Sociedades do Reino Animal

São exemplos das sociedades do Reino Animal as formigas, as abelhas e os cupins.

Sociedades do Reino Animal derivam do conceito pautado em sociedade. Nisso, temos um tipo de relação onde há harmonia entre os animais, envolvendo:

  • Organização dos indivíduos de uma mesma espécie;
  • Divisão do trabalho a ser realizado;
  • Cooperação entre os integrantes da sociedade;

As sociedades do Reino Animal são comumente observadas entre os insetos. No entanto, outros grupos de animais também podem conter essa organização, como os mamíferos.

sociedades do reino animal
(Imagem: Reprodução)

Características das sociedades do reino animal

As sociedades do reino animal desprendem em relações de harmonia e interespecíficas. Ao ocorrer entre os indivíduos de uma mesma espécie, a geração de benefício é mútuo, seja para os que participam individualmente, como para a sociedade num todo.

Alguns pontos são observados como característicos nas sociedades do reino animal. Um exemplo disso são os insetos, seres naturalmente sociais. Altamente organizados, adequadamente divididos e sob um funcionamento fomentado em castas equilibradas.

Há vantagens evolutivas observadas em um comportamento em que beneficie-se o social. Em muitas observações, percebe-se que as comunidades sociais são numerosas (uma colméia, para se ter ideia, pode abranger de 5 mil a 100 mil operárias).

A organização destes seres fornece tranquilidade, organização e possibilidade para a manutenção e segurança do grupo. Além do mais, os grupos preocupam-se com a renovação da prole, garantindo que a eficiência da reprodução seja uma constante.

Um ponto, porém, que impressiona é a comunicação infringida. Um aspecto fundamental nos insetos sociais, sejam abelhas ou formigas. Através dos diferentes movimentos de asas e antenas, respectivamente, elas conseguem organizar-se de forma adequada.

Os cupins, por fim, apresentam a trofalaxia (boca a boca), compartilhando alimento e propagando os feromônios.

Exemplos de sociedades do Reino Animal

Os principais integrantes de sociedades observadas do Reino Animal são os cupins, as formigas e as abelhas. Neste trio, é possível perceber uma similaridade em ações e organizações sociais.

As abelhas

As abelhas possuem castas muito bem dispostas. Há a rainha, as operárias e os zangões, cada qual sua específica função.

Abelha Rainha: função apenas reprodutiva, a abelha rainha é alimentada com a geleia real, a fim de proporcionar alta fertilidade. Além disso, elas também estimulam os zangões a serem fertilizadas e mantém a ordem social da colmeia.

sociedades no reino animal
(Imagem: Reprodução)

Zangões: são os machos reprodutores originados a partir da partenogênese. Ou seja, são haploides e apresentam cromossomos apenas originários das mães.

Operárias: responsáveis diretas pela manutenção da colmeia. Não são reprodutivas, mas precisam cuidar e ensinar as jovens abelhas a seguir sua função operaria.

Os cupins

Os cupins podem viver tanto na terra como em madeiras. Diferentemente das abelhas, a organização das castas é formada por rainha, rei, soldados e operários, onde ambos os gêneros atuam.

A diferenciação entre castas se dá pela utilização de feromônios, que identificam os integrantes. Ao encostar a mandíbula para transferir alimento, juntamente uma carga de feromônios passa de uma para outra.

sociedades do reino animal exemplos
(Imagem: Reprodução)

Rei e rainha: os machos e fêmeas iniciam com asas, e, após os primeiros ovos, perdem-nas e formam sua sociedade futura;

Soldados: com a mandíbula mais desenvolvida, são os responsáveis por proteger o cupinzeiro;

Operários: podem ser machos e fêmeas e são estéreis;

As formigas

As castas das formigas são formadas de reis, rainhas e operárias, sendo muito similar às demais. Há um trabalho mútuo e de muita organização para formar e manter o formigueiro.

Rei e Rainha: férteis, eles são responsáveis diretos pela reprodução;

Operárias: estéreis, elas cuidam da manutenção do formigueiro;

Referências

JUNQUEIRA, C. Luiz e CARNEIRO, José. Biologia Celular e Molecular, Editora Guanabara/Koogan, 8ª edição. 2005, 332 p.

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [FATEC]

Abelhas apresentam três castas sociais: as operárias, fêmeas estéreis que realizam o trabalho da colmeia, a rainha e o zangão, encarregados da reprodução.

Essa divisão de trabalho caracteriza

a) sociedade isomorfa com relações intraespecíficas harmônicas.

b) sociedade heteromorfa com relações intraespecíficas harmônicas.

c) colônia heteromorfa com relações interespecíficas harmônicas.

d) colônia isomorfa com relações interespecíficas harmônicas.

e) colônia heteromorfa com relações intraespecíficas harmônicas.

Resposta: B

2. [UECE]

Sobre a classificação dos seres vivos, é correto afirmar:

a) O Reino Protista compreende, apenas, seres eucariontes unicelulares e fotossintetizantes.

b) O Reino Animalia reúne organismos eucarióticos, multicelulares e heterotróficos, morfologicamente muito diferentes entre si.

c) Todas as algas são seres multicelulares fotossintetizantes e fazem parte do Reino Plantae.

d) Os fungos são classificados como seres eucarióticos, exclusivamente unicelulares, que apenas se reproduzem assexuadamente.

Resposta: A

Compartilhe nas redes sociais

TOPO