Agricultura no Brasil

A Agricultura no Brasil, atualmente, sofre um processo de mecanização e expansão das atividades em direção a região norte.

A Agricultura no Brasil representa uma das fatias mais importantes da economia brasileira. Mesmo que se apresente com pouco mais de 5% de representação do PIB, o setor movimenta quase R$ 100 bilhões em exportações.

Junto à pecuária, de acordo com dados da Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, os setores são parte vital da economia brasileira.

Há anos a agricultura no Brasil passa por constantes transformações e ciclos. Canaviais, plantações de café, fumo, soja e por aí vai. Uma grande variação que vem desde o período colonial com a cana-de-açúcar com atual expansão da soja e do café.

O ritmo do ciclo acabou transformando o setor no Brasil consideravelmente a partir de meados do século XX. A mecanização e a modernização da produção, bem como a substituição do homem pela máquina nas atividades, remodelaram a agricultura no Brasil.

agricultura no brasil
(Imagem: Reprodução)

Modernização da Agricultura no Brasil

O processo de mecanização e modernização por qual passa a agricultura no Brasil está diretamente relacionada a todo o processo de industrialização ocorrido no país. O fato em questão, bem como a evolução dos processos, demonstram a reconfiguração do espaço geográfico do Brasil.

Nota-se, portanto uma alteração nas regiões a partir de uma análise mais aprofundada abrangendo a questão que envolve a agricultura no país. Sob esta nova ótica, o avanço das indústrias contribuiu para um notório crescimento do setor terciário.

Este, por sua vez, foi determinante para a aceleração do processo de urbanização. O campo acabou, economicamente, subordinado às cidades. O meio urbano apropriou-se, assim, do maquinário, equipamento e pesticidas essenciais do meio agropecuário.

Agricultura por região do país

Como ressaltado, o Brasil, um país de extensões continentais, acabou separando-se geograficamente em um mapa agrícola. Assim, cada região compreenderia parte importante deste grande sistema.

Região Sul

A produção na região vem, sobretudo, da ocupação de imigrantes europeus, desde o sul da região ao norte do Paraná. Atualmente, a expansão da soja para exportação tem sido a grande caracterização da agropecuária da região.

A região sul, além disso, passa por um nítido processo de mecanização e modernização dos instrumentos. No oeste de Santa Catarina e Paraná, bem como no norte do Rio Grande do Sul, é perceptível essa adoção.

Algodão, milho, cana-de-açúcar e, claro, a soja estão entre os principais cultivos.

Região Sudeste

Da mesma forma que a região sul, o sudeste vive com o processo de mecanização e modernização do campo. A alta tecnologia predominante é sustentada por um meio urbano de alta produção das máquinas, defensivos e equipamentos.

Apesar de ser a região da Agricultura no Brasil em que se nota grande subordinação do campo ao meio urbano (indústrias), o uso, manejo e produtividade do solo se destacam.

O café, a fruticultura e a cana-de-açúcar estão entre as principais culturas da região.

Região Centro-Oeste

Região de maior expansão da Agricultura no Brasil. Também mecanizada, e se estendendo na direção da floresta Amazônica, a região enfrenta o problema causando por embargos e limitações de terras demarcadas.

A Revolução Verde possibilitou a ocupação na região, permitindo cultivo em longos espaços de terra. O principal produto é a soja, utilizada como commoditie para o mercado externo.

Região Nordeste

Uma zona plural no que tange a agricultura no país. Na Zona da Mata, mais úmida, o cultivo de cana para produção de álcool e açúcar é a grande presença forte da região.

Já em localizações semiáridas, a presença da agricultura familiar – normalmente para subsistência – é notória. Alguns pontos mecanizados e mais enxutos também podem ser observados, mas significativamente menor em relação ao Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Além da cana, o cultivo de frutas também é alto na região, como o de abacaxi, a uva, melão e a manga.

Região Norte

O Norte sofre com a expansão desenfreada do centro-oeste e do avanço do nordeste. A região do matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) é tida como a potência futura da agricultura no Brasil.

Na região, predomina-se a extensão e pouco uso de maquinário moderno. A pecuária primitiva e o cultivo de soja são as duas maiores fontes da agricultura do local.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Teste seu conhecimento

01. [UEL] 

O aumento crescente da demanda por produtos livres de agrotóxicos tem impulsionado a agricultura orgânica no Brasil. Esse sistema agrícola que se apóia no manejo sustentável dispensa o uso de agrotóxicos sintéticos e privilegia a preservação ambiental, a biodiversidade, os ciclos biológicos e a qualidade de vida do homem. Com uma área plantada de 842 mil hectares, o setor movimentou cerca de US$ 1 bilhão em 2003. O país tem 19 mil propriedades e 174 processadoras espalhadas em diversas regiões.

Disponível em: “<www.agricultura.gov.br.>” Acesso em: 19 Jun. 2005.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre agricultura, considere as afirmativas a seguir.

I. Na agricultura orgânica, a forma de produzir demanda uma maior utilização de mão de obra para colocar em prática o controle biológico e o manejo integrado de pragas, constituindo-se em alternativa para o desenvolvimento da agricultura familiar.

II. O crescimento do mercado para os produtos orgânicos não se limita ao Brasil, o que tem permitido aos agricultores aumentar a receita, por unidade de produção, a uma razão superior à da agricultura convencional.

III. O crescimento do número de propriedades rurais em que se pratica a agricultura orgânica invalida o debate sobre os impactos do consumo de agrotóxicos no Brasil.

IV. O sistema de agricultura orgânica é impraticável nas pequenas propriedades rurais, pois a eliminação do uso de fertilizantes e de pesticidas químicos proporciona um aumento dos custos de produção, o que, consequentemente, diminui a renda da unidade produtiva agrícola.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, II e IV.

e) I, III e IV.

 

02. [UNIOESTE]

Sobre a agricultura no Brasil, leia as assertivas abaixo:

I. A mecanização agrícola e a liberação de mão de obra na agricultura foram importantes fatores de migração da população do campo para as cidades.

II. A concentração fundiária, que se observa, entre outros estados, no Paraná e no Mato Grosso do Sul, é fator de expropriação de camponeses que passam a buscar áreas da fronteira agrícola da Amazônia ou se direcionam aos centros urbanos.

III. Os boias-frias são trabalhadores sazonais característicos da implantação de relações capitalistas modernas no campo.

IV. O avanço da pecuária extensiva na Amazônia e a ocupação das áreas de Cerrado visando à cultura de grãos resultaram na redução da taxa de urbanização dos Estados do Mato Grosso e de Rondônia.

Assinale a alternativa cujas as afirmativas estão corretas.

a) I, III e IV.

b) II, III e IV.

c) III e IV.

d) I, II e IV.

e) I, II e III.

01. [A]

02. [E]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO