Demócrito

A filosofia natural de Demócrito é considerada pioneira pelo seu pensamento atômico.

Os primeiros filósofos que surgiram por volta do século VI a. C. foram chamados pré-socráticos – dentre eles, o Demócrito. Nesse contexto, esses novos pensadores tentaram romper com o modo de pensar do mito e da cosmogonia que imperavam anteriormente na Grécia. Agora, entenda mais sobre quais foram as ideias de Demócrito.

Quem foi Demócrito?

Pintura representando Demócrito
Democritus, por Henderick ter Brugghen, 1628.

Demócrito de Abdera foi um filósofo grego. Ele nasceu 460 anos antes de Cristo, e morreu com cerca de 90 anos de idade. Conhecido como um dos pré-socráticos, Demócrito estudou na escola de filosofia de Leucipo, tornando-se seu sucessor.

Ele é considerado um dos maiores escritores de seu tempo, já que sua produção parece contar com cerca de 90 obras. No entanto, a maioria desses escritos foram perdidos no tempo, e até mesmo a autoria deles é incerta.

Curiosamente, Demócrito era conhecido na Grécia pelo seu sorriso, sendo retratado até hoje dessa forma. Em vida, o filósofo viajou defendendo as suas teorias que, atualmente, são lembradas como uma parte importante da história da filosofia.

Teoria filosófica

A filosofia grega surge no século VI a.C. com uma preocupação cosmológica – ou seja, contrária à visão da cosmogonia que imperava anteriormente. Com o pensamento filosófico, Demócrito e outros autores queriam explicar o universo e o sentido da vida sem recorrer a entidades divinas.

Assim, Demócrito foi responsável, junto com Leucipo, por formular a ideia de átomo. Em outras palavras, conforme o filósofo o universo e a humanidade são formados de partículas pequenas, indivisíveis, e pelo modo como essas partes se arranjam.

Essa ideia atômica teve impacto séculos mais tarde, quando físicos modernos elaboraram as novas teorias sobre os átomos. Segundo Demócrito, essas partículas se movimentam e se colidem a todo momento em um espaço vazio, o que também torna as mudanças possíveis.

Dessa forma, para ele, as ações humanas e até a alma são feitas dessas partículas e são ordenadas por elas. Portanto, é necessário que o indivíduo saiba controlar seus desejos e impulsos e direcioná-los em uma ação moral e ética que faça o bem para a comunidade.

Influência e discípulos

Sendo uma parte importante da história da filosofia, Demócrito foi discípulo de alguns pensadores que o precederam. Entretanto, ele também acabou influenciando as ideias seguintes a seu tempo. Saiba mais sobre esse assunto.

Influências

O filósofo foi discípulo de Leucipo, a quem é atribuída a teoria atômica; o que Demócrito fez foi organizar e desenvolver essa ideia. Veja a seguir os filósofos que influenciaram o autor:

  • Leucipo de Mileto;
  • Filolau de Crotona;
  • Melisso de Samos.

Discípulos

Demócrito teve seus discípulos em sua própria época. Entretanto, a sua teoria sobre os átomos lhe rendeu também influências indiretas, como o Giordano Bruno, séculos mais tarde. Confira:

  • Protágoras de Abdera;
  • Epicuro de Samos;
  • Giordano Bruno.

Desse modo, as ideias de Demócrito ressoam ainda atualmente, fazendo parte não apenas da história da filosofia, mas também das ciências – principalmente, a física. Não coincidentemente, sua teoria faz parte de uma filosofia natural e é chamada também de mecanicista.

Obras

Apesar de se saber que a obra de Demócrito é vasta, não resta hoje nenhuma completa do filósofo. Assim, existem atualmente fragmentos de textos que poderiam ser livros distintos, organizados por outros autores. Confira alguns desses nomes:

  • Pequena Ordem do Mundo: uma obra de conteúdo teórico;
  • Da Forma: também apresenta questões teóricas;
  • Do Entendimento: outra obra sobre sua filosofia;
  • Do Bom Ânimo: uma obra de conteúdo moral;
  • Preceitos: também apresenta suas ideias éticas e morais.

Embora essas obras atualmente não sejam completas nem possíveis de serem acessadas, constituem uma parte importante da história da filosofia. Afinal, as ideias de Demócrito ainda ressoam, principalmente quando pensamos no atomismo.

7 frases de Demócrito

Dos pensamentos do autor, só restaram fragmentos. Portanto, é importante resgatar suas ideias a partir de textos diretos escritos pelo filósofo, o que pode ajudar também a entender mais da filosofia de sua época. A seguir, confira algumas citações:

  1. “[…] deliberar bem antes de agir é melhor que arrepender-se”.
  2. “[…] os grandes prazeres nascem de contemplar as belas obras”.
  3. “[…] falsos e bons na aparência os que de boca fazem tudo, mas nada na realidade”.
  4. “[…] quem de boa vontade se lança a obras justas e lícitas, dia e noite está alegre, seguro e despreocupado”.
  5. “[…] a natureza e a educação são algo semelhante, pois a educação transforma o homem e o transformando lhe constitui a natureza”.
  6. “Um homem é digno de fé ou não o é, não somente pelo que faz, mas também é pelo que quer”.
  7. “Para todos, o belo e o verdadeiro são a mesma coisa, mas o agradável é diferente para cada um”.

Portanto, revisitar a filosofia de Demócrito pode ser um contexto produtivo para discutir sobre o modo como pensamos hoje e o papel dos próprios gregos na história ocidental. Nesse campo, é importante lembrar que outros povos também produziram filosofias relevantes.

Referências

O atomismo grego e a formação do pensamento físico moderno – C. M. Porto;

O caráter da ação humana no pensamento de Demócrito – Débora Mariz;

Os pré-socráticos – José Cavalcante de Souza.

Mateus Oka
Por Mateus Oka

Cientista social pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), realiza pesquisas na área da antropologia da ciência.

Exercícios resolvidos

1. [Uncisal]

O período pré-socrático é o ponto inicial das reflexões filosóficas. Suas discussões se prendem a Cosmologia, sendo a determinação da physis (princípio eterno e imutável que se encontra na origem da natureza e de suas transformações) ponto crucial de toda formulação filosófica. Em tal contexto, Demócrito afirma ser a realidade percebida pelos sentidos ilusória. Ele defende que os sentidos apenas capturam uma realidade superficial, mutável e transitória que acreditamos ser verdadeira. Mesmo que os sentidos apreendam “as mutações das coisas, no fundo, os elementos primordiais que constituem essa realidade jamais se alteram.” Assim, a realidade é uma coisa e o real outra.
Para Demócrito a physis é composta:
a) pelas quatro raízes: o úmido, o seco, o quente e o frio
b) pela água
c) pelo fogo
d) pelo ilimitado
e) pelos átomos

Resposta: e

Justificativa: a ideia atômica é central na filosofia natural de Demócrito.

2. [UENP]

Mario Quintana, no poema “As Coisas”, traduziu o sentimento comum dos primeiros filósofos da seguinte maneira: “O encanto sobrenatural que há nas coisas da Natureza! […] se nelas algo te dá encanto ou medo, não me digas que seja feia ou má, é, acaso, singular”. Os primeiros filósofos da antiguidade clássica grega se preocupavam com:
a) cosmologia, estudando a origem do cosmos, contrapondo a tradição mitológica das narrativas cosmogônicas e teogônicas.
b) política, discutindo as formas de organização da polis e estabelecendo as regras da democracia.
c) ética, desenvolvendo uma filosofia dos valores e da vida virtuosa.
d) epistemologia, procurando estabelecer as origens e limites do conhecimento verdadeiro.
e) ontologia, construindo uma teoria do ser e do substrato da realidade.

Resposta: a

Justificativa: se contrapondo à cosmogonia, a cosmologia é a grande preocupação filosófica dos gregos a partir do século VI a.C.

3. [ENEM]

“A representação de Demócrito é semelhante à de Anaxágoras, na medida em que um infinitamente múltiplo é a origem; mas nele a determinação dos princípios fundamentais aparece de maneira tal que contém aquilo que para o que foi formado não é, absolutamente, o aspecto simples para si. Por exemplo, partículas de carne e de ouro seriam princípios que, através de sua concentração, formam aquilo que aparece como figura.”
(Adaptado de: HEGEL, G.W. Crítica moderna. In:SOUZA, J.C. (Org.). Os pré-socráticos: vida e obra. São Paulo: Nova Cultural, 2000).
O texto faz uma apresentação crítica acerca do pensamento de Demócrito, segundo o qual o “princípio constitutivo das coisas” estava representado pelo(a):
a) número, que fundamenta a criação dos deuses.
b) devir, que simboliza o constante movimento dos objetos.
c) água, que expressa a causa material da origem do universo.
d) imobilidade, que sustenta a existência do ser atemporal.
e) átomo, que explica o surgimento dos entes.

Resposta: e

Justificativa: a filosofia natural de Demócrito é considerada pioneira pelo seu pensamento atômico.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO