Clorofila

A clorofila é um pigmento encontrado em plantas, algas e folhas que confere a coloraão verde por meio da absorção de luz.

Clorofila, do grego Chloros, que significa verde, e phyllon, que significa folha, é o pigmento encontrado nas plantas e algas, e até mesmo em algumas bactérias, tendo como principal característica a sua pigmentação verde. Esse pigmento absorve a luz nos comprimentos vermelho, azul e violeta, e é justamente por isso que reflete a luz verde.

Possui como função nas plantas a captação da luz, garantindo que organismos fotossintetizantes produzam seus alimentos por meio da fotossíntese, sendo, portanto, essencial para que seja realizada a manutenção do oxigênio do planeta.

Imagem: Reprodução

Características

Podemos afirmar que a estrutura molecular da clorofila é bastante semelhante a da hemoglobina, que é a estrutura responsável pela coloração do sangue. A diferença entre as duas, entretanto, é que no sangue, há ferro e transporte do oxigênio pelo organismo por meio dos glóbulos vermelhos, ao invés do magnésio presente na clorofila.

A molécula da clorofila pertence à classe das porfirinas, destacando-se por conter quatro anéis pirrólicos e um anel isocíclico, ligados entre si por meio de pontes metilênicas. É no interior da molécula que encontramos um átomo de magnésico coordenado aos anéis.

Tipos de Clorofilas

Trata-se, na realidade, quando falamos em clorofila, de um grupo de pigmentos que podem ser encontrados em diversos tipos de organismos. São, basicamente, três tipos de clorofila: a, b e c. A clorofila a pode ser encontrada em cianobactérias e eucariontes que são capazes de realizar fotossíntese, sendo formada por um íon de magnésio ligado a um anel de porfina que contém nitrogênio, onde está presa uma cadeia hidrocarbônica. O pigmento do tipo a representa 75% dos pigmentos presentes nos vegetais.

A clorofila do tipo b, por sua vez, está presente em plantas, além das algas verdes e daquelas pertencentes ao grupo das euglenófitas. Atua na fotossíntese como um acessório, sendo ferramenta que garante a ampliação da faixa de luz usada no processo. Por fim, a clorofila do tipo c, pode ser encontrada em algas pardas e diatomáceas, atuando como um substituto da clorofila b. Temos ainda a bacterioclorofila, encontrada em bactérias purpúreas, e a clorofila clorobium, encontrada em bactérias verdes sulfurosas.

Todos os tipos de clorofila, entretanto, apresentam coloração verde. A diferença está em sua estrutura que faz com que o espectro de absorção seja diferente quando comparado com outros tipos. É justamente esse fator que permite que as clorofilas realizem entre si uma complementação, objetivando aumentar o alcance da absorção do espectro de luz visível.

Referências

 

Bio – Volume Único – Sérgio Rosso, Sônia Lopes

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] A fotossíntese é um processo que ocorre em alguns organismos autotróficos como forma de obtenção de alimento. Para a realização desse processo, vários fatores são necessários, como um pigmento de cor verde denominado de:

a) carotenoide.

b) clorofila.

c) flavonoide.

d) xantofila.

e) eritrofila.

 

02. [ENEM] A fotossíntese é um processo importante para garantir a sobrevivência da planta e é dividida em duas etapas tradicionalmente chamadas de fase clara e escura. A fase clara ocorre na membrana dos tilacoides do cloroplasto, já a fase escura ocorre:

a) no citosol.

b) no estroma do cloroplasto.

c) nas mitocôndrias.

d) nas cristas mitocondriais.

e) no lisossomo.

01. [B]

02. [B]

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO