Sistema Nervoso

Devido à estrutura de suas células, o sistema nervoso é capaz de detectar estímulos internos e externos, exercendo funções sensitiva, integradora e motora.

O sistema nervoso é, ao lado do sistema endócrino, um dos centros de coordenação do corpo humano. Enquanto o sistema endócrino faz ajustes mais lentos para manter a homeostase (manutenção do equilíbrio interno do corpo), o sistema nervoso responde mais rapidamente e possui três funções básicas, a saber: função sensitiva (percebe as variações nos meios interno e externo do corpo), integradora (analisa a informação sensitiva e, posteriormente, decide sobre os comportamentos adequados) e motora (responde aos estímulos em forma de contrações musculares ou secreções glandulares).

As células que compõem o sistema nervoso

O sistema nervoso é composto por células que têm a capacidade de identificar variações de energia, transformando-as em sinais químicos e elétricos que são rapidamente conduzidos a outras partes do próprio sistema e do corpo. Distinguem-se duas linhagens celulares: os neurônios e as células da glia.

Neurônio

O neurônio é o principal componente do sistema nervoso, sendo responsável por receber e transmitir os estímulos dos meios interno e externo. Estima-se que existam cerca de 15 bilhões destas células no cérebro humano, que desempenham diferentes funções dependendo de sua estrutura morfológica e localização.

No geral, os neurônios são constituídos pelos mesmos componentes básicos: o corpo do neurônio (soma), o axônio e os dendritos.

Denomina-se sinapse a área de passagem do impulso nervoso de um neurônio para a célula adjacente, sem tocá-la, permanecendo um espaço entre eles. Dependendo do seu tipo e localização no sistema nervoso, um neurônio pode receber ou enviar entre 1.000 a 100.000 conexões sinápticas.

Células da glia

As células da glia, ou gliais, desempenham funções na nutrição e trofismo dos neurônios e sustentação do tecido nervoso. Tais células estão presentes no sistema nervoso central e são divididas em astróglia, oligodendróglia e micróglia.

A organização do sistema nervoso

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O sistema nervoso é subdividido em sistema nervoso central (SNC) e sistema nervoso periférico (SNP).

Sistema nervoso central (SNC)

O sistema nervoso central (SNC) é constituído pelo encéfalo e a medula espinal. Desta divisão do sistema nervoso origina-se grande parte dos impulsos nervosos que estimulam a contração muscular e a secreção glandular, além da integração de vários tipos diferentes de informações sensitivas, geração de emoções e formação da memória.

Por meio do SNP (sistema nervoso periférico), o SNC conecta-se a receptores sensitivos, músculos e glândulas nas partes periféricas do corpo.

Sistema nervoso periférico (SNP)

O sistema nervoso periférico (SNP) é formado por nervos cranianos, originários do encéfalo, e os nervos espinais que surgem da medula espinal, responsáveis por dirigir os impulsos nervosos para dentro e para fora do sistema nervoso central (SNC).

O SNP ainda pode ser subdividido em um sistema nervoso somático (SNS) e um sistema nervoso autônomo (SNA). O SNS é composto por neurônios sensitivos responsáveis pelo envio de informações dos receptores cutâneos e de sensibilidade especial; o SNA é constituído por neurônios motores do SNC que dirigem impulsos ao músculo liso, músculo cardíaco e glândulas. O SNA ainda possui duas divisões: a simpática e a parassimpática. Não raro, os processos realizados pelos neurônios simpáticos envolvem gasto de energia, enquanto aqueles provocados pelos neurônios parassimpáticos conservam a energia do organismo.

Imagem: afh.bio.br
Imagem: afh.bio.br

Referências

TORTORA, G. J. Corpo Humano: Fundamentos de Anatomia e Fisiologia, 4° Edição. São Paulo: ArtMed, 2004.

http://www.cerebronosso.bio.br/o-que-o-sistema-nervoso/. Acesso em 23 de junho de 2016.

http://www.cerebromente.org.br/n05/tecnologia/nervoso.htm. Acesso em 23 de junho de 2016.

http://www.afh.bio.br/nervoso/nervoso1.asp#introducao. Acesso em 23 de junho de 2016.

http://www.icb.usp.br/mol/9-8-glia1.html. Acesso em 23 de junho de 2016.

Por Débora Silva
Teste seu conhecimento

1) (FaZU-2001) A região de encontro entre os neurônios e entre neurônios e órgãos, onde ocorre a transmissão química de impulsos elétricos, é denominada:

a) desmossomos

b) axônio

c) neuroglia

d) bainha de mielina

e) sinapse

 

2)  (Fuvest-1997) Examine a seguinte lista de eventos que ocorrem durante a propagação de um impulso nervoso:

I. Neurotransmissores atingem os dendritos.

II. Neurotransmissores são liberados pelas extremidades do axônio.

III. O impulso se propaga pelo axônio.

IV. O impulso se propaga pelos dendritos

V. O impulso chega ao corpo celular.

 

Que alternativa apresenta a sequência temporal correta desses eventos?

a) V – III – I – IV – II.

b) I – IV – V – III – II.

c) I – IV – III – II – V.

d) II – I – IV – III – V.

e) II – III – I – IV – V.

 

  • Alternativa “e”.
  • Alternativa “b”.
Compartilhe nas redes sociais

TOPO