Setores da Economia

Os setores da economia abrangem o setor primário, setor secundário e setor terciário.

Os setores da economia dizem respeito à divisão dos grupos de produção. Ou seja, pessoas que exercem algum tipo de atividade produtiva estarão distribuídos em três diferentes setores:

  • Setor Primário;
  • Setor Secundário;
  • Setor Terciário;

Uma população ativa no setor econômico estará inserida na distribuição das atividades econômicas que exercem. A economia do país, por consequência, estará relacionada diretamente a esta divisão de setores.

O motivo é bem simples: acordar os diferentes produtos a serem produzidos, bem como os meios que são produzidos. Estes setores econômicos dirão respeito, igualmente, aos setores respectivos de atividades industriais.

Dessa forma, os produtos originados, as formas de produção e os recursos ditarão tais setores. Isso, de uma forma bastante sintética, colaborará com a avaliação do desenvolvimento da economia de uma nação.

Os três setores da economia

Os setores da economia, como supracitado, são o setor primário, secundário e terciário. Sua divisão se dará por meio de uma avaliação daquilo que é produzido; sob de que forma é produzido; o que utiliza para produzir.

Enfim, uma divisão posposta após produção, uma vez que depende da finalização daquilo que a indústria realiza. Dessa maneira, os setores da economia irão se dispor em:

Setor Primário

Dentro dos setores da economia, o setor primário abrange a produção por meio dos recursos extraídos da natureza. Exemplos diretos do setor primário estão diretamente relacionados ao dia a dia.

A mineração, a caça/pesca, pecuária, extrativismo vegetal (látex das seringueiras) e, claro, a agricultura. É o setor primário que leva a extração para a indústria, que aguarda o recurso para a transformação.

setores da economia
(Imagem: Reprodução)

O setor primário é considerado o mais volátil dentre os setores da economia. Isso porque ele depende diretamente dos fatores climáticos, geográfico e da ação da própria natureza, tal como o próprio clima.

Os países dependentes deste setor não são de grande valia para o enriquecimento de uma nação. As chamadas commodities são produtos de baixo valor, sem adição agregada.

Setor Secundário

O setor secundário, diferentemente do primário, transforma a extração do primário em novos produtos. A este processo dá-se o nome de industrialização; criação de produtos industrializados.

Indústria têxtil, alimentícia e automobilística são alguns dos exemplos do setor secundário. O valor agregado que não havia no setor primário é criado no setor secundário, sendo uma base da economia de várias nações.

setores da economia secundário
(Imagem: Reprodução)

O lucro obtido com esse tipo de comércio é deveras significativo. Países consolidados economicamente possuem, muitas vezes, o setor secundário como base de seus lucros.

Setor Terciário

Dentre os setores da economia, o terciário relaciona-se diretamente aos serviços oriundos da produção. Ou melhor, proporcionados pela produção.

Sendo assim, estes serviços citados seriam realizados por meio de empresas/pessoas que realizam o trabalho. Assim, estes serão os produtores diretos das manufaturas do setor primário e secundário, basicamente.

setor terciário
(Imagem: Reprodução)

Aos serviços estão diretamente relacionados o trabalho comercial, de comunicação, educação, limpeza, alimentação, turismo e demais. Assim, é o setor que abrange os empregos; o giro da economia interna por meio de um capital que circula.

Em países com alto grau de desenvolvimento de sua economia, o setor terciário é abundante. Quanto mais rico, mais necessidade de produzir, consequentemente maior necessidade de mão-de-obra.

Por meio disso, os setores da economia se correlacionam com o objetivo de potencializar a economia de um dado lugar.

Referências

Fundamentos de Economia – Marco Antonio Sandoval de Vasconcello

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Como referenciar este conteúdo

Bunde, Mateus. Setores da Economia. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/geografia/setores-da-economia. Acesso em: 09 de August de 2020.

Teste seu conhecimento

01. [UEM]

Considerando as afirmações a seguir, assinale a alternativa correta sobre as atividades econômicas do setor terciário.

I. O setor terciário, especialmente nos países desenvolvidos, é o que mais cresce e o que mais absorve mão de obra. Ele é considerado o grande empregador do século XXI.

II. Muito amplo, o setor terciário engloba serviços moderníssimos, como institutos de pesquisas científicas e tecnológicas, universidades e hospitais, setor financeiro, publicidade, comunicações, entre outros.

III. À semelhança dos outros setores, inúmeras atividades desenvolvidas no setor terciário, tais como os serviços de bancários, de trabalhadores de escritório, de datilógrafos, de arquivistas etc., também estão sendo eliminadas ou automatizadas.

a) Apenas I e II estão corretas.

b) Apenas I e III estão corretas.

c) Apenas II e III estão corretas.

d) Todas as afirmações estão corretas.

e) Nenhuma das afirmações está correta.

02. [ENEM]

A interface clima/sociedade pode ser considerada em termos de ajustamento à extensão e aos modos como as sociedades funcionam em uma relação harmônica com seu clima. O homem e suas sociedades são vulneráveis às variações climáticas. A vulnerabilidade é a medida pela qual uma sociedade é suscetível de sofrer por causas climáticas.

AYOADE, J. O. Introdução a climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010 (adaptado).

Considerando o tipo de relação entre ser humano e condição climática apresentado no texto, uma sociedade torna-se mais vulnerável quando

a) concentra suas atividades no setor primário.

b) apresenta estoques elevados de alimentos.

c) possui um sistema de transportes articulado.

d) diversifica a matriz de geração de energia.

e) introduz tecnologias à produção agrícola.

01. [D]

02. [A]

Compartilhe

TOPO