Golfo do México

O Golfo do México assemelha-se a um grande poço com uma ampla borda rasa que abriga um dos ecossistemas mais espetaculares da Terra.

O Golfo do México é uma baía de grandes dimensões localizada entre os litorais do México, Estados Unidos e Cuba. Os estados mexicanos que fazem fronteira com o golfo são Tamaulipas, Veracruz, Tabasco, Campeche e Yucatán; já nos Estados Unidos são a Florida, Alabama, Mississippi, Louisiana e Texas; e a ilha de Cuba para o sudeste.

O Golfo do México apresenta uma superfície de aproximadamente 1.550.000 km² e o seu subsolo é rico em petróleo. Constitui o nono maior corpo d’água do mundo, sendo conhecido como o “Mediterrâneo das Américas”.

Origens e história geológica

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

A bacia do Golfo do México é uma bacia estrutural relativamente simples, preenchida em sua parte mais profunda com rochas sedimentares que variam em idade entre o período do Triássico ao Holoceno.

A história geológica desta baía de grandes dimensões antes do Triássico é pouco conhecida. Acredita-se que o atual Golfo do México teve origem no período Triássico, sendo resultado da separação dentro da placa norte-americana, no momento em que começou a afastar-se das placas africanas e sul-americanas. É provável que o processo de separação tenha continuado durante o tempo Jurássico inferior e médio, o que permitiu a formação da crosta continental em toda a parte central da bacia. Já o avanço intermitente do mar para a região continental do oeste resultou na formação dos extensos depósitos de sal encontrados no Golfo do México.

A profundidade do Golfo do México

O Golfo do México assemelha-se a um grande poço com uma ampla borda rasa. Cerca de 38% do golfo é constituído de áreas rasas e marés, com menos de 20 metros de profundidade.

A profundidade máxima exata ainda é controversa, no entanto, alguns relatórios de diferentes autores afirmam que varia entre 3.750m para 4.384m. A profundidade média de água do Golfo do México é de aproximadamente 1.615m e a bacia contém um volume de 643 quatrilhões de litros de água.

Características

As águas do Golfo do México abrigam um dos ecossistemas mais espetaculares e com maior diversidade do planeta Terra. Algumas das espécies encontradas na região são os peixes-bois, golfinhos, tartarugas marinhas, jacarés e grous.

O golfo também se destaca pela sua riqueza pesqueira: lá são encontradas espécies como a truta do mar, linguado, atum, sarda e outras.

O petróleo, o gás natural, ferro, bauxita, açúcar, café e bananas são alguns dos produtos comerciais mais importantes desta região também conhecida como “Mediterrâneo americano”. Na região marítima há milhares de plataformas de prospecção petrolífera e refinarias, o que torna praticamente inevitáveis os acidentes e incêndios.

O Golfo do México também possui uma forte dependência econômica do comércio norte-americano e europeu, além do da indústria do turismo. Infelizmente, a região também padece de sérios problemas ambientais, devido à exploração do turismo, da pesca esportiva e da pesca comercial, fatores que destruíram algumas pequenas ilhas coralinas.

O vazamento de óleo no Golfo do México

Em abril de 2010, ocorreu um vazamento de petróleo no Golfo do México, que foi considerado o pior da história dos Estados Unidos da América.
Estima-se que o vazamento foi da ordem de 800 milhões de litros de petróleo, no período aproximado de 100 dias. O acidente causou o aparecimento de uma extensa mancha de óleo na superfície do oceano, afetando a fauna e a flora da região.

Referências

Golfo de México (em espanhol). Disponível em: https://www.ecured.cu/Golfo_de_México
General Facts about the Gulf of Mexico (em inglês). Disponível em: http://www.gulfbase.org/facts.php

 

Por Débora Silva
Como referenciar este conteúdo

Silva, Débora. Golfo do México. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/geografia/golfo-do-mexico. Acesso em: 21 de October de 2020.

Compartilhe

TOPO