Organelas celulares

Revestidas por membranas e, em sua maior parte, formadas por lipídios e proteínas, as organelas celulares são estruturas mergulhadas no citosol e que desempenham várias funções.

As organelas são estruturas comuns a muitos tipos de células, podendo ser definidas como compartimentos celulares limitados por membranas e que desenvolvem diferentes funções. Trata-se de estruturas mergulhadas no citosol e que são encontradas no citoplasma das células eucariontes.

São três os componentes básicos encontrados na célula animal eucariótica: membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

As funções das organelas de uma célula animal

Ilustração: Reprodução
Ilustração: Reprodução

Citoesqueleto

Trata-se de um conjunto de filamentos e microtúbulos de proteínas presentes no citosol das células. São responsáveis pela sustentação e forma da célula, além de participar do transporte de substâncias.

Dentre as funções do citoesqueleto ainda podemos destacar as seguintes:

  • Participação na organização dos centríolos, cílios e flagelos;
  • Execução de contrações musculares por meio do deslizamento dos filamentos de miosina sobre os de actina;
  • Orientação e deslocamento dos cromossomos, permitido a formação das fibras do fuso e do áster durante os processos de mitose e meiose.
  • Ribossomos

    Organelas membranosas constituídas por uma subunidade maior, uma subunidade menor, fator liberação, RNA mensageiro e RNA transportador. Formados a partir do RNA ribossômico, são responsáveis pela síntese de proteínas.

    Alguns ribossomos estão isolados no citoplasma, já outros estão aderidos a paredes do retículo endoplasmático rugoso.

    Retículo endoplasmático

    Formado a partir da invaginação da membrana plasmática, o retículo endoplasmático é formado por uma rede de túbulos e vesículas achatadas. Trata-se de uma organela exclusiva de células eucariontes e que participa na síntese de proteínas e lipídios, além de atuar no transporte intracelular e na desintoxicação celular.

    Divide-se em retículo endoplasmático rugoso e liso.

    Retículo endoplasmático rugoso (RER)

    Também denominado retículo endoplasmático granuloso, apresenta ribossomos aderidos à sua membrana externa. Participa da síntese de proteínas e também possui a função de transportar substâncias.

    O retículo endoplasmático rugoso (RER) é bastante desenvolvido em células com função secretora.

    Retículo endoplasmático liso (REL)

    Também conhecido como retículo endoplasmático agranular, este tipo de retículo não apresenta ribossomos aderidos à membrana. Formado por sistemas de túbulos cilíndricos, participa da síntese de lipídeos como óleos, fosfolipídeos e esteroides (inclusive os hormônios sexuais estrogênio e testosterona).

    O REL também é responsável pela desintoxicação do organismo humano, atuando na degradação do álcool ingerido e de medicamentos como antibióticos e substâncias anestésicas, além de participar do armazenamento de íons cálcio nas células musculares.

    Complexo de Golgi

    Formado por sáculos achatados e vesículas, o Complexo de Golgi está localizado próximo ao núcleo celular. Trata-se da organela integrante na modificação, classificação e empacotamento das distintas macromoléculas sintetizadas pelas células e que serão devidamente secretadas no processo denominado exocitose.

    Assim sendo, o Complexo de Golgi é a organela responsável pela secreção celular. Pode-se observar que as células secretoras possuem esta organela mais desenvolvida que as não secretoras.

    Lisossomos

    Os lisossomos são bolsas membranosas originárias do aparelho de Golgi e que contêm enzimas que digerem substâncias orgânicas. Presentes em praticamente todas as células eucariontes, são as organelas responsáveis pelo processo de digestão intracelular.

    Os lisossomos também possuem a função da autofagia, isto é, de recilar outras organelas celulares envelhecidas.

    Peroxissomos

    Também são bolsas membranosas, mas diferem-se dos lisossomos principalmente quanto ao tipo de enzimas que possuem. Contêm alguns tipos de enzimas digestivas e uma grande quantidade da enzima catalase.

    Mitocôndrias

    São as principais organelas celulares, encontradas em quase todas as células eucariotas. Possuem material genético próprio e são responsáveis pela produção de energia (ATP) a partir de processos metabólicos.

    Centríolos

    Formados por nove trios de microtúbulos proteicos organizados em cilindros, os centríolos não são envolvidos por membrana e atuam no processo de divisão celular.

    Referências

    http://www.fea.br/Arquivos/agronomia/Cristina/RESUMO_ORGANELAS_EUCARIONTES.pdf

    Por Débora Silva
    Como referenciar este conteúdo

    Silva, Débora. Organelas celulares. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/organelas-celulares. Acesso em: 22 de September de 2021.

    Teste seu conhecimento

    1. [Unitau-1995] O retículo endoplasmático rugoso é
    responsável pela síntese e transporte de proteínas. No
    entanto, a síntese protéica é realizada por grânulos, que
    estão aderidos a ele, denominados de:
    a) mitocôndrias.
    b) ribossomos.
    c) lisossomos.
    d) cloroplastos.
    e) fagossomos.

    2. [FEI-1995] As enzimas contidas nos lisossomos são
    sintetizadas pela célula à partir do:
    a) complexo de Golgi
    b) R.E.L.
    c) R.E.R.
    d) mitocôndrio
    e) centríolo.

    1. Alternativa “b”.
    2. Alternativa “c”.

    Compartilhe

    TOPO