Evolucionismo

Evolucionismo é uma teoria científica que explica as mudanças que as espécies sofreram e sofrem com o passar do tempo, mudando para adaptar-se ao meio.

Chamamos de evolucionismo a teoria desenvolvida por diversos cientistas objetivando achar uma explicação para as alterações que sofrem os seres vivos, independentemente da espécie, ao longo do tempo. Isso usando como ponto de partida a sua relação com o meio ambiente em que vivem. Nascido no ano de 1809, Charles Darwin foi o principal nome de cientista relacionado ao evolucionismo, tendo publicado aos 50 anos o título “Sobre a Origem das Espécies por meio da Seleção Natural ou a Conservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida”, sendo essa obra mais conhecida simplesmente como “A Origem das Espécies”.

Imagem: Reprodução

Após uma viagem de circum-navegação entre os anos de 1831 e 1836, Darwin desenvolveu sua obra com base em suas pesquisas. Foi justamente com essa viagem, coordenada pelo Almirantado Britânico, que ele pode perceber que as diversas espécies apresentavam características distintas, que variavam de acordo com a região onde eram encontradas. Outra observação importante que pode fazer com as experiências desse período, foi em relação às espécies extintas, que apresentavam características em comum com as espécies que ainda habitam o planeta. Foi a partir disso que chegou à conclusão de que há um caráter mutável entre as espécies, ao contrário do que se entendia anteriormente. Diante disso, chegou à conclusão de que as espécies, durante a evolução, mudando ao longo do tempo, transmitam essas diferenças às próximas gerações, ficando, portanto, caracterizada a evolução das espécies.

Mudar biologicamente, é o que, para Darwin, significa a evolução, mas isso não significa, necessariamente, que sejam mudanças que o tornem melhor. Há, sim, segundo ele, uma alteração evolutiva biológica para que os indivíduos se adaptem ao meio ambiente em que vivem. A esse processo, Darwin deu o nome de seleção natural.

Houve, entretanto, grande polêmica no ambiente científico a partir da publicação da teoria elaborada por Darwin, mesmo que antes dele outros cientistas já houvessem afirmado haver alterações biológicas em decorrência de uma regra, e não por intervenções de Deus, como muitos afirmavam e se acreditava até então. No que se refere aos seres humanos, entretanto, há uma grande polêmica que perdura até os dias atuais entre cientistas. Segundo o evolucionismo, nós, homens e mulheres, somos “parentes” de algumas espécies de macacos, como é o caso do chimpanzé, por exemplo. Em pesquisas, foi encontrado, a partir de uma decodificação do genoma, uma semelhança de 98% entre genes humanos e dos chimpanzés, indicando, portanto, que temos ancestrais em comum aos macacos.

Referências

Evolução, o Sentido da Biologia – Diogo Meyer, Charbel Niño El-Hani

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] Quando falamos em evolução, referimo-nos às mudanças que ocorreram nos organismos ao longo de milhares de anos. Existem diferentes teorias que explicam essas mudanças, como é o caso da teoria proposta por Lamarck. Para esse pesquisador, a evolução ocorre em razão da ação de duas leis:

a) Mutação e seleção natural.

b) Uso e desuso e caracteres adquiridos.

c) Ancestralidade comum e seleção natural.

d) Caracteres adquiridos e fluxo gênico.

e) Recombinação genética e uso e desuso.

02. Após estudar sobre evolução na escola, Michele resolveu explicar para sua mãe o motivo pelo qual algumas lagartas são verdes. Segundo a aluna, algumas lagartas são verdes porque essa cor favorece sua sobrevivência em folhas, uma vez que são mais dificilmente avistadas por predadores. A explicação de Michele obedece à teoria evolucionista proposta por:

a) Lamarck.

b) Mendel.

c) Darwin.

d) Crick.

e) Pasteur.

01. [B]

02. [C]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO