Gênero Dramático

O gênero dramático é aquele que se realiza no teatro. Ou seja, o texto dramático é para ser encenado, representado numa peça teatral.

O gênero dramático é o representante maior do teatro. Tradicionalmente, as produções literárias têm sido classificadas em três gêneros literários principais, de acordo com as formas de linguagem, estrutura e função para a qual o texto foi escrito:

O gênero dramático é aquele que se realiza no teatro. Quer dizer: o texto dramático é para ser encenado, representado numa peça teatral.

A palavra “dramático” provém do verbo grego “drao”, que quer dizer “agir”. A principal característica deste gênero literário é a ação, que se desenrola na frente dos espectadores, num espetáculo de teatro (dramatização).

gênero dramático
Imagem: Reprodução

Gênero dramático: literatura, tragédia e comédia

No gênero dramático é feito para ser representado no teatro. Os personagens agem. Os personagens são responsáveis pelo desenvolvimento da ação.

Por isso, o texto dramático não precisa de um narrador para contar a história. A base do texto dramático é o diálogo. Desse modo, no texto dramático os personagens dialogam entre si e desenvolvem a ação

Outra característica do gênero dramático é o conflito. O conflito é a oposição entre forças. Essas forças/vontades acreditam na legitimidade de suas ações.

Assim, o gênero dramático se desenvolve a partir do choque entre duas vontades, gerando o conflito dramático.

De acordo com o assunto e a maneira de tratá-lo, o gênero dramático pode se apresentar em diferentes espécies, que variam bastante: a tragédia, a comédia, o auto, o drama e a tragicomédia.

A comédia nascida na Grécia, era oferecida à população plebeia e retratava pessoas do povo e sua linguagem era muito mais próxima da coloquial.

Principalmente a partir da Idade Média, criaram-se peças de conteúdo religioso, sobre a vida do Cristo e de santos, chamados de autos e mistérios.

Porém, foi somente a partir de século XIX, com a proposta de mesclar gêneros e espécies, que se criou uma nova modalidade que parecia representar com mais fidelidade a vida, uma mistura de alegrias e infelicidade: o drama.

Nessa época, tragédia e comédia também se fundem na chamada tragicomédia. Entretanto, essas classificações nem sempre são rigorosamente seguidas pelos artistas, pois eles são livres para mudar, subverter a ordem, inventar novos modos de fazer a sua arte.

Leia a seguir um trecho da peça O pagador de promessas de Dias Gomes:

Imagem: Reprodução

Principais características do gênero dramático

  • O gênero dramático é feito para ser encenado no teatro;
  • Fundamenta-se na ação direta dos personagens, não precisando de um narrador para contar a história;
  • Os diálogos entre os personagens também são um fundamento do gênero dramático;
  • Predominância quase que absoluta de diálogos é um traço distintivo do gênero dramático em relação aos demais gêneros;
  • Existência de um conflito, isto é, a oposição entre forças/vontades que acreditam na legitimidade de suas ações.

Referências

Teoria da Literatura: O gênero dramático – Antonio Cardoso Filho
Teorias Literárias – UFPB

Luana Bernardes
Prof. Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1.

Leia os fragmentos abaixo para responder à questão:

I.
“A serena, amorosa Primavera,
O doce autor das glórias que consigo,
A Deusa das paixões e de Citera;

Quanto digo, meu bem, quanto não digo,
Tudo em tua presença degenera.
Nada se pode comparar contigo (…)”.

Nada se Pode Comparar Contigo – Bocage

II.

Canta, ó deusa, a cólera de Aquiles, o Pelida

(mortífera!, que tantas dores trouxe aos Aqueus

e tantas almas valentes de heróis lançou no Hades,

ficando seus corpos como presa para cães e aves

5 de rapina, enquanto se cumpria a vontade de Zeus),

desde o momento em que primeiro se desentenderam

o Atrida, soberano dos homens, e o divino Aquiles.

Ilíada – Homero

III.

MADAME CLESSI – Deixa o homem! Como foi que você soube do meu nome?

ALAÍDE – Me lembrei agora! (noutro tom) Ele está-me olhando. (noutro tom, ainda) Foi uma conversa que eu ouvi quando a gente se mudou. No dia mesmo, entre papai e mamãe. Deixe eu me recordar como foi…

Já sei! Papai estava dizendo: “O negócio acabava…”

(Escurece o plano da alucinação. Luz no plano da memória. Aparecem pai e mãe de Alaíde.)

PAI (continuando a frase) – “…numa orgia louca.”

MÃE – E tudo isso aqui?

PAI – Aqui, então?!

MÃE – Alaíde e Lúcia morando em casa de Madame Clessi. Com certeza, é no quarto de Alaíde que ela dormia. O melhor da casa!

PAI – Deixa a mulher! Já morreu!

MÃE – Assassinada. O jornal não deu?

PAI – Deu. Eu ainda não sonhava conhecer você. Foi um crime muito falado. Saiu fotografia.

MÃE – No sótão tem retratos dela, uma mala cheia de roupas. Vou mandar botar fogo em tudo.

PAI – Manda.

Vestido de noiva – Nelson Rodrigues

IV.

“ (…) Ele gostava de matar, por seu miúdo regozijo. Nem contava valentias, vivia dizendo que não era mau. Mas, outra vez, quando um inimigo foi pego, ele mandou: – “Guardem este.” Sei o que foi. Levaram aquele homem, entre as árvores duma capoeirinha, o pobre ficou lá, nhento, amarrado na estaca. O Hermógenes não tinha pressa nenhuma, estava sentado, recostado. A gente podia caçar a alegria pior nos olhos dele. Depois dum tempo, ia lá, sozinho, calmoso? Consumia horas, afiando a faca (…)”.

Grande Sertão: Veredas – João Guimarães Rosa

Os fragmentos acima representam, respectivamente, os seguintes gêneros:

a) épico – lírico – dramático – narrativo.

b) lírico – épico – dramático – narrativo.

c) narrativo – dramático – épico – lírico.

d) lírico – épico – narrativo – dramático.

e) dramático – narrativo – lírico – épico.

Resposta: B
Lírico, épico, dramático e narrativo, sucessivamente.

2.

Assinale a afirmativa correta:

a) Aristóteles afirma que os textos épicos apresentam uma narrativa e sempre terão um narrador-personagem.

b) A tragédia é um gênero literário.

c) O gênero lírico é um texto de caráter emocional, porém, as emoções expressas nesse gênero não representam a

subjetividade do autor; é apenas ficção.

d) O gênero dramático apresenta esta estrutura: apresentação e desfecho.

e) Os elementos essenciais de uma narrativa são: narrador, enredo, personagens, tempo e espaço.

Resposta: E
Os elementos constitutivos de uma narrativa são: narrador (que narra a história), enredo (sequência dos acontecimentos), personagens (podem ser principais e secundários; são os responsáveis pelas ações do enredo), tempo (recorte da época dos acontecimentos) e espaço (recorte do local dos acontecimentos).

Compartilhe nas redes sociais

TOPO