Ortoepia e Prosódia

A ortoepia se ocupa da correta produção oral das palavras enquanto que a prosódia se ocupa da correta emissão de palavras quanto à posição da sílaba tônica, segundo as normas da língua culta.

Ortoepia e prosódia referem-se ao pronunciar direto das palavras na língua portuguesa.

Ortoepia é uma palavra derivada do grego orthós, que significa reto, direito; mais épos, cujo significado é palavra.

Logo, ortoepia significa a pronúncia correta das palavras.

A ortoepia ou ortoépia é a parte da gramática que cuida da correta articulação e pronúncia dos grupos fônicos. Seus erros caracterizam a linguagem vulgar e são chamados de cacoepia.

Desse modo, a ortoepia está relacionada à perfeita emissão das vogais, à correta articulação das consoantes e à ligação dos vocábulos dentro de contextos.

Sempre que um erro ortoépico passa a fazer parte da linguagem de uma população, oficialmente altera-se a grafia para adaptá-la à pronúncia. Como cada grupo distorce a língua da maneira que bem entende, temos as muitas línguas faladas hoje.

Por exemplo, o nosso pronome de tratamento você é uma redução de vossa mercê. Atualmente, muitas vezes ouve-se ocê, o que mostra a nossa tendência de eliminar partes das palavras.

Na nossa língua atual, podemos observar mudanças que se vão operando entre nós: bom, em linguagem rústica é bão; futuramente poderá ser palavra oficial, assim como non passou a ser não, tornando-se arcaica a forma antiga. Assim como obligação, do latim obligatio, já não é mais forma correta, prevalecendo atualmente obrigação.

Os erros de linguagem podem ser divididos em erros ortográficos e erros ortoépicos. Os erros ortográficos acontecem quando se escreve a palavra de forma errada. Já os erros ortoépicos acontecem quando o mesmo se escreve corretamente e pronuncia-se errado.

Identificando ortoepia e prosódia

A ortoepia e prosodia abrangem classes de palavras com explícitos erros muitas vezes identificados na língua portuguesa. Estando, em muitos casos, relacionadas ao preconceito linguístico.

Erros de ortoepia

Cacoépia é o nome que recebem os erros contra a ortoépia. Erros de pronúncia que se tornam populares e forçam as mudanças ortográficas. A escrita ajuda a conter esse fenômeno, contudo não o impede. A linguagem oral predomina e comanda a dita modernidade da língua.

Confira abaixo alguns erros de cacoépia:

  • Pronunciar erradamente vogais quanto ao timbre: ocorre quando a pronúncia correta é feita ao contrário do que deveria, como uma vogal aberta ser pronunciada fechada e vice-versa: crosta (e não crósta), alcova (e não alcóva).
  • Ligar as palavras na frase de forma incorreta: ocorre quando dentro do período a ligação dos vocábulos não se dá de forma correta, com pausas cortando ligações do período. O certo é: O trabalho / deve estar pronto / no dia cinco de julho – e não: O / trabalho deve / estar / pronto / no / dia cinco / de julho. Há uma quebra inclusive do ritmo quando esse tipo de erro ocorre.
  • Nasalização de vogais: consiste em tornar vogais não-nasaladas em nasais: mendigando / mendingando; bugiganga / bungiganga ou buginganga.
  • Troca de posição de um ou mais fonemas: ocorre quando fonemas são deslocados dentro da própria palavra: muçulmano / mulçumano; cadarço / cardaço; lagartixa / largatixa etc.
  • Substituição de fonemas: coloquialmente, ocorre com a troca indevida de fonemas por outros muito parecidos, como: bueiro / boeiro, cabeçalho / cabeçário etc.
  • Acréscimo ou diminuição de fonemas: quando algum fonema é inserido ou retirado no vocábulo. Geralmente ocorre em consoantes mudas, como pneu (peneu), advogado (adevogado) etc. Ocorre em demais situações também, como: cabeleireiro (cabeileireiro), bandeja (bandeija) etc.
ortoepia e prosódia
Imagem: Reprodução

Prosódia

A prosódia está relacionada com a correta acentuação e entonação dos fonemas tomando como padrão a língua culta.

A língua culta determina a correta posição da sílaba tônica de uma palavra. A divergência entre a pronúncia do dia-a-dia e a recomendada é muito comum.

A maior preocupação da prosódia é quanto ao conhecimento da sílaba predominante, a sílaba tônica. Podemos definir sílaba como um fonema ou grupo de fonemas emitido em apenas um único impulso expiratório.

O acento de intensidade é importantíssimo, falando de forma linguística, para expressar o verdadeiro sentido das palavras.

Sua alteração pode mudar drasticamente o significado da palavra, como em anúncio e anuncio. O primeiro é um substantivo comum cujo significado é uma mensagem que comunica ao público as qualidades de um determinado produto ou serviço. O segundo é o verbo anunciar conjugado na primeira pessoa do presente do indicativo.

Erros de prosódia

Quando ocorre um erro de prosódia, acontece por exemplo, quando uma palavra oxítona (como cateter – grafia correta) é transformada em paroxítona (catéter – grafia incorreta).

Talvez isto se deva a muitas palavras não terem acento e induzirem a tais dúvidas que, no dia-a-dia, as pessoas não se interessam em pesquisar e falam como lhes vêm à mente.

Dessa forma, tanto ortoepia e prosódia dizem respeito ao modelo de indicação da pronúncia, entonação e correta identificação das palavras no idioma.

Referências

Gramática. Texto: Análise e construção de sentido – Maria Luiza M. Abaurre, Marcela Pontara

Fonologia: Prosódia e  Ortoépia – Um estudo com base nas transcrições de conversações em telemarketing entre pessoas jurídicas  –  Ana Elis Nogueira de Magalhães Andrade, Renira Cirelli Appa

 

Luana Bernardes
Prof. Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01. [ITA]: Para a presente questão, observar que:

1 – a acentuação gráfica foi eliminada;

2 – as sílabas tônicas propostas são representadas por letras maiúsculas destacadas.

Ex: caTAStrofe (a sílaba tônica proposta é TAS)

Ao escutar, então:

ruBRIca, aVAro, proTOtipo, gratuIto, verifica-se que:

a) apenas uma palavra foi pronunciada corretamente.

b) apenas duas palavras foram pronunciadas corretamente.

c) três palavras foram pronunciadas corretamente.

d) todas foram pronunciadas corretamente.

e) nenhuma foi pronunciada corretamente.

 

02. [UNICENTRO]: 

A ortoepia trata da correta pronúncia das palavras quanto à emissão de vogais, à articulação das consoantes e ao timbre. Pensando nisso, observe o seguinte grupo de palavras:

Bandeija – reinvidicar – beneficência – mendigo – impecilho

Estão corretas:

a) beneficência e mendigo.

b) bandeija, reinvidicar e impecilho.

c) beneficência e reinvidicar.

d) mendigo, bandeija e impecilho.

e) todas estão corretas.

 

 

01. [ITA]: Alternativa “c”. Apenas a palavra gratuito foi pronunciada de maneira inadequada, visto que a sílaba pronunciada com mais intensidade se define por –TUI- (GRA – TUI – TO), justamente por se tratar de um ditongo, não de um hiato (GRA – TU – Í – TO).

 

02. [UNICENTRO]: Alternativa “a”. Apenas as palavras beneficência e mendigo apresentam a grafia correta. As demais foram grafadas incorretamente, cujos erros baseiam-se em desvios de ortoepia dos vocábulos.

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO