composto por húmus e a turfa.

solo orgânico
Imagem: Reprodução

Solo inorgânico

Sem ser formado por compostos orgânicos, o solo inorgânico é consistido por minerais, degradações de partes rochosas em áreas próximas e que sofreram alterações climáticas ou naturais, como chuvas, enchentes, temperaturas altas ou tremores.

solo inorgânico
Imagem: Reprodução

Esses minerais exercem um papel importante para o enriquecimento do solo, uma vez que oferecem auxílio no processo de desintoxicação da camada terrestre devido a componentes nocivos, como agrotóxicos ou outros resíduos químicos. Alguns desses minerais são o calcário, o quartzo e a mica.

Dessa maneira, o solo orgânico e inorgânico se diferem por sua composição.

Referências

Solos: tipos, suas funções no ambiente, como se formam e sua relação com o crescimento das plantas – Maurício Rizzato Coelho, Elaine Cristina Fidalgo, Humberto Gonçalves dos Santos, Maria de Lourdes Mendonça Santos Brefin e Daniel Vidal Pérez.

Decifrando a Terra – W. Teixeira, M. Toledo

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Como referenciar este conteúdo

Bernardes, Luana. Solo orgânico e inorgânico. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/geografia/solo-organico-e-inorganico. Acesso em: 26 de August de 2021.

Teste seu conhecimento

01. [PUC]: Os principais elementos que atuam na formação do solo são:

a) Apenas elementos da natureza (clima, relevo, água e seres vivos), pois as atividades humanas não exercem nenhuma influência na formação do solo.

b) O tectonismo é o elemento mais importante para a formação dos solos, pois a movimentação das placas tectônicas gera a decomposição da rocha em grande escala.

c) Os principais elementos que interagem entre si na formação do solo são o tempo, clima, relevo, água e seres vivos. O ser humano, todavia, não tem nenhuma influência nesse processo.

d) O solo é formado a partir de grandes desastres naturais, como terremotos, tsunamis, furacões etc. Como são eventos extremos, têm uma capacidade maior para decompor a rocha.

e) Os principais elementos que interagem entre si na formação do solo são o tempo, clima, relevo, água e os seres vivos, inclusive o ser humano.

 

02. [UNIVALE]:  Em relação à origem dos solos, podemos classificá-los em dois grupos: aluviais e eluviais. Sobre essa categorização, avalie as proposições a seguir:

I) A classificação dos solos, com relação à sua origem, é determinada pelo local de procedência da rocha que, após o processo de intemperismo, constitui esse solo.

II) Os solos eluviais são formados a partir de rochas transportadas pela chuva e vento para os locais onde o solo será formado.

III) Quando a rocha que se decompôs e se alterou para a formação do solo encontra-se no mesmo local do solo, esse tipo de solo é chamado de eluvial.

Avalie as afirmações acima e marque a opção que corresponda, na devida ordem, ao acerto ou erro de cada uma:

a) F, V, V

b) V, V, F

c) V, F, V

d) V, V, F

e) F, F, F

01. [PUC]

Resposta: E

O solo é formado a partir da interação entre o tempo, clima, relevo, água e seres vivos. Em contato com a rocha-mãe, esses elementos provocam a decomposição dela, que vai se fragmentando em vários sedimentos, que, por sua vez, acumulam-se em áreas de baixo relevo, juntamente com a matéria orgânica, formando os solos.

 

02. [UNIVALE] 

Resposta: C

Ao contrário do que propõe a afirmativa II, são os solos aluviais que são formados por rochas localizadas em outros lugares.

Compartilhe

TOPO