Montanhas

Montanhas são formações de relevo espalhadas pelo mundo todo com altitude superior a 300 metros

Chamamos de montanhas ou montes as formações geográficas de relevo, e ficam ao lado de planaltos, planícies e depressões. A altitude é maior que 300 metros, e quando em conjunto, formam as serras, e quando várias serras estão conjuntas, formam as cordilheiras, como por exemplo a Cordilheira dos Andes, na América do Sul.

Imagem: Reprodução

Formação das Montanhas

De uma forma generalizada, as montanhas são formadas no decorrer de milhões de anos, e essencialmente de duas formas. A primeira pelo movimento das placas tectônicas, fenômeno denominado orogênese, ou por meio do vulcanismo. Quando por meio de vulcanismo, são denominadas montanhas vulcânicas, e como exemplo, podemos citar o Monte Fuji, localizada no Japão, e Kilimanjaro na África.

Montanhas no Brasil e no Mundo

No Brasil, apesar de não haverem muitos terrenos elevados, conta com algumas montanhas como por exemplo o Pico da Neblina, que está localizada no Amazonas, com 2.994 metros de altitude, sendo esta a montanha mais alta do país. De uma forma geral, entretanto, no mundo, grande parte do relevo é formado por montanhas, e no continente americano, podemos citar como exemplo as Montanhas Rochosas, a Cordilheira dos Andes, entre outros.

Na Europa, por sua vez, podemos citar como exemplo, algumas cordilheiras importantes, como os Alpes, cujo ponto culminante é o Monte Branco com aproximadamente 4810 metros de altitude e os Apeninos, cuja montanha mais alta é o Corno Grande, que possui aproximadamente 2910 metros de altitude. Na África, a Cordilheira dos Atlas ganha destaque, tendo como pico mais alto o Jbel Toubkal, que possui em torno de 4165 metros de altura. Na Ásia encontramos as maiores montanhas do mundo, como por exemplo a Cordilheira do Himalaia, que possui o famoso Monte Everest, localizado na fronteira do Nepal com a China e, além disso, é a maior elevação da Terra inteira.

Referências

Geografia Geral e do Brasil – Eustáquio de Sene, João Carlos Moreira

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] Assinale a alternativa que indica as formas de relevo onde predominam os processos de erosão em detrimento do acúmulo da sedimentação:

a) Montanhas e planaltos

b) Planícies e depressões

c) Planícies e planaltos

d) Montanhas e planícies

e) Planaltos e depressões

 

02. [ENEM] “No território brasileiro, as estruturas e as formações litológicas são antigas, mas as formas do relevo são recentes. Estas foram produzidas pelos desgastes erosivos que sempre ocorreram e continuam ocorrendo, e com isso estão permanentemente sendo reafeiçoadas”.

(ROSS, J. S. (org). Geografia do Brasil. 5ª ed. EdUSP, 2005. p.45).

Conforme as descrições realizadas pelo texto acima, o relevo brasileiro é de origem antiga, sendo muito trabalhado pelos agentes exógenos de modelagem. Essa dinâmica implica:

a) na constituição de formações orogenéticas

b) na ausência de cadeias montanhosas no território nacional

c) na existência de imensas áreas de planície

d) na elevada amplitude altimétrica do país

e) nas zonas de planalto ao longo do leito do rio Amazonas

01. [A]

02. [B]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO