Plantas carnívoras

As plantas carnívoras são especialmente adaptadas para capturar e digerir insetos e outros animais por meio armadilhas.

As plantas carnívoras estão associadas ao carnivorismo, tido como um estilo de nutrição associado aos animais heterotróficos. Para lembrar, o heterotrofismo ou heterotrofia, é o nome dado ao ser vivo que não possui a capacidade de produzir seu próprio alimento, e por isso se alimenta de seres vivos.

Porém, tem sido visto que existem plantas que também são capazes de se alimentar de outros organismos. Essas plantas são chamadas de plantas carnívoras e suas estratégias para capturar represas podem ser bastante interessantes.

plantas carnívoras
Imagem: Reprodução

O que são plantas carnívoras?

Plantas carnívoras, mesmo autotrófica, recebem parte de seu suplemento nutricional alimentando-se de animais, especialmente de insetos.

Existem três requisitos básicos que as plantas carnívoras devem cumprir:

  • Devem ser capazes de atrair, capturar e matar as presas; para chamar a atenção, eles geralmente mostram coloração avermelhada e secretam néctar. Bem como adaptações morfológicas e anatômicas são usadas para reter e matar as presas, como armadilhas, por exemplo.
  • Digestão e absorção dos nutrientes liberados pelo alimento.
  • Extrair benefícios significativos do processo alimentar.

Onde encontrar uma planta carnívora?

As plantar carnívoras geralmente são encontradas em solos de baixa mineralização, mas com alta concentração de matéria orgânica, áreas ensolaradas (para realizar a fotossíntese) e com alta umidade.

Elas tendem a habitar solos com baixo teor de oxigênio e saturados em água. Algumas espécies de plantas carnívoras são aquáticas e vivem flutuantes ou submersas, mas sempre perto da superfície.

Armadilhas e exemplos

O sistema de captura das plantas carnívoras é bastante diversificado, mas pode ser classificado de acordo com a existência de movimento ou não.

São consideradas estratégias ativas aquelas plantas que possuem movimentos mecânicos ou de sucção.

Estratégias semi-ativas são aquelas em que se apresentam glândulas secretoras e têm movimento e, finalmente, passivas, sem movimento de captura de presas.

Utricularia, a “planta bexiga”

Estas plantas vivem submersas próximas à superfície, e são conhecidas também como bexiga, porque têm armadilhas de sucção.

As bexigas são caracterizadas por serem sensíveis que ativam o mecanismo de sucção.

Então, Utricularia, tal qual uma bexiga, gera uma pressão interna muito forte que suga a água, arrastando o animal para a armadilha. Seu volume pode aumentar em até 40% quando a água entra.

Drósera, atração por glândulas secretoras

As glândulas presentes nas folhas das dróseras são formadas por um pedúnculo e uma célula apical.

A substância expelida por essas glândulas atrai presas pelo seu cheiro e sabor. Quando a represa está localizada nas folhas, algumas gotas de mucilagem (secreção rica em polissacarídeos) se juntam para formar uma massa viscosa que cobre toda a presa, impedindo sua fuga.

Alguma dessas glândulas possuem mobilidade e se movem para entrar em contato com a presa. Além disso, como resultado, os envoltórios de folhas, facilitando a digestão subsequente.

Drosophyllum, passiva e grudenta

O caso da Drosophyllum é muito semelhante ao anterior, mas desta vez as glândulas não têm mobilidade e, portanto, a folha também não tem.

Nesse caso, o inseto é pego só porque está preso na armadilha grudenta (devido às gotas de mucilagem) e não consegue escapar.

Referências

Plantas carnívoras – Embrapa
Plantas carnívoras – Cristina Ferreira da Costa

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1. [UNIFESP]

Considere alimentação como o processo pelo qual um organismo obtém energia para sua sobrevivência. Usando esta definição, atente para o fato de que ela vale para todos os organismos, inclusive os vegetais. Entre as plantas, as chamadas “carnívoras” atraem, prendem e digerem pequenos animais em suas folhas. Elas vivem em terrenos pobres e utilizam o nitrogênio dos tecidos desses animais em seu metabolismo. Com esses pressupostos, assinale a alternativa que contém a afirmação correta.

a) As plantas carnívoras não dependem do nitrogênio dos animais que capturam para se alimentar. Assim, mesmo sem capturar, são capazes de sobreviver havendo temperatura, umidade e luminosidade adequadas.

b) O nitrogênio é importante para a alimentação de vegetais em geral, sendo absorvido pelas raízes ou folhas. Plantas carnívoras que não capturam animais morrerão por falta desse alimento.

c) Havendo acréscimo de nitrogênio ao solo, as plantas carnívoras são capazes de absorvê-lo pelas raízes. Com esse nitrogênio, produzirão o alimento de que precisam, sem a necessidade de capturas.

d) O nitrogênio integra a estrutura de proteínas e lipídeos que servirão de alimento para as plantas. Daí a importância de as carnívoras efetivamente capturarem os animais.

e) O nitrogênio é usado pelas plantas carnívoras e demais plantas como complemento alimentar. Existem outros nutrientes mais importantes, como o fósforo e o potássio, que são essenciais e não podem faltar aos vegetais.

Resposta: A
As plantas carnívoras não necessitam diretamente dos animais que capturam para sobreviver, pois elas realizam fotossíntese, que fornece o alimento para sua sobrevivência.

2. [UECE]

Quando falamos de uma planta que apresenta tecido vascular, não possui ovário, não produz sementes e tem como geração dominante a esporofítica, estamos nos referindo a uma

a) briófita.

b) angiosperma.

c) gimnosperma.

d) pteridófita.

Resposta: D
As pteridófitas são plantas que possuem vasos condutores, porém não possuem flores, sementes ou frutos.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO