Catarse

Catarse trata de um conceito filosófico que abrange limpeza e purificação do ser.

Catarse, por significado amplo, denota um conceito filosófico de purificação ou limpeza espiritual/pessoal. Por abranger muitos significados e aplicações, ele está muito relacionado a diferentes áreas do conhecimento humano.

Seja nas artes, na sociologia, na religião, na literatura e até mesmo na medicina. Um conceito trazido, inclusive, por Freud, e que ele salienta – mesmo com metáforas e conotações.

O termo tem origens gregas, provém de “kátharsis”, e tem sua utilização ligada a designação do estado de libertação. Este estado de libertação é de caráter psicológico, e provém da superação humana de algum trauma.

Ele pode ser oriundo de uma opressão passada ou de um medo recente.

catarse
(Imagem: Reproduçã)

Freud explica a Catarse

Para Sigmund Freud (1856-1939), o pai da psicanálise, o conceito foi introduzido a partir das observações de estados catárticos. Ou seja, através de experimentos a partir de processos hipnóticos realizados em seus próprios pacientes.

A partir disso, Freud entendia a filosofia em meio aos medos e traumas da sociedade em regressão hipnótica. Assim, por meio do conceito de Catarse, que Freud define o que chamaria logo em seguida de psicanálise.

Esta, por sinal, está interligada à ideia de exploração da “psique humana” através da conversa e da associação de ideias. Sendo, portanto, a partir da fala e do intermédio de ideias, o passado da pessoa acaba por ser desvendado.

Catarse nas artes e na literatura

A catarse nas artes plásticas significa a limpeza e consequente leveza do ser. Uma forma de renovação purificada do artista, antes angustiado. Um contato direto de quem produz, como de quem aprecia uma obra concluída.

Na mesma ótica o conceito na literatura atingirá o leitor/apreciador. Quando uma obra literária impressiona a ponto de externar a emoção, dizemos que ela provocou catarse no leitor.

Catarse na Filosofia e na educação

Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.) enxergava o conceito de catarse como representação de uma purificação da própria alma. Esse “efeito” ocorreria através da descarga de sentimentos e emoções que seriam desprendidas do ser após apreciação de situações.

Já na educação, o processo de catarse ocorreria no momento de absorção do aprendizado em fundamento. Ou seja, teriam refletido sobre as práticas sociais, dissipado e compreendido como agir em sociedade.

Na medicina e na religião o conceito se distancia da filosofia observada

Na medicina moderna, o conceito está em associação ao sistema digestivo. Apesar de não ter qualquer relação com a filosofia em si, o conceito existe e é constante no ramo da saúde.

Relacionado ao sistema digestivo e suas funções, um médico afirma que o paciente entrou em catarse para designar evacuação dos dejetos do intestino; evacuação.

Enquanto isso, ainda há a catarse na religião. De modo bastante simplificado e genérico, ela representa a purificação da alma através da religião.

Sendo assim, o indivíduo entraria em processo catártico ao libertar-se de todos os seus pecados e junto da comunhão de Deus. A catarse na religião poderá ocorrer através de uma curta oração, celebração divina ou ainda uma simples confissão.

Referências

Catarse – Edih Longo

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Teste seu conhecimento

01. [UEL] Observe a figura a seguir e responda à(s).

A figura mostra Atenas na atualidade. Observam-se as ruínas da Acrópolis – onde ficavam os templos como o Parthenon –, o Teatro de Dionísio e a Asthy – com a Ágora (Mercado/Praça Pública) e as casas dos moradores.

Leia o texto a seguir.

Para Aristóteles, a boa convivência entre os habitantes da cidade ideal não seria nunca obtida com a mera apathia (ausência de paixões) platônica, mas somente através de uma boa medida entre razão e afetividade. Enfim, a arte não apenas é capaz de nos trazer saber, ela tem também uma função edificante e pedagógica.

(FEITOSA, C. Explicando a filosofia com arte. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004, p.123.)

Com base na figura, no texto, nos conhecimentos sobre Aristóteles e na ideia de que os espaços do Teatro, da Ágora, dos Templos na cidade de Atenas foram imprescindíveis para a vocação formativa da arte na Grécia Clássica, considere as afirmativas a seguir.

A catarse propiciada pelas obras teatrais trágicas apresentadas na cidade grega operava uma transformação das emoções e tornava possível que os cidadãos se purificassem e saíssem mais elevados dos espetáculos.

A obra poética educava e instruía o cidadão da cidade grega, e isso acontecia por consequência da satisfação que este sentia ao imitar os atos dos grandes heróis que eram encenados no teatro.

III. O poeta demonstrava o universal como possível ao criar modelos de situações exemplares, que permitem fortalecer o sentimento de comunidade.

O belo nas diversas artes, como nos poemas épicos, na tragédia e na comédia, desvinculava–se dos laços morais e sociais existentes na polis, projetando-se em um mundo idealizado.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

01. [D]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO