Tipos de Flores

A classificação dos tipos de flores podem variar segundo suas características. Podendo ser hermafroditas, dioicas, flores completas ou incompletas.

Quais os tipos de flores existentes? A flor é o órgão responsável pela reprodução da planta. Ela se origina a partir de uma gema florífera que pode estar na axila da folha ou no ápice caulinar.

Ela se constitui de folhas modificadas chamadas antófilos.

Os antófilos se diferenciam dando origem aos quatro verticilos florais: cálice, corola, androceu e gineceu. O perianto se diferencia precocemente, originando as sépalas e pétalas.

Estas últimas são recobertas por epiderme e são altamente vascularizadas por vasos de pequeno porte. As pétalas são nutridas a partir de um único feixe vascular, assim como os estames.

Os estames por sua vez, se iniciam como pequenas protuberâncias (primórdios estaminais) recobertos por epiderme e recebendo apenas um feixe vascular.

tipos de flores
Imagem: Reprodução

Na extremidade do primórdio estaminal, inicia-se a formação de pequenas saliências. Estas saliências são divididas por uma camada de células altamente vacuolizadas na qual ocorre a produção de um tecido esporogênico.

Envolvendo este tecido existe um tecido chamado tapete. Duas porções do tapete podem ser reconhecidas: o tapete parietal (pertencente à planta-mãe) e o tapete interno.

Esse tapete tem a função de nutrir o tecido esporogênico e produzir a esporopolenina. Além disso, a auto incompatibilidade esporofítica ocorre devido à presença de genes incompatíveis no tapete (que é liberado junto ao grão de pólen) e no estigma da flor receptora.

Após ocorrer a microesporogênese e microgametogênese, o grão de pólen está pronto para ser liberado. Ele é revestido por um tecido chamado esporoderme, rico em esporopolenina.

Essa substância chamada de esporopolenina foi uma importante na conquista do ambiente terrestre pelas plantas, pois impede a dessecação do gametófito. Mas, afinal, como diferenciar os tipos de flores?

Gineceu

O conjunto de carpelos é denominado de gineceu, a parte feminina da flor.

O gineceu é formado por carpelos, pistilo, estigma, estilete e ovário. Dentro do ovário estão os gametas femininos da planta.

O estigma é a porção que recebe o grão de pólen e através do estilete liga-se ao ovário.

O ovário é a parte que vai se transformar em fruto. O fruto é resultado do desenvolvimento do ovário, enquanto a semente representa o desenvolvimento do óvulo depois da fecundação.

Androceu

O conjunto de estames é denominado de androceu, a parte masculina da flor. O androceu é formado pelos estames, antera e filete.

É nessa porção da flor que ocorre a produção de pólen.

Os estames são formados pela antera e filete. O filete corresponde a uma haste longa e fina, onde em sua extremidade de encontra-se a antera, responsável pela produção do pólen.

Tipos de flores observadas

As flores podem apresentar classificações variadas de acordo com as suas características:

De acordo com a presença dos órgãos reprodutores:

  • Hermafroditas ou monoicas: Flores que apresentam os órgãos reprodutores masculino e feminino na mesma flor.
  • Dioicas: Quando os órgãos reprodutores masculino ou feminino ocorrem em flores separadas.

De acordo com a presença dos elementos florais:

  • Flores completas: Flores que apresentam todos os elementos florais: cálice, corola, androceu e gineceu.
  • Flores incompletas: Flores com a ausência de algum dos elementos florais.

Referências

Botânica – Ricardo Jorge Santos

Botânica – Francisco Carrapiço

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Como referenciar este conteúdo

Bernardes, Luana. Tipos de Flores. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/tipos-de-flores. Acesso em: 20 de September de 2021.

Teste seu conhecimento

01. [UNIOESTE]: Com relação ao Reino Metaphyta, é correto afirmar que:

01)  nas angiospermas o fruto é o ovário desenvolvido.

02)  o báculo, o prótalo e os soros são estruturas características das briófitas.

04) os vegetais fanerógamos caracterizam-se pela presença de flores e sementes.

08) nas gimnospermas, o óvulo situa-se em folhas carpelares abertas.

16)  as briófitas possuem o esporófito haploide e o gametófito diploide.

32) a banana é um fruto partenocárpico.

64) as briófitas são vegetais vasculares.

 

02. [UECE]: Quando falamos de uma planta que apresenta tecido vascular, não possui ovário, não produz sementes e tem como geração dominante a esporofítica, estamos nos referindo a uma

a) briófita.

b) angiosperma.

c) gimnosperma.

d) pteridófita.

01. [UNIOESTE]

Resposta:

01.V

02. F – As estruturas citadas pertencem às pteridófitas.

04. V

08. V

16. F – O esporófito das briófitas é diploide, enquanto o gametófito é haploide.

32. V

64. F – As briófitas são vegetais avasculares.

 

02. [UECE]

Resposta: D

As pteridófitas são plantas que possuem vasos condutores, porém não possuem flores, sementes ou frutos.

Compartilhe

TOPO