Ribossomos

Os ribossomos são consideradas pequenas estruturas em formato de grânulos.

Os ribossomos, que também são denominados em seu gênero feminino, ribossomas, são pequenas estruturas em formato de grânulos. Eles estão presentes em células eucariontes e procariontes.

Sua presença nas células se torna fundamental, uma vez que servem como fonte de crescimento da célula, regeneração celular e no controle metabólico.

A função destas estruturas é fundamental. Os ribossomos auxiliam na produção de aminoácidos e na síntese protéica nas células.

Junto a ele, participam moléculas de ácido ribonucléico (RNA) e de ácido desoxirribonucléico (DNA).

Dessa forma, os ribossomos acabam reunindo os aminoácidos ao longo do processo de síntese das proteínas. Essa união ocorre através de uma ligação química, denominada ligação peptídica.

ribossomos
(Imagem: Reprodução)

Composição dos ribossomos

A composição dos ribossomos se dá a partir de uma estrutura muito similar a um grânulo. Pela célula esse aspecto granuloso, ele acaba adquirindo um formato arredondado, que se aloca na superfície do citoplasma.

Os ribossomos são formados por moléculas de RNA ribossômico e dobradura, associando-se a proteínas. Dessa forma, sua formação se dá através de mais de 80 tipos de proteína junto ao ácido ribonucléico.

Sua presença é notada em boa parte do citoplasma da célula, sendo chamados de ribossomos livres. Entretanto, eles também podem ser encontrados nos cloroplastos, nas mitocôndrias e ainda no retículo endoplasmático.

Um adendo importante é que, quando verificados na superfície dos retículos endoplasmáticos, eles formam os chamados retículos endoplasmáticos rugosos.

Quando o ribossomo é associado ao RNAm (denominado de RNA mensageiro), ele acaba formando os chamados polissomos. Os polissomos, diferentemente dos ribossomos, apresentação membrana.

A questão referente a ausência de membrana, inclusive, gera discussão entre estudiosos, que acabam desconsiderando os ribossomos como organelas celulares citoplasmáticas.

Há uma ressalva em consenso que define as ribossomas como organelas celulares citoplasmáticas não membranosas. Isso se deve ao fato de permanecerem livres no hialoplasma (citoplasma) celular.

Organelas celulares: os peroxissomos, os lisossomos e o aparelho de Golgi

Diferentemente dos ribossomos, estas três estruturas são consideradas organelas celulares citoplasmáticas. Entre elas, temos o aparelho de Golgi, os lisossomos e os peroxissomos.

  • Aparelho de Golgi: também denominado como complexo de Golgi, trata-se de uma organela responsável por exportar as proteínas após síntese do retículo endoplasmático rugoso. Além de armazenar proteínas, também as modifica como outras substâncias.
  • Lisossomos: são originados a partir do aparelho de Golgi. Apresentam formato esférico e compostas de inúmeras enzimas. Dessa forma, elas auxiliam na digestão intracelular, digerindo carboidratos, proteínas, lipídios, DNA e RNA.
  • Peroxissomos: por fim, os peroxissomos são muito similares aos lisossomos na função. Esta organela é responsável igualmente por digerir diversas substâncias, já que é formada por um grande número de enzimas.

É importante ressaltar que os lisossomos são maiores em relação aos ribossomos. E o que difere os peroxissomos dos lisossomos é o tipo de enzimas (oxidases) presentes em sua composição.

Referências

JUNQUEIRA, C. Luiz e CARNEIRO, José. Biologia Celular e Molecular, Editora Guanabara/Koogan, 8ª edição. 2005, 332 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Como referenciar este conteúdo

Bunde, Mateus. Ribossomos. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/ribossomos. Acesso em: 21 de November de 2021.

Teste seu conhecimento

01. [UFPI] Que processo provavelmente estaria ocorrendo, em grande extensão, em células com grande quantidade de retículo endoplásmico granular (rugoso)?

a) Síntese e exportação de proteínas

b) Secreção de hormônios

c) Absorção de proteínas

d) Secreção de esteroides

e) Digestão intracelular

02. [UFPB] Os antibióticos são de extrema importância para o combate a muitas doenças causadas por bactérias. No entanto, o seu uso indiscriminado pode trazer graves problemas de saúde pública, a exemplo do surgimento das bactérias multirresistentes, como a KPC. Uma classe muito importante de antibióticos tem sua eficácia por agir no ribossomo da célula bacteriana, impedindo o funcionamento correto desse componente celular. Diante do exposto, é correto afirmar que essa classe de antibiótico é eficaz porque:

a) Impede a transcrição gênica.

b) Modifica o código genético.

c) Destrói a membrana plasmática.

d) Impede a síntese de proteínas.

e) Provoca mutações gênicas.

01. [A]

02. [D]

Compartilhe

TOPO