Biomassa

Biomassa pode ser definida como todo recurso renovável de origem de matéria orgânica (de origem animal ou vegetal) que pode ser utilizada na produção de energia.

De acordo com a Aneel, do ponto de vista energético, a biomassa é todo recurso renovável de origem de matéria orgânica (de origem animal ou vegetal) que pode ser utilizada na produção de energia.

Assim como a energia hidráulica e outras fontes renováveis, a biomassa é uma forma indireta de energia solar.

A energia solar é convertida em energia química, através da fotossíntese, base dos processos biológicos de todos os seres vivos.

biomassa
Imagem: Reprodução

Dessa forma, a biomassa pode ser transformada em energia através de combustão, gaseificação, fermentação, ou produção de substâncias líquidas.

São considerados exemplos de biomassa utilizados para a conversão de energia: milho, cana-de-açúcar, madeira, palha, casca de arroz, estrume, algas e o lixo biodegradável.

Apesar do carvão e do petróleo serem igualmente provenientes de seres vivos não são considerados biomassa já que resultam de processos geológicos.

Vantagens da biomassa

A energia advinda da biomassa é considerada durável a partir do momento que em que pode-se através do manejo correto garantir seu ciclo, por exemplo garantindo o reflorestamento ou replantio.

E é renovável no sentido de que toda a energia obtida da biomassa veio de processos biológicos que aproveitaram a energia solar, essa energia se não aproveitada pelos humanos acaba retornando ao ambiente através da digestão e da putrefação das plantas.

Uma das principais vantagens da biomassa é que, embora de eficiência reduzida, seu aproveitamento pode ser feito diretamente, por intermédio da combustão em fornos, caldeiras etc.

Para aumentar a eficiência do processo e reduzir impactos socioambientais, tem-se desenvolvido e aperfeiçoado tecnologias de conversão mais eficientes, como a gaseificação e a pirólise.

Também tem sido comum a co-geração em sistemas que utilizam a biomassa como fonte energética, com a exaustão de fontes não-renováveis.

Atualmente, a biomassa vem sendo cada vez mais utilizada na geração de eletricidade, principalmente em sistemas de co-geração e no suprimento de eletricidade para demandas isoladas da rede elétrica.

A produção de biomassa no Brasil

Atualmente, o recurso de maior potencial para geração de energia elétrica no País é o bagaço de cana-de-açúcar.

A alta produtividade alcançada pela lavoura canavieira têm disponibilizado enorme quantidade de matéria orgânica sob a forma de bagaço nas usinas e destilarias de cana-de-açúcar, interligadas aos principais sistemas elétricos, que atendem a grandes centros de consumo dos Estados das regiões Sul e Sudeste.

Imagem: Reprodução

Além disso, o período de colheita da cana-de-açúcar coincide com o de estiagem das principais bacias hidrográficas do parque hidrelétrico brasileiro, tornando a opção ainda mais vantajosa.

O setor sucroalcooleiro gera uma grande quantidade de resíduos, que pode ser aproveitada na geração de eletricidade, principalmente em sistemas de co-geração.

Ao contrário da produção de madeira, o cultivo e o beneficiamento da cana são realizados em grandes e contínuas extensões, e o aproveitamento de resíduos (bagaço, palha, etc.) é facilitado pela centralização dos processos de produção.

Em média, cada tonelada de cana processada requer cerca de 12 kWh de energia elétrica, o que pode ser gerado pelos próprios resíduos da cana (palha, bagaço, vinhoto etc.).

Além disso, os custos de geração já são competitivos com os do sistema convencional de suprimento, o que possibilita a auto-suficiência do setor em termos de suprimento energético, por meio da co-geração de energia.

A utilização de biomassa no Brasil para fins energéticos tem uma grande importância em relação à diminuição da taxa de emissão de CO².

Referências

Biomassa – Aneel

Atualidade e Perspectivas no Uso de Biomassa para Geração de Energia – J.  Goldemberg

Luana Bernardes
Prof. Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01.[UFRJ]: A proposta brasileira de estimular a produção de etanol, com tecnologia nacional, para os mercados interno e externo tem sido tratada com destaque no cenário mundial.

A – Apresente dois fatores que despertam o interesse atual pelo desenvolvimento da produção de biocombustíveis.

B – Apresente dois riscos da expansão da produção de etanol no Brasil.

 

02. [PUC]:

A energia que move a máquina Terra provém da gravidade, do interior da Terra e dos próprio movimento do planeta, mas em grau muito superior provém do Sol, da radiação solar”.

(David DREW. Processos interativos Homem-Meio Ambiente. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994, p.20).

A energia solar é uma das fontes de energia que atua no planeta Terra. Ela é, no planeta,

a) o principal fator construtor das estruturas e formas de relevo.

b) um item secundário na formação das coberturas vegetais.

c) um fator de desequilíbrio que altera as dinâmicas terrestres.

d) o elemento essencial que dá origem aos sistemas e tipos climáticos.

e) uma fonte em vias de extinção, daí o valor de outras formas de energia.

01.[UFRJ]

Resposta:

A – Os fatores que despertam o interesse pelo desenvolvimento da produção de biocombustíveis são o aumento do preço do barril de petróleo no mercado internacional; a possibilidade de esgotamento das reservas de petróleo e a preocupação com o aumento das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera, que contribuem para o aquecimento global.

B – Entre os riscos da expansão da produção de etanol no Brasil está a expansão da monocultura e suas consequências, como, por exemplo, o despovoamento do campo e o esgotamento da fertilidade do solo com dependência crescente de insumos químicos. Também despontam o desaparecimento ou a redução do cultivo de alimentos com consequente aumento do preço no mercado interno e as flutuações de preço no mercado externo, que levam os produtores a pressionar o governo para assumir os riscos daí decorrentes.

 

02. [PUC]

Resposta: D

A energia solar é bastante utilizada pelo homem não apenas para a geração de eletricidade, mas para muitas atividades em seu dia a dia. A presença do calor e da luz solar possibilita e interfere em uma gama muito variada de elementos terrestres, com destaque para o clima, bastante regulado pela atividade da radiação advinda do Sol.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO