Multiverso

A teoria do Multiverso foi proposta por Stephen Hawking.

A teoria do Multiverso ainda é bastante discutida na comunidade acadêmica. Apesar de ainda não ser aceita em sua totalidade, é passível de questionamento se não estaríamos vivendo em um Universo em meio a tantos outros?

O Multiverso faz parte de uma das últimas teorias elaboradas pelo astrofísico Stephen Hawking antes de morrer. Deixando um legado de hipóteses, Hawking sugeria que este Universo ao qual se localiza a Terra seria apenas mais um entre tantos.

Hawking entendia que esses Universos estariam conectados, e sustentava esse conceito a partir da teoria do Big Bounce. Essa que, por sinal, responderia ao que viria antes do Big Bang, como um grande rebote de um novo Universo que criaria outros tantos.

Mesmo que não existam evidências claras desses supostos universos em paralelo, Hawking sustentava essa possibilidade. Junto de Thomas Hertog, ele buscava observar evidências no espaço que deixariam clara a existência de outros Universos.

Stephen Hawking morreu no ano de 2018. No entanto, deixou um bom material para que Hertog seguisse as pesquisas acerca do Multiverso. Atualmente, o cientista parceiro de Hawking busca questões mais profundas sobre o Universo por incentivo de Universidade belga.

multiverso
(Imagem: Reprodução)

A pesquisa de Hawking e Hertog sobre o Multiverso

O artigo enviado para publicação, inclusive, é uma forma de refutar o Big Bang, teoria que era inaceitável para Hawking. Segundo ele, o conceito se estenderia a muito mais do que apenas uma mera “explosão”.

Para Hertog, Hawking confessou: “tentaremos desvendar o Multiverso”. Assim, a fim de por fim a uma teoria que ele não acreditava que pudesse ser aceita facilmente, Hawking desejava um experimento.

O experimento aplicável, segundo ele, responderia de uma vez por todas a existência do multiverso. Ou seja, dezenas, centenas, milhares ou ainda infinitos Universos paralelos coexistentes ao que habitam os homens.

As explicações para o fenômeno

Hertog delimita que os estudos apontados auxiliariam os cientistas a encontrar rastros de possível universos coexistentes. Utilizando a matemática complexa, tanto Hawking quanto Hertog atestam que pesquisas, no futuro, serão capazes de detectar ondas poderosas oriundas do Big Bang, capazes de criar multiversos.

O Multiverso constituiria uma extensão substantiva da noção de realidade física da humanidade. (Hertog)

Motivos que levam a crer no multiverso

É impossível, a partir dos estudos preliminares de Hawking, que o modelo do multiverso seja um fato consolidado. Não é. Mas, basicamente, a teoria do astrofísico teria alguns motivos a serem levados como sustentável:

Universos infinitos e expansivos

Os cientistas não conseguem ainda ter uma exata explicação para a coordenada de espaço-tempo do Universo. Estima-se que ela seja plana, em constante expansão, e, provavelmente, infinitamente.

A teoria da Inflação Interna

Com a explosão do Big Bang, estima-se que o Universo tenha se propagado tão rápido a ponto de criar bolhas. Essa teoria leva o nome de Inflação Interna, e sua ocorrência provocaria a criação de Universos independentes.

Universos Paralelos

Sugere-se nesta teoria a existência de planos universais distantes do nosso. Ou seja, Universos existentes, mas não à nossa realidade.

Referências

Física Básica – Volume Único, por Nicolau Gilberto Ferraro, Paulo de Toledo Soares e Ronaldo Fogo

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Compartilhe nas redes sociais

TOPO