Síntese Proteica

A síntese proteica é um mecanismo de produção de proteínas determinada de acordo com o DNA.

A síntese proteica nada mais é do que um mecanismo de produção de proteínas determinada de acordo com o DNA. Ela acontece em duas fases distintas e complementares: a transcrição e a tradução.

Esse processo de síntese das proteínas ocorre no citoplasma das células, e envolve, ainda, o ácido ribonucleico (RNA). Além de DNA e RNA, o mecanismo ainda abrange ribossomos, enzimas e aminoácidos, os quais formarão cadeias sequenciais de proteínas.

Síntese proteica: etapas

Basicamente, as etapas da síntese proteica compreendem o DNA “transcrito” pelo RNA mensageiro (RNAm). Posteriormente, a informação transcrita será traduzida pelos ribossomos e pelo RNA transportador (RNAt), que, como o próprio nome sugere, transportará aminoácidos, cuja sequência determinará a formação da proteína.

Para entender melhor, separemos em etapas segmentadas.

Expressão gênica

Os genes são os reguladores das etapas da síntese proteica. A expressão gênica é a nominação ao processo em que a informação contida na sequência de DNA (genes) gera produtos gênicos (moléculas de RNA na etapa de transcrição, e proteínas na etapa de tradução).

Transcrição gênica

A transcrição gênica é a primeira fase da síntese das proteínas. Nela, a molécula de DNA se abre para os códigos existentes no ácido desoxirribonucléico serem transcritos para o RNA.

A polimerase, enzima do RNA, se liga a uma das extremidades contidas no gene, o que provoca a separação das fitas de DNA. Os ribonucleotídeos livres emparelham-se à fita de DNA que servirá de molde.

O processo de transcrição ocorrerá quando a sequência de bases nitrogenadas é formada. Na formação, as bases do RNA seguirão exatamente a mesma sequência das bases do RNA, segundo a regra:

  • U com A (Uracila/RNA e Adenina/DNA);
  • A com T (Adenina/RNA e Timina/DNA);
  • C com G (Citosina/RNA e Guanina/DNA);
  • G com C (Guanina/RNA e Citosina/DNA);

Tradução gênica

A cadeia polipeptídica será formada pela união de aminoácidos de acordo com a sequência dos nucleotídeos contidos no RNAm. A sequência, denominada como códon, será determinada a partir da sequência de bases hidrogenadas da fita de DNA – molde utilizado anteriormente.

Assim, essa etapa da síntese proteica receberá o nome de tradução gênica, pois será, literalmente, a tradução das informações contidas no gene.

Participantes da síntese proteica:

  • DNA: os genes são partes específicas da molécula de DNA, contando com códigos a serem transcritos para o RNA;
  • RNA: os códigos do RNA serão formados a partir de um molde do próprio DNA;
  • Ribossomos: estruturas existentes em células procariontes e eucariontes, com função de sintetizar proteínas;

Síntese proteica em bactérias

A síntese das proteínas é comum em todas as células, sejam procarióticas ou eucarióticas.

A síntese proteica bacteriana, no entanto, é diferente, assim como nas células do hospedeiro. Isso porque há diferenças no coeficiente de sedimentação existente nos ribossomos, a qual permite ação seletiva dos aminoglicosídeos.

Antibióticos, por exemplo, realizam ações inibitórias, o que interfere nas inúmeras etapas da síntese de proteínas, como é o caso da tetraciclinas, rifamicina e estreptomicina, para citar algumas.

Referências

JUNQUEIRA, C. Luiz e CARNEIRO, José. Biologia Celular e Molecular, Editora Guanabara/Koogan, 8ª edição. 2005, 332 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [MACKENZIE]

Assinale a alternativa correta a respeito do processo de síntese proteica.

a) Para sintetizar moléculas de diferentes proteínas é necessário que diferentes ribossomos percorram a mesma fita de RNAm.

b) Se todo o processo de transição for impedido em uma célula, a tradução não será afetada.

c) É a sequência de bases no RNAt que determina a sequência de aminoácidos em uma proteína.

d) Se houver a substituição de uma base nitrogenada no DNA, nem sempre a proteína resultante será diferente.

e) A sequência de aminoácidos determina a função de uma proteína, mas não tem relação com sua forma.

Resposta: D

Substituir uma base pode não resultar em nova proteína, porque podem existir códons sinônimos.

2. [UFAM]

A produção de uma proteína é processada basicamente em duas fases. Observando o esquema abaixo, encontre a alternativa correspondente:

Gene (DNA) → RNA → Proteínas

a) Transmissão; Tradução

b) Transcrição; Tradução

c) Tradução; Transcrição

d) Transcrição; Transcrição

e) Tradução; Tradução

Resposta: B

A síntese do RNA é denominada de transcrição. A síntese das proteínas ocorre no processo de tradução.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO