Amebíase

Infecção relacionada com o aparelho digestório, é a segunda parasitose que mais leva seres humanos à morte. Caracterizada por um ciclo monoxênico que o ser humano é o único hospedeiro.

Grande parte da população mundial, um momento ou outro, já sofreu graças a uma protozoose. Damos esse nome às doenças humanas causadas por protozoários, indivíduos unicelulares heterotróficos, pertencentes ao reino protista.

Os protozoários causadores de doenças são parasitas do organismo humano, ou seja, são indivíduos que se hospedam no organismo humano e retiram dele seus nutrientes. Dentre as principais protozooses podemos citar a malária, doença de Chagas, a tricomoníase, entre outras. Trataremos com mais detalhes nesta matéria acerca da amebíase.

O que é amebíase

É uma infecção causada por diversos protozoários do gênero Entamoeba sp, dentre eles o principal causador é a Entamoeba histolytica. O foco principal da infecção é o trato gastrointestinal, porém outros tecidos podem ser invadidos. As infecções podem ser assintomáticas, ou seja, não demonstram sintomas, ou podem apresentar uma sintomatologia bem clara que veremos logo abaixo.

Causas da amebíase

A amebíase é uma doença intestinal e ocorre graças à presença do protozoário no aparelho gastrointestinal. A Entamoeba libera enzimas digestivas que a auxiliam na penetração e digestão dos tecidos humanos. Além disso, o protozoário também é responsável por liberar enzimas digestivas.

iStock

A infecção por Entamoeba histolytica ocorre nos trópicos e também no ártico, é mais frequente em situações onde ocorre aglomeração de pessoas. Além disso notamos uma elevação do número de casos devido a maus hábitos de higiene pessoal.

Sintomas

Algumas formas de amebíase são assintomáticas, apenas e 10 a 20% das pessoas infectadas apresentam sintomas que podem durar anos. Na maioria das infecções as amebas permanecem no trato digestório. A ausência de sintomas ou sua intensidade dependem de alguns fatores como: tipo de ameba, estado imunológico do hospedeiro e outras infecções apresentadas pelo hospedeiro.

  • Diarreia
  • Flatulência
  • Cólicas estomacais
  • Perda de peso

Em alguns casos as fezes de pessoas infectadas podem conter sangue, muco ou pus.

Contágio

A infecção por amebíase se dá ao ingerir água ou alimentos contaminados pelo cisto da ameba, os quais são liberados nas fezes de pessoas contaminadas. Além disso o contato com mãos contaminadas também se caracteriza como uma forma de contágio. Os cistos da ameba são resistentes à cloração, o que dificulta seu combate.

Ciclo da amebíase

O ciclo da amebíase é monoxênico, ou seja, apresenta um único hospedeiro, que no caso é a espécie humana. Nos seres humanos o protozoário se reproduz, origina o estágio adulto (trofozoíto), que migra para o intestino grosso. No intestino grosso, os trofozoítos se reproduzem por fissão binária aumentando seu número. Após isso, o protozoário cria formas de infecção resistentes chamadas de cistos, que são liberados nas fezes. Ao serem ingeridos por outras pessoas os cistos migram para o trato digestório e se desenvolvem em vermes adultos, dessa forma repetindo o ciclo.

Para evitar o contágio é necessário ter hábitos de higiene alimentar corretos, lavar verduras e legumes e higienizar com frequência as mãos.

A presença de saneamento básico e tratamento de esgoto são ações indispensáveis para o combate à amebíase, destinando tratamento correto aos dejetos humanos.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio de cistos eliminados nas fezes, alguns procedimentos como de flutuação e decantação são utilizados para evidenciá-los.

Profilaxia

É importante para o controle da doença realizar a notificação dos casos, caso ocorram de surtos. É também necessário realizar o tratamento dos doentes, por meio de medidas como o isolamento, a desinfecção e a imunização, para que os mesmos não disseminem mais cistos da doença. Medidas preventivas devem ser tomadas pelas secretarias de saúde, envolvendo ações como a conscientização da população. Além disso, promover o acesso ao saneamento é uma medida básica para o combate à amebíase. Para evitar a infecção pelo protozoário podemos tomar algumas medidas básicas como:

  • Lave bem as mãos com água e sabão sempre antes das refeições, antes de preparar alimentos, após usar o banheiro e após trocar fraldas ou auxiliar outros no banheiro.
  • Higienizar os alimentos como frutas, verduras e legumes.
  • Não beba água não tratada de uma lagoa, lago ou rio. Mesmo que a água tenha o aspecto limpo, pode estar contaminada com dejetos humanos. Se apenas água não tratada estiver disponível, ferva por pelo menos 1 minuto antes de consumi-la. É importante ressaltar que pastilhas de purificação tem eficácia reduzida contra esse protozoário.

A fim de proteger o público, funcionários de empresas do ramo alimentício devem passar por exames periódicos e, caso sejam diagnosticados com amebíase, devem se ausentar para realizar o tratamento.

Mais informações sobre amebíase

Devido à falta de noções de higiene, as crianças estão na faixa etária mais afetada pelo protozoário

Aspectos gerais sobre amebíase

Não há outras espécies como reservatórios do protozoário além da humana, ou seja, encontramos os parasitas que são fonte de infecção em outros seres humanos. Dentre as formas de desenvolvimento do protozoário temos a de trofozoíto, forma móvel, e cisto, forma imóvel.

Realização de diagnóstico, e visualização do cisto.

Por mais que os sintomas de amebíase não sejam dos mais graves, ainda ocorrem mortes devido a essa doença. A amebíase consiste na segunda maior causa de mortes por parasitoses.

Muitas pessoas se perguntam como saber se apresentam a amebíase, as infecções começam entre uma e 4 semanas após o contato, e é necessário um exame de fezes para confirmar o quadro.

Referências

Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo; MANUAL DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS: ENTAMOEBA HISTOLYTICA; São Paulo, 2001.
ALBERTS, Bruce; Biologia Molecular da Célula; 5 ed; Porto Alegre; Artmed, 2010

Murilo Del Bianco
Por Murilo Del Bianco

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá, Mestre no ensino de biologia também pela UEM. Professor de nível médio e cursinhos preparatórios para vestibulares. Nas horas vagas se dedica a música, livros, filmes e aos seus animais de estimação.

Exercícios resolvidos

1. [UFSCar]

Existem diversas doenças que afetam o homem e que são causadas por agentes patogênicos, tais como vírus, bactérias e protozoários. Com relação a esses agentes, existem medidas profiláticas como, por exemplo, lavar bem alimentos que são ingeridos crus, Higienizar corretamente as mãos antes de comer e após utilizar o banheiro. Essas medidas profiláticas seriam úteis, respectivamente, no combate da

a) leishmaniose.
b) hepatite B.
c) amebíase.
d) sífilis.
e) leishmaniose.

c) amebíase

2. [UFP]

Dentre as doenças humanas causadas por protozoários, estão a amebíase. Assinale a alternativa que mostra aspectos presentes nessa enfermidade.

A) Tem como forma de contágio o uso de objetos contaminados.
B) É causada por protozoários do gênero “Entamoeba”.
C) Causa ulcerações graves na pele, principalmente no rosto, nos braços e nas pernas.
D) Requer como medida preventiva, evitar o uso direto de sanitários públicos.
E) Apresentam como sintomas: diarreias e lesões na pele.

B) É causada por protozoários do gênero “Entamoeba”.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO