ONGs

As ONGs são fundamentais para sociedade, pois conhecem e atuam junto às demandas da população.

1. O que é uma ONG?

As Organizações Não Governamentais (ONG) são iniciativas que visam a melhoria da sociedade, com medidas para superação dos quadros de pobreza e de exclusão social. As ONGs configuram o chamado Terceiro Setor, ou seja, possuem origem na iniciativa civil, e não governamental ou privada. As ONGs se sustentam por meio de doações de instituições e pessoas físicas. Esse tipo de organização atua em conjunto com a sociedade, e muitas vezes acaba por fazer o papel que deveria ser do Estado, atuando em áreas essenciais para a população.

2. Qual a função de uma ONG?

As ONGs atuam em diversos campos da sociedade.

As ONGs “constroem diversos projetos que procuram atenuar problemas sociais e criar alternativas de emprego e renda por meio da criação de cooperativas ou disponibilizando cursos de formação profissional para a população.” (SILVA, 2013, p. 78)

Portanto, as Organizações Não Governamentais complementam a assistência que as pessoas necessitam para a inclusão social, seja por meio do aprendizado de um curso profissionalizante, cursos para aperfeiçoamento, cuidado com animais ou pessoas em situação de risco, prevenção de doenças, efetivação das leis dos direitos humanos, apoio às vítimas de violência ou de catástrofes naturais, bem como nas questões relativas ao meio ambiente.

Basicamente, existem três tipos de ONGs, as quais são:

  • Caritativas: aquelas que atuam na assistência ao menor de idade, bem como às mulheres e idosos, que possam estar em situações que representem riscos para sua integridade física ou psicológica.
  • Ambientalistas: são aquelas que intervêm na sociedade com medidas de preservação ou conservação dos recursos naturais, mas também se preocupam com a preservação do patrimônio histórico de um local.
  • Cidadãs: são aquelas que visam a promoção da cidadania, atuando em conjunto com o Poder Público, elaborando, fiscalizando e denunciando casos de violação dos direitos dos cidadãos.

3. Algumas ONGs no Brasil

As ONGs brasileiras estão entre as mais influentes do mundo, e possuem as mais diversas áreas de atuação. Vejamos algumas:

  • Fundação SOS Mata Atlântica: criada em 1986 com a intenção de defender os últimos remanescentes de Mata Atlântica no Brasil.
  • Fundação Abrinq: criada em 1990, tem como missão a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. Atua em áreas como educação, saúde e proteção.
  • Instituto Ethos: criado em 1998, atua mobilizando, sensibilizando e ajudando as empresas a gerenciar os negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.
  • Instituto Akatu: foi criado no ano 2000, com a intenção de mobilizar as pessoas para o uso do poder transformador dos seus atos de consumo consciente como instrumento de construção da sustentabilidade da vida no planeta.

4. Importância das ONGs

As Organizações Não Governamentais são fundamentais para a sociedade, uma vez que refletem as demandas populares. Elas são uma ligação, aproximação, entre a sociedade e o Poder Público. Muitas pessoas que sofrem violação de seus direitos como cidadãos, não sabem como proceder, ou a quem recorrer. Com a presença das ONGs, há uma facilidade maior de intervenção nos pontos problema e solução destes.

Por exemplo, a publicidade infantil é hoje uma ameaça aos direitos da criança, veiculando por meio das propagandas uma ideologia consumista. Percebendo essa problemática, institutos como o Akatu e o Alana (http://alana.org.br/) têm atuado no sentido da preservação da infância, denunciando os malefícios do consumismo na vida das crianças, e promovendo debates neste sentido. Além de atuar para minimizar os efeitos da publicidade direcionada à infância, o Instituto Alana também promove feiras de trocas de brinquedos. São medidas como estas que tornam as ONGs elementos tão importantes na sociedade.

As ONGs atuam, portanto, em áreas onde o Estado nem sempre consegue chegar. Elas refletem os anseios da sociedade, conhecem as necessidades populares, e buscam encontrar medidas para suprir as carências existentes.

Referências

GOHN, M. G. Movimentos e lutas sociais na História do Brasil. 4ª Ed. São Paulo: Loyola, 2008.
SILVA, Angela Corrêa da (Org.). Geografia: contextos e redes. São Paulo: Moderna, 2013.

Luana Caroline
Por Luana Caroline

Mestre em Geografia (UNIOESTE); Licenciada em Geografia (UNIOESTE), Especialista em Neuropedagogia (ALFA-UMUARAMA) e Educação Profissional e Tecnológica (FACULDADE SÃO BRAZ).

Como referenciar este conteúdo

Künast Polon, Luana Caroline. ONGs. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/geografia/ongs. Acesso em: 12 de July de 2020.

Teste seu conhecimento

1. [ENEM/2011] Na década de 1990, os movimentos sociais camponeses e as ONGs tiveram destaque, ao lado de outros sujeitos coletivos. Na sociedade brasileira, a ação dos movimentos sociais vem construindo lentamente um conjunto de práticas democráticas no interior das escolas, das comunidades, dos grupos organizados e na interface da sociedade civil com o Estado. O diálogo, o confronto e o conflito têm sido os motores no processo de construção democrática.
(SOUZA, M. A. Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: participação e possibilidades das práticas democráticas. Disponível em: http://www.ces.uc.pt. Acesso em: 30 abr. 2010 adaptado).
Segundo o texto, os movimentos sociais contribuem para o processo de construção democrática, porque:

a) Determinam o papel do Estado nas transformações socioeconômicas.
b) Aumentam o clima de tensão social na sociedade civil.
c) Pressionam o Estado para o atendimento das demandas da sociedade.
d) Privilegiam determinadas parcelas da sociedade em detrimento das demais.
e) Propiciam a adoção de valores éticos pelos órgãos do Estado.

2. [UNICAMP/1998] Ongs preparam boicote ao Chanel no. 5 (…) Entidades querem que o fabricante diga se o perfume é feito com óleo de pau-rosa, árvore da floresta amazônica. (…) A empresa nega-se a fornecer a informação, alegando que, por ser uma empresa privada, utiliza fórmulas confidenciais. (Folha de São Paulo, 20/07/97).

a) Em linhas gerais, qual a importância das Ongs (Organizações não governamentais) no atual cenário político mundial?

1. [C]

As Organizações Não Governamentais atuam pressionando o Estado para que este atenda as demandas sociais, seja na área da saúde, educação, cidadania, meio ambiente, dentre outras.

2.

As Ongs têm agido de forma participativa no quadro político mundial uma vez que pressionam empresas e Estados em prol de seu objetivo, mobilizando a opinião pública, atuando, por exemplo, na defesa de patrimônios ecológicos, direitos da criança, etc. Tal importância é elevada, pois elas agem como “fiscais” das atividades dos Estados interagindo em nome da opinião pública representando e intermediando discussões.

Compartilhe

TOPO