Fimose

A fimose é a incapacidade de exposição da glande, pois a pele que recobre a região não apresenta abertura o suficiente.

A fimose é uma incapacidade do homem em conseguir expor a glande, pois a pele que a recobre não apresenta abertura suficiente. Essa parte terminal do pênis, no caso a glande, impede que o órgão seja higienizado da forma adequada, por exemplo.

Em recém-nascidos, a condição é tida como normal, e, em majoritária parcela dos casos, até o primeiro ano de idade, a fimose começa a desaparecer nos bebês do gênero masculino. Em uma menor parcela, a condição se estende até os cinco anos de idade.

Apesar da menor proporção, a fimose chega a durar até a puberdade, sem que haja necessidade de um tratamento específico. Entretanto, no momento em que a pele não apresenta capacidade suficiente para ceder com o passar dos tempos, medidas poderão ser necessárias para reverter a condição.

fimose
(Imagem: Reprodução)

Tipos de fimose

Existem dois tipos de condição em que a fimose está presente. Assim, ela pode apresentar duas distintas condições:

  • A fisiológica: mais comum entre os dois tipos, a condição fisiológica se apresenta desde o nascimento da criança;
  • A secundária: menos comum, ocorre e surge repentinamente em qualquer fase da vida, podendo aparecer após casos de infecção ou traumatismo na região;

Como saber se é fimose?

A presença da fimose só pode ser confirmada ao tentar a retração da pele que recobre a glande. De forma manual, é possível tentar fazer o recuo da pele.

Quando a glande fica completamente recoberta após a retração, isso representa a fimose, que pode apresentar cinco diferentes graus. Entretanto, apesar de o grau estar diretamente relacionado ao modelo de tratamento, é fundamental levar em consideração a idade do menino.

As verificações de fimose são constantes, e devem ser feitas no bebê recém-nascido. Além disso, devem ser verificações contínuas até que atinja os cinco anos de idade, para uma constatação contundente.

Tratamentos para a fimose

A fimose é um problema que pode ser resolvida de acordo com seu grau. Do mais brando, em primeiro grau, utilizando pomadas, ou apelando-se para cirurgias, como no caso do grau cinco.

  • Utilizando pomadas (Grau 1 e 2): indicada pelo médico, ela deverá ser utilizada passando pela região da glande, a fim de facilitar a retração da pele que a cobre;
  • Exercícios de retração (Grau 3 e 4): indicado para crianças acima dos cinco anos, o exercício de retração é geralmente uma alternativa que antecede o processo cirúrgico;
  • Cirurgia de fimose (Grau 5): geralmente indicada para graus elevados, onde nem mesmo o exercício de retração ou a pomada resolvem;

Consequências proporcionadas pelo problema

As consequências podem ser muito mais do que estéticas ou higiênicas. Em alguns dos casos, a região da glande acaba sendo sufocada pela pele apertada, e a urina acaba sendo retida dentro da pele, o que provoca aumento de chances de infecção urinária.

Como supracitado, o problema também provoca complicações higiênicas, já que dificulta a limpeza da região. Dor durante as relações sexuais e propensão em contrair DST ou HPV são outros dois problemas proporcionados.

Além condições negativas citadas, há ainda o risco de desenvolvimento de câncer na região e do surgimento da parafimose. Este tipo de fimose ocorre quando o prepúcio fica preso, e não retorna para cobrir a glande novamente.

Referências

JUNQUEIRA, C. Luiz e CARNEIRO, José. Biologia Celular e Molecular, Editora Guanabara/Koogan, 8ª edição. 2005, 332 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [UniFMU]

O caminho dos espermatozoides produzidos nos testículos é:

a) Próstata, vesícula seminal e uretra;

b) Túbulos seminíferos, epidídimo, canal deferente e uretra;

c) Túbulos seminíferos, próstata e vesículas seminais;

d) Epidídimo, túbulos seminíferos, uretra e canal deferente;

e) Canal deferente, túbulos seminíferos e uretra.

Resposta: B

2. [FGV]

Associe as estruturas abaixo relacionadas com a função realizada por cada uma:

1.       Túbulos seminíferos

2.       Epidídimo

3.       Células intersticiais do testículo

4.       Hipófise

(  ) local de produção de espermatozoides

(  ) local de armazenamento de espermatozoides

(  ) local de produção do hormônio sexual masculino

(  ) local de produção do hormônio gonadotrófico

a) 1, 2, 3, 4

b) 2, 3, 4, 1

c) 3, 4, 1, 2

d) 4, 3, 2, 1

e) 2, 1, 4, 3

Resposta: A

3. [UFJF]

Durante o ano de 1998, uma nova droga foi lançada no mercado, ficando famosa mundialmente pelo fato de atuar com êxito na impotência masculina. O Viagra prolonga os efeitos do GMPc (guanosina monofosfato cíclico), substância química liberada no pênis, sob estimulação nervosa, e responsável pelo relaxamento muscular e dilatação das artérias do tecido erétil. Este tecido, que possui baixos níveis de GMPc em homens com impotência fisiológica, recebe, assim, fluxo sanguíneo adequado para permitir e manter a ereção, estando localizado em estruturas conhecidas como:

a) Glândulas bulbouretrais

b) Canais deferentes

c) Ducto ejaculatório

d) Corpos cavernosos

Resposta: D

Compartilhe nas redes sociais

TOPO