Mar de Azov

O Mar de Azov é um mar interior situado na costa sul de Ucrânia e Rússia.

Mar de Azov, ou Azovskoye em russo, é um mar interior situado na costa sul de Ucrânia e Rússia.

O Mar de Azov forma uma extensão ao norte do Mar Negro, ao qual está ligado a sul pelo Estreito de Kerch. Possui cerca de 340 km de comprimento e 135 km de largura e uma área de cerca de 37.600 quilômetros quadrados.

Para o Mar de Azov fluem grandes rios como o Don e Kuban e muitos outros menores como o Mius, o Berda, o Obitochnaya e o Yeya.

Na parte ocidental do mar, encontra-se o Arabat Spit, um banco de areia de 113 quilômetros de comprimento que o separa do Syvash , um sistema de enseadas pantanosas que divide a Península da Crimeia do continente ucraniano.

Mar de Azov
Imagem: Reprodução

Com uma profundidade máxima de apenas 14 metros, o Mar de Azov é o mar mais raso do mundo. Vastas quantidades de lodo são derrubadas pelos rios Don e Kuban, de modo que no golfo de Taganrog, a nordeste, desse modo, a profundidade do Mar de Azov chega a um metro ou menos.

A confluência desses rios garante que as águas do mar tenham baixa salinidade, sendo quase frescas no Golfo de Taganrog.

As linhas costeiras norte, leste e oeste do Mar de Azov são baixas e possuem longos picos de areia e lagos e lagoas rasos em vários estágios de assoreamento. Sua costa sul é principalmente alta e irregular, no entanto, a topografia do fundo do mar é nivelada.

Imagem: Reprodução

Clima e hidrografia do Mar de Azov

O clima da bacia do Mar de Azov é continental e temperado. Geadas fortes se alternam com o degelo e há freqüentes nevoeiros.

Normalmente há blocos de gelo ao longo da costa norte do mar, do final de dezembro ao início de março.

As correntes no mar fluem em rotação no sentido anti-horário ao longo das costas. O nível médio de água do mar varia até 33 centímetro de ano para ano, de acordo com o fluxo dos seus afluentes.

Como resultado de sua superficialidade, O Mar de Azov é rico em vida marinha, a fauna marinha inclui mais de 300 espécies de invertebrados e cerca de 80 espécies de peixes, incluindo o esturjão , percas, sargos, arenques e tainhas. Sardinhas e anchovas são particularmente abundantes.

O Mar de Azov lida com muito tráfego de carga e passageiros, embora o progresso das embarcações oceânicas pesadas seja dificultado pelas águas muito rasas em alguns pontos. Os principais portos de Azov são Taganrog, Mariupol, Yeysk e Berdyansk.

Referências

Manual de Geografia Geral – Rideel

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1. [ENEM]

A situação atual das bacias hidrográficas de São Paulo tem sido alvo de preocupações ambientais: a demanda hídrica é maior que a oferta de água e ocorre excesso de poluição industrial e residencial. Um dos casos mais graves de poluição da água é o da bacia do alto Tietê, onde se localiza a região metropolitana de São Paulo. Os rios Tietê e Pinheiros estão muito poluídos, o que compromete o uso da água pela população.

Avalie se as ações apresentadas abaixo são adequadas para se reduzir a poluição desses rios.

I) Investir em mecanismos de reciclagem de água utilizada nos processos industriais.

II) Investir em obras que viabilizem a transposição de águas de mananciais adjacentes para os rios poluídos.

III) Implementar obras de saneamento básico e construir estações de tratamento de esgotos.

a) apenas em I.

b) apenas em II.

c) apenas em I e III.

d) apenas em II e III.

e) em I, II e III.

Resposta: C
I – Correto – A fim de reduzir a emissão de poluentes nos rios Tietê e Pinheiros, houve a adoção de métodos de reciclagem da água empregada pelas atividades industriais, o que não é realizado com frequência devido aos custos do processo.

II – Incorreto – Os mananciais são áreas de proteção ambiental que não podem ser remanejadas. Além do mais, fazer a transposição deles para áreas poluídas não mudaria o quadro de poluição.

III – Correto – A intensificação do saneamento básico e ambiental, além de estações de tratamento, diminuiria a emissão de resíduos sólidos nos rios mencionados.

2. [PUC]

O ciclo hidrológico é a circulação contínua da água entre a terra, o mar e a atmosfera. Nesse ciclo, inclui-se a água potável, essencial à vida. Entre os condicionantes e as interferências da existência de água potável no planeta, é incorreto afirmar que:

a) A água potável é cada vez mais escassa no globo, em razão do uso crescente para irrigação, atividade industrial e abastecimento urbano;

b) As águas subterrâneas constituem os lençóis que alimentam os cursos d’água, impedindo o escoamento superficial;

c) A contaminação da água por substâncias tóxicas, como resíduos industriais ou agrotóxicos, agrava o quadro de escassez de água continental na superfície;

d) A emissão de resíduos poluentes é prejudicial à capacidade de regeneração da água, interferindo no controle de qualidade ambiental.

Resposta: B
a) Correta – a água em sua forma própria para consumo está cada vez mais indisponível em virtude do seu mau uso e conservação.

b) Incorreta – a dinâmica das águas subterrâneas não impede o escoamento superficial, haja vista que nem toda a água que está na superfície infiltra totalmente no solo.

c) Correta – a poluição hídrica é um dos principais fatores para a escassez de água, pois torna os recursos hídricos próprios para consumo como inutilizáveis.

d) Correta – a disseminação de elementos tóxicos prejudica a qualidade das águas, o que resulta em graves consequências ambientais.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO