Onça Pintada

A onça pintada constitui o principal predador da cadeia alimentar e o número desses animais está cada vez mais reduzido.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A onça pintada (Panthera onca) é um dos maiores felinos do mundo e o maior carnívoro terrestre do Brasil, sendo predador do topo da cadeia alimentar. São animais muito ativos que caçam a qualquer hora do dia, inclusive depois do por-do-sol e durante a madrugada. Em 2003, a onça pintada foi classificada como “quase ameaçado” de extinção, porém, atualmente, o número de animais dessa espécie está cada vez mais reduzido.

Publicidade

“Animais de hábitos especialistas, que possuem menor capacidade de adaptação a ambientes fragmentados, como a onça pintada, são seriamente afetados com as pressões antrópicas, como a fragmentação e destruição do habitat, que reduziram em 46% a distribuição original desta espécie.” (MAGGIORINI, 2013, p. 57)

1. Características

“A onça pintada exerce uma importante função ecológica, sendo responsável pela manutenção da saúde e integridade dos ecossistemas em que vive. Por ser sensível a alterações ambientais, a presença da onça pintada indica que o ambiente encontra-se em bom estado de conservação.” (MAGGIORINI, 2013, p. 25)

Felinos de grande porte, as onças pintadas adultas podem atingir até dois metros e meio de comprimento (desde a ponta do nariz até o fim da cauda) e oitenta centímetros de altura, chegando a pesar mais de cem quilos.

O tom da pelagem da onça pintada varia do preto ao amarelo com tonalidade branca na garganta, barriga e parte interna dos membros. Suas pintas distribuem-se ao longo do corpo na cabeça, nuca e cauda e são como sua impressão digital, possuindo um padrão variado de acordo com a localização. As pintas podem ser totalmente preenchidas ou envolver outras pintas.

Não há indícios de diferença comportamental entre as onças pintadas amarelas e as onças pintadas pretas. A cor da pelagem caracteriza apenas a menor ou menor quantidade de melanina. Inclusive, onças com diferentes pelagens podem acasalar entre si e gerar filhotes pretos ou amarelos sem anomalias.

1.1. Reprodução

As onças são animais que não costumam ter uma relação permamente entre si. Geralmente, machos e fêmeas encontram-se apenas para o acasalamento.

Publicidade

As fêmeas iniciam sua vida reprodutiva por volta dos dois anos de idade e os machos a partir dos três anos. A gestação dura entre 90 e 115 dias e cada fêmea pode gerar até quatro filhotes por ninhada, totalizando 10 ou 12 filhotes ao longo da vida.

Os filhotes de onças pintadas só começam a enxergar após duas semanas do nascimento e, cerca de dois meses depois, tornam-se carnívoros ativos. Apesar disso, são amamentados até o terceiro mês e permanecem com a mãe até os dois anos de idade, aproximadamente.

Filhote de onça pintada. Foto: Reprodução
Filhote de onça pintada. Foto: Reprodução

2. Alimentação

Alimentam-se preferencialmente de presas grandes como veados, porcos do mato, antas, preguiças, jacarés, dentre outros. Entretanto, podem também comer animais menores e animais domésticos, como o gado de pasto. A mordida na nuca é usada na captura, técnica típica dos felinos. Consomem em média 25 quilos de carne durante alguns dias e, semanalmente, 35 a 40 quilos.

Publicidade

3. Habitat

Distribuem-se pela América Central, América do Sul e Estados Unidos. No Brasil, as onças podem ser encontradas na Amazônia e Mata Atlântica, no Cerrado, na Caatinga e no Pantanal. Na Argentina e Estados Unidos vivem em áreas mais secas. Elas podem ser encontradas em regiões de montanha, áreas de vegetação densa para melhor espreitar a caça, ou à margem de rios, devido à disponibilidade de água.

A redução da área da floresta tropical causa grande impacto na vida da onça pintada. Estima-se que exista, atualmente, apenas 12% da área de floresta original com 24% da área global oferecendo condições de vida para estes animais.

“O avanço do agronegócio, das áreas urbanas e da infraestrutura vêm reduzindo as áreas representativas desse bioma e contribuindo significativamente para o declínio e isolamento populacional das espécies selvagens. Fragmentos de Mata Atlântica que ainda abrigam populações de onça-pintada possuem características peculiares e devem ser inseridos como áreas prioritárias para conservação da espécie, evitando assim sua extinção local.” (LEITE et al, 2013, p.1)

4. Extinção

A região da floresta tropical pode ser o primeiro bioma a apresentar a extinção do seu maior predador. A estimativa atual é de que existam apenas cerca de 250 onças pintadas adultas neste bioma. Os principais fatores atuantes no processo de redução do número destes animais são a destruição e ocupação descontroladas do habitat e a caça predatória e retaliatória, já que as onças pintadas atacam o gado para alimentar-se.

A extinção global desse predador interromperá as interações predador-presa e promoverá consequências imprevisíveis sobre o funcionamento do ecossistema. Em decorrência desse alarmante quadro, instituições de pesquisa nacionais e internacionais, fundações ecológicas e outras entidades de proteção ambiental vêm investido esforços na tentativa de preservação dessa importante espécie através de projetos de ensino, campanhas de sensibilização e informação sobre a importância da conservação da natureza e do convívio pacífico entre o homem e os animais.

Referências

LEITE, M. R. P.; TRISOGLIO, L. R.; SILVA, S. M. Avaliando a população de onça-pintada (Panthera onca) no Parque Estadual da Serra da Baitaca. Universidade Federal da Grande Dourados, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2013.
MAGGIORINI, Erica Vanessa. Caracterização do corredor ecológico da Mata Atlântica Costeira quanto à ocorrência da onça pintada (Panhera onca). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2013.
MARCHINI, Silvio; LUCIANO, Ricardo. Guia de convivência gente e onças. 2ª edição atualizada e revisada. Editora Amazonarium Ltda, 2009.

Larissa Aras
Por Larissa Aras

Graduada em Ciências Biomédicas (EBMSP) e Especialista em Gestão da Segurança de Alimentos (SENAC)

Como referenciar este conteúdo

Aras, Larissa. Onça Pintada. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/onca-pintada. Acesso em: 16 de June de 2024.

Teste seu conhecimento

1. [UFMS/2010] Leia o trecho a seguir, extraído e adaptado do Informativo Notícias da Onça-pintada, do Instituto Onça-pintada. “No Rio Araguaia, os pesquisadores têm observado botos acuando peixes em águas rasas com parte de seu corpo para fora da água. É durante esse momento, de acordo com os pescadores locais, que as onças-pintadas pulam, mordem e arrastam os botos para fora do rio. Eles dizem ter visto a onça sobre o boto se alimentando da carcaça ao longo do dia, e defendendo-a dos jacarés.” Sobre os animais que participam do episódio acima, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

(001) A onça-pintada, o boto-rosa e o jacaré são animais típicos encontrados no Pantanal sul-matogrossense.
(002) Apesar de ser um animal aquático, o boto-rosa apresenta, como órgão responsável pelas trocas gasosas, o pulmão.
(004) Na cadeia trófica, quando a onça-pintada preda o boto-rosa, ela é um consumidor de terceira ordem ou de qualquer nível acima.
(008) O boto-rosa, por ser um animal aquático, é ovíparo, como o jacaré e a maioria dos peixes de água-doce.
(016) O boto-rosa e a onça-pintada são mamíferos, e as fêmeas alimentam seus filhotes com leite produzido por glândulas mamárias.
(032) A interação entre a onça-pintada e o jacaré, na disputa pela carcaça do boto-rosa, é benéfica para ambos e é denominada amensalismo.

2. [PAS-UNB/2010] A onça-pintada é um grande felino brasileiro, predador de veado-campeiro, anta e capivara. A circulação da onça-pintada é nas proximidades do Parque Nacional das Emas (GO). No entorno desse parque predomina a agricultura mecanizada, sobretudo a cultura da soja.

Com base nas informações do texto, julgue em “Certo” ou “Errado” os itens a seguir.

a- A destruição dos habitats do veado-campeiro, da anta e da capivara não afeta a onça pintada, uma vez que esse felino não é herbívoro.
b- O conjunto de onças-pintadas na região do Parque Nacional das Emas constitui uma comunidade, ao passo que o conjunto de indivíduos das diversas espécies ali presentes formam uma população de espécies selvagens.
c- Considerando-se apenas as espécies mencionadas no texto, a onça-pintada é classificada como um consumidor primário.

1. [002+004+016 = 022]

O boto-rosa é encontrado nos rios da região Amazônica. Como todo mamífero aquático o boto possui pulmões. Como o boto alimenta-se de peixes, ele no mínimo será consumidor secundário, consequentemente a onça-pintada se encaixa em consumidor terciário ou maior. O boto é vivíparo. São as glândulas mamárias que possibilitam a produção do leite nos mamíferos. A onça e o jacaré realizam uma competição intraespecífica pela carcaça do boto-rosa.

2. [Errado/Errado/Errado]

a. Errado. A onça depende da sobrevivência destes uma vez que é seu predador natural.
b. Errado. É o oposto.
c. Errado. Consumidor secundário.

Compartilhe

TOPO