Membrana Celular

A membrana celular, também conhecida como membrana plasmática, tem como função regular o que entra e o que sai das células.

Todas as células vivas são delimitadas por uma estrutura denominada membrana celular, ou ainda membrana plasmática. Trata-se de uma película lipoprotéica fina, que é constituída por proteínas e fosfolipídios, tendo como espessura uma medida de aproximadamente 7,5 nanômetros. É essa estrutura que delimita o citoplasma de qualquer tipo de célula, independentemente de ser de vegetais, animais, protozoários, fungos, algas ou bactérias.

O citoplasma, no interior das células eucariontes, é constituído por organelas e canais que tem como constituição membranas que são bastante semelhantes, e estas são responsáveis por quaisquer substâncias que entram ou saem das células.

Histórico

Foi na década de 1950 que, pela primeira vez, se visualizou essa estrutura denominada membrana celular. Isso somente foi possível em decorrência do avanço tecnológico que possibilitou o aprimoramento de equipamentos de estudo, como o microscópio eletrônico. Houve, a partir de então, um crescimento ainda maior no que se refere à tecnologia, assim como o refinamento de técnicas citológicas. Foi isso que permitiu que no ano de 1972, G. Nicolson e S. J. Singer, dois cientistas, propusessem uma estrutura padrão, que ficou conhecida como o modelo do mosaico fluido, que representa esquematicamente a membrana plasmática.

Imagem: Reprodução

Esse modelo desenvolvido pelos dois é, até os dias atuais, a proposta mais aceita nos dias de hoje, demonstrando que a membrana celular é constituída por duas camadas de fosfolipídios, além de uma molécula de glicerol e duas cadeias de ácidos graxos, sendo uma delas saturada e a outra insaturada. Além disso, constam ainda em sua estrutura um grupamento polar e uma coligação fosfato.

Trata-se, portanto, de uma molécula que tem afinidade por água (anfipática), sendo em uma extremidade polar, e a outra caudalosa, sendo esta, portanto, apolar e manifestando uma aversão à molécula da água. Essa bicamada apresenta, segundo cientistas, em sua composição, proteínas que estão dispostas incrustradas na superfície da membrana, e outras, ainda, que estão inseridas de forma que transpassam a bicamada, chamadas de proteínas transmembranares. Estas comunicam as faces interna e externa das células por meio de poros que permitem a passagem das substâncias e partículas, tanto para dentro como para fora. É justamente essa composição química que ajuda na principal função da membrana, essencial para o bom funcionamento celular, que é o controle do fluxo de solventes e solutos específicos quanto à quantidade que é necessária para o metabolismo das células. Esse processo é denominado permeabilidade seletiva, ou ainda semi-impermeabilidade. Essa membrana funciona, portanto, como uma porta de entrada e saída de forma seletiva, selecionando, dessa forma, os elementos que serão captados pela célula do meio exterior, necessárias para o metabolismo, assim como para a liberação de substâncias produzidas pelas células que devem ser enviadas para o exterior.

Referências

Biologia – Demetrio Gowdak

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] A membrana plasmática é formada por fosfolipídios que se dispõem próximos uns aos outros e deslocam-se continuamente. Encontram-se ainda nas membranas, proteínas localizadas na superfície ou então atravessando toda essa estrutura. Ligada às proteínas ou aos fosfolipídios, na face externa, localizam-se cadeias de carboidratos, que são chamadas de:

a) mosaico fluido.

b) glicocálix.

c) colesterol.

d) carboidratos de reserva.

e) receptores celulares.

 

 

02. [UFAM] A organização molecular da membrana plasmática é essencialmente baseada na presença de uma bicamada lipídica. Identifique, nas alternativas abaixo, as moléculas que fazem parte da organização da membrana.

a) Ptialina, glicolipídios e colesterol.

b) Ácidos nucleicos, fosfolipídios e insulina.

c) Fosfolipídios, glicolipídios e colesterol.

d) Adenina, fosfolipídios e aminoácidos.

e) Citosina, colesterol e glicolipídios.

01. [B]

02. [C]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO