Testosterona

A testosterona é um hormônio esteroide predominantemente masculino mas que existem em ambos os sexos.

A testosterona é um hormônio esteroide, isto é, formado a partir do colesterol e considerado o principal hormônio masculino, apesar de também ser encontrado em menor quantidade nas mulheres (onde é produzida nos ovários).

Porém, os homens produzem cerca de trinta vezes mais o hormônio do que as mulheres.

Nos homens, a testosterona é produzida nos testículos e tem o seu pico na adolescência, quando ocorre o desenvolvimento dos músculos, as mudanças na voz bem como o crescimento de pelos e barbas.

A síntese da testosterona é estimulada pela ação do LH (hormônio luteinizante), que por sua vez é produzida pela hipófise.

testosterona
Imagem: Reprodução

Na mulher grávida, quando o feto for do sexo masculino, a testosterona auxilia este feto a desenvolver seus órgãos sexuais e características masculinas secundárias no início do desenvolvimento no útero

Esse hormônio não apenas controla o desenvolvimento das características sexuais do homem e as funções de reprodução do seu corpo (desejo sexual, ereção, desenvolvimento e maturação do espermatozoide) mas também desempenha papel decisivo na sua saúde e bem-estar físico e mental como um todo.

Sabe-se que a deficiência de testosterona pode causar grande variedade de sinais, levando a algumas doenças características do sexo masculino e à redução das ações desse hormônio necessárias à saúde do homem.

Testosterona e depressão

Em excesso, a testosterona pode deixar mulheres e homens mais agressivos, já em baixa quantidade, os homens podem apresentar diminuição no desejo sexual (libido) e baixas na intensidade emocional.

Dessa forma, estudos recentes tem ligado a queda de produção de testosterona à depressão.

Essas informações são derivadas de dois tipos de estudos: observação do comportamento dos homens com níveis baixos de testosterona; e do tratamento dos sintomas depressivos com reposição hormonal complementar.

Talvez alguns homens deprimidos com baixos níveis de testosterona só se recuperem depois de os níveis de hormônios masculinos sejam normalizados.

Entretanto, mais estudos ainda são necessários para se que isso seja confirmado. Enquanto isso, os psiquiatras devem trabalhar conjuntamente com os endocrinologistas quando existirem casos de depressão associados a baixos níveis de testosterona.

testosterona níveis
Imagem: Reprodução

Nutrientes que aumentam a testosterona naturalmente

Embora não exista testosterona natural, apenas remédios prescritos, nutrientes que estimulam a produção desse hormônio podem ser encontrados nos seguintes alimentos:

  • Zinco: ostras, carnes, gérmen de trigo, cereais integrais, maca peruana e semente de abóbora.
  • Magnésio: folhas verde-escuras, banana, abacate e oleaginosas.
  • Vitamina D: gema do ovo, sardinha, salmão e arenque.

Referências

O que é testosterona – Bayer
Reposição Hormonal no Homem: Testosterona e DHEA – José de Felippe Junior

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1. [UFRN]

Embora seja visto como um vilão, o colesterol é muito importante para o organismo humano porque ele é

a) precursor da síntese de testosterona e progesterona.

b) agente oxidante dos carboidratos.

c) responsável pela resistência de cartilagens e tendões.

d) cofator das reações biológicas.

Resposta: A
O colesterol é um lipídio importante para o corpo humano porque compõe as membranas celulares e é precursor de hormônios esteroides.

2. [UFU]

O colesterol é um esteroide que constitui um dos principais grupos de lipídios. Com relação a esse tipo particular de lipídio, é correto afirmar que:

a) Na espécie humana, o excesso de colesterol aumenta a eficiência da passagem do sangue no interior dos vasos sanguíneos, acarretando a arteriosclerose.

b) O colesterol participa da composição química das membranas das células animais e é precursor dos hormônios sexuais masculino (testosterona) e feminino (estrógeno).

c) O colesterol é encontrado em alimentos de origem tanto animal como vegetal (como por exemplo, manteigas, margarinas, óleos de soja, milho, etc.), uma vez que é derivado do metabolismo dos glicerídeos.

d) Nas células vegetais, o excesso de colesterol diminui a eficiência dos processos de transpiração celular e da fotossíntese.

Resposta: B
a) Errado. Na espécie humana, o excesso de colesterol diminui a eficiência da passagem do sangue no interior dos vasos sanguíneos, acarretando a arteriosclerose.

b) Certo. As células utilizam o colesterol como matéria-prima para a fabricação das membranas celulares e dos hormônios esteroides. O estrógeno e a testosterona, respectivamente, os hormônios sexuais feminino e masculino dos animais vertebrados, são produzidos a partir do colesterol.

c) Errado. Não existe colesterol em nenhum produto de origem vegetal.

d) Errado. As membranas das células vegetais e as membranas de células bacterianas não possuem colesterol

Compartilhe nas redes sociais

TOPO