Gás Natural

O Gás Natural é um tipo de combustível oriundo de uma mistura química de hidrocarbonetos parafínicos leves.

O Gás Natural trata de um combustível de origem bastante complexa, mas pode ser uma alternativa ao petróleo. Sua origem vem de uma mistura química de hidrocarbonetos parafínicos leves.

Os hidrocarbonetos citados anteriormente são submetidos a condições de temperatura e pressão atmosférica. Permanecem, portanto, em um estado gasoso. Inodoro, incolor e atóxico, este gás se destaca também pela sua leveza.

O gás natural tem uma composição bastante variável. O metano, por exemplo, é o principal dentre os componentes, contendo também butano, etano e demais gases.

Quanto ao conhecido dióxido de carbono, sua presença é mínima. Como ele, a água, o nitrogênio e o enxofre se apresentam em menor escala na composição. Estes, inclusive, são considerados como “contaminantes” do gás natural.

gás natural
(Imagem: Reprodução)

Onde é encontrado o Gás natural? Como se forma? Como se usa?

O gás natural é encontrado no subsolo, seja terrestre, seja marítimo. Sua constituição é formada de hidrocarbonetos (carbono + hidrogênio). Composição em 70% de metano, possuindo ainda enxofre, o etano, o nitrogênio e o oxigênio.

Encontrado nas proximidades de jazidas de petróleo, o gás natural pode ser um substituto deste no futuro. Utilizado como fonte de energia em indústrias, bem como no cotidiano, o gás é visto com bons olhos no mundo.

Um exemplo claro é o Gás Natural Veicular (GNV), utilizado como alternativa à gasolina em veículos. Com variadas vantagens, o GNV, por exemplo, é mais barato que a gasolina e que o próprio etanol.

Gerando menor incidência de poluição, num comparativo a combustíveis fósseis, o gás é uma opção para o futuro sustentável. Por esse motivo ele é considerado por ambientalistas como uma fonte de energia limpa – sobretudo tratando-se de um combustível.

Vantagens do Gás Natural como um todo

Após perceber as vantagens do GNV, o Gás Natural não poderia ser diferente. Uma energia limpa, sustentável e de baixo custo.

Além disso, porém, o gás em questão apresenta vantagens gigantescas, principalmente se comparado aos combustíveis populares:

  • Facilidade e praticidade no transporte e no manuseio;
  • Estocagem não é necessária;
  • Ao ser estocado, elimina qualquer risco de armazenamento de combustíveis;
  • Distribuição é realizada por meio de tubos, sem necessidade de transporte ferroviário, hidroviário ou rodoviário;
  • Utiliza os gasotudos para transportar de forma segura;
  • Mais seguro que o gás de cozinha por ser mais leve que o ar e se dissipar rapidamente na atmosfera;
  • O produto tem combustão completa;
  • Fonte de energia limpa, já que libera dióxido de carbono e vapor d’água;
  • Impacto ambiental quase nulo;
  • Ótima fonte de substituição para combustíveis ultrapassados, como lenha, carvão e óleos;

Uma energia sustentável não-renovável

A grande desvantagem deste combustível é, exatamente, sua origem. Por ser um combustível de fonte fóssil, há grande limitação.

Assim, o gás natural torna-se uma fonte de energia não renovável, ou seja, finita. Sem capacidade para renovação, o gás pode acabar.

Dentre os especialistas, apesar das variadas vantagens em seu uso, o fato de haver a impossibilidade de renová-la torna seu uso limitado.

Referências

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Teste seu conhecimento

01. [Enem] Qual das seguintes fontes de produção de energia é a mais recomendável para a diminuição dos gases causadores do aquecimento global?

a) Óleo diesel.

b) Carvão mineral.

c) Gás natural.

d) Vento.

 

02. [UEPB] O Carvão mineral e o petróleo continuam a ser as duas principais matrizes elétrica e energética mundiais, porém a crise ambiental (com destaque para o aquecimento global) e a problemática do abastecimento de petróleo fazem com que os combustíveis renováveis e, sobretudo “limpos”, ganhem evidência. Sobre a questão é correto afirmar que:

I. os combustíveis fósseis, embora não poluentes, necessitam ter seu consumo reduzido pelo simples fato de não serem renováveis e, portanto, sujeitos ao esgotamento em um futuro próximo.
II. a água, embora seja uma fonte de energia limpa e renovável, gera polêmicas pelos impactos sociais e ecológicos causados com as construções de grandes hidrelétricas, que destroem ecossistemas e expulsam populações ribeirinhas.
III. a energia solar, apesar de abundante e não poluente, ainda é pouco utilizada, o que certamente se explica muito mais pelas políticas energéticas e interesses de grupos do que pelo elevado custo dos painéis de captação de energia.
IV. o Biodiesel, destaque brasileiro em tecnologia alternativa de combustível por ser menos poluente que os hidrocarbonetos e por criar empregos no campo, nem por isso está imune de gerar problemas ambientais, sobretudo se vier a ser um investimento muito lucrativo, pois fatalmente avançará e destruirá áreas ainda preservadas e de fronteiras, como já ocorre com a soja. Estão corretas apenas as alternativas:

a) II, III e IV

b) I, II e III

c) I e IV

d) II e III

e) I, II e IV

 

01. [D]

02. [A]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO