Energia hidrelétrica

Conheça as vantagens e desvantagens da energia gerada pelas usinas hidrelétricas.

A energia hidrelétrica é produzida por meio do aproveitamento do potencial hidráulico existente em um rio. Para que isto seja possível, é necessária a integração da vazão do rio, da quantidade de água disponível em determinado período de tempo e os desníveis do relevo, sejam eles naturais (quedas d’água) ou artificialmente criados (desvios do curso original do rio).

Publicidade

Uma usina hidrelétrica é um conjunto de obras e equipamentos cuja finalidade é a geração de energia elétrica.

História

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

A primeira hidrelétrica do mundo foi construída no final do século XIX, aproveitando as quedas d’água das Cataratas do Niágara. Na mesma época, sob reinado de D. Pedro II, o Brasil construiu a sua primeira hidrelétrica, no município de Diamantina, utilizando as águas do Ribeirão do Inferno, afluente do rio Jequitinhonha.

Em um período de pouco mais de 100 anos, a potência instalada das unidades aumentou significativamente, com a construção de grandes usinas, como a binacional Itaipu, construída em parceria Brasil-Paraguai.

As principais variáveis utilizadas para classificar uma usina hidrelétrica são as seguintes: altura da queda d’água, vazão, capacidade ou potência instalada, tipo de turbina empregada, localização, tipo de barragem e reservatório.

O funcionamento de uma usina hidrelétrica

Basicamente, uma usina hidrelétrica é composta de uma barragem, sistemas de captação e adução de água, casa de força e sistema de restituição de água ao leito natural do rio.
As instalações são projetadas harmoniosamente para operar em conjunto com sucesso.

E como uma usina hidrelétrica funciona? A água captada no lago formado pela barragem é dirigida até a casa de força, por meio de canais, túneis e/ou condutos metálicos. Depois de passar pela turbina hidráulica, a água é devolvida ao leito natural do rio, através do canal de fuga.

Publicidade

Desta maneira, a potência hidráulica transforma-se em potência mecânica quando a água passa pela turbina, fazendo com que esta gire. O gerador, que gira junto à turbina, transforma a potência mecânica em potência elétrica.

A energia gerada é conduzida através de cabos ou barras condutoras dos terminais do gerador até o transformador elevador, onde a voltagem é elevada para condução adequada, por meio das linhas de transmissão, até os centros de consumo. Os transformadores abaixadores são responsáveis por levar a tensão (voltagem) da energia a níveis adequados para uso dos consumidores.

Vantagens e desvantagens das hidrelétricas

Vantagens

A maior vantagem das usinas hidrelétricas é o fato de ser uma fonte de energia renovável e que não emite poluentes. Embora o custo para a instalação de uma usina hidrelétrica seja alto, há baixo custo da geração de energia, pois o principal insumo energético (a água do rio), já está inserido à usina.

Publicidade

De acordo com a Eletrobras, algumas das principais vantagens das hidrelétricas são:

  • Utilização de uma fonte renovável de energia;
  • Viabilização do uso de outras fontes renováveis;
  • Auxílio no combate às mudanças climáticas;
  • Armazenamento de água potável.

Desvantagens

As hidrelétricas causam grande impacto ambiental e social. Para a construção de barragens, é necessário o alagamento de grandes áreas, o que acarreta problemas à fauna e flora local.

Alguns impactos negativos decorrentes da construção de usinas hidrelétricas incluem a destruição da vegetação natural, assoreamento do leito dos rios, extinção de certas espécies de peixes e desmoronamento de barreiras.

Dentre os impactos sociais também estão o deslocamento das populações ribeirinhas e indígenas que viviam na região há muito tempo, e acabam sendo obrigadas a ir para outro lugar devido ao alagamento para a construção dos lagos artificiais.

A energia hidrelétrica no Brasil

O Brasil figura na lista dos cinco maiores do mundo no que se refere ao potencial técnico de aproveitamento da energia hidráulica. Estima-se que o potencial hidrelétrico do país gira em cerca de 260 GW, dos quais 40,5% estão localizadas na Bacia Hidrográfica do Amazonas.

Segundo dados de novembro de 2008, as usinas hidrelétricas, independentemente de seu porte, respondem por 75,68% da potência total instalada no país. No passado, a capacidade instalada era ainda maior, no entanto, foi reduzida por três razões: a necessidade da diversificação da matriz elétrica; a dificuldade em ofertar novos empreendimentos hidráulicos, devido à ausência da oferta de estudos e inventários; o aumento de entraves jurídicos que protelam o licenciamento ambiental de usinas de fonte hídrica.

Em todo o mundo, o Brasil é o país com maior potencial hidrelétrico.

Referências

Energia Hidráulica. Disponível em: http://www2.aneel.gov.br/arquivos/pdf/atlas_par2_cap3.pdf
Usina Hidrelétrica. Disponível em: http://www.furnas.com.br/

Débora Silva
Por Débora Silva

Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.

Como referenciar este conteúdo

Silva, Débora. Energia hidrelétrica. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/geografia/energia-hidreletrica. Acesso em: 22 de July de 2024.

Teste seu conhecimento

1. [ENEM/2011 – com adaptações] “Águas de março definem se falta luz este ano”. Esse foi o título de uma reportagem em jornal de circulação nacional, pouco antes do início do racionamento do consumo de energia elétrica, em 2001. No Brasil, a relação entre a produção de eletricidade e a utilização de recursos hídricos, estabelecida nessa manchete, se justifica porque:

a) a geração de eletricidade nas usinas hidrelétricas exige a manutenção de um dado fluxo de água nas barragens.
b) o sistema de tratamento da água e sua distribuição consomem grande quantidade de energia elétrica.
c) a geração de eletricidade nas usinas termelétricas utiliza grande volume de água para refrigeração.
d) o consumo de água e de energia elétrica utilizada na indústria compete com o da agricultura.

2. [Enem/2011] Segundo dados do Balanço Energético Nacional de 2008, do Ministério das Minas e Energia, a matriz energética brasileira é composta por hidrelétrica (80%), termelétrica (19,9%) e eólica (0,1%). Nas termelétricas, esse percentual é dividido conforme o combustível usado, sendo: gás natural (6,6%), biomassa (5,3%), derivados de petróleo (3,3%), energia nuclear (3,1%) e carvão mineral (1,6%). Com a geração de eletricidade da biomassa, pode-se considerar que ocorre uma compensação do carbono liberado na queima do material vegetal pela absorção desse elemento no crescimento das plantas. Entretanto, estudos indicam que as emissões de metano (CH4) das hidrelétricas podem ser comparáveis às emissões de CO2 das termelétricas.
MORET, A. S.; FERREIRA, I. A. As hidrelétricas do Rio Madeira e os impactos socioambientais da eletrificação no Brasil. Revista Ciência Hoje. V. 45, n.° 265, 2009 (adaptado).

No Brasil, em termos do impacto das fontes de energia no crescimento do efeito estufa, quanto à emissão de gases, as hidrelétricas seriam consideradas como uma fonte:
a) limpa de energia, contribuindo para minimizar os efeitos desse fenômeno.
b) eficaz de energia, tomando-se o percentual de oferta e os benefícios verificados.
c) limpa de energia, não afetando ou alterando os níveis dos gases do efeito estufa.
d) poluidora, colaborando com níveis altos de gases de efeito estufa em função de seu potencial de oferta.
e) alternativa, tomando-se por referência a grande emissão de gases de efeito estufa das demais fontes geradoras.

1. [A]
2. [D]

Compartilhe

TOPO