Lei de Murphy

Segundo a Lei de Murphy, se algo pode dar errado, dará. Além de um aforismo, ou provérbio popular, trata-se do pessimismo aliado às probabilidades no nosso cotidiano.

A lei de Murphy pode ser condensada em qualquer coisa que possa dar errado. Enquanto é pensada mais como um aforismo, os matemáticos sabem que ela está fundamentada não apenas na crença, mas também na realidade.

A Lei de Murphy se trata de uma questão de acaso ou probabilidade.

A lei dos grandes números (probabilidades)

Digamos que cada um dos cinco eventos infelizes ocorridos em um dia importante, possam ocorrer com uma probabilidade de 1/100.

Quando desejamos determinar a probabilidade com a qual todos os eventos ocorrerão simultaneamente, multiplicamos todas as probabilidades individuais entre si.

A multiplicação implementa a operação “E”, implicando que os Eventos 1, 2, 3, 4 E 5 ocorrem juntos.

Para os cinco eventos, a probabilidade de sua ocorrência simultânea é de 1 / 10.000.000.000. Porém, quando aumentamos exponencialmente o tamanho da amostra ou as tentativas, a probabilidade de ocorrência de um evento extremamente raro também aumenta, de modo que deixa de ser mais rara.

A generalização desses eventos pode parecer ridícula, pois os eventos não são distribuídos tão uniformemente, mas a implicação permanece a mesma.

Em outras palavras, a Lei dos Grandes Números afirma que a aproximação pela freqüência relativa tende a melhorar quando o número de observações aumenta.

Desse modo, essa lei reflete uma noção bastante simples apoiada pelo senso comum: Uma estimativa probabilística baseada apenas em umas poucas observações pode apresentar grande divergência, mas com um número crescente de observações a estimativa tende a ser cada vez com menor erro (precisão).

Assim, enquanto a Lei de Murphy incita o pessimismo, não se deve abandonar o otimismo. Pois, a convergência é igualmente verdadeira para eventos felizes e infelizes e afortunados.

Quem foi Murphy?

Em 1947, Edward Murphy, um engenheiro da Força Aérea America e seus colegas engenheiros desejavam testar a tolerância humana aos efeitos da desaceleração repentina durante um acidente de carro, mas o teste falhou miseravelmente.

O teste falhou porque todos os sensores estavam conectados incorretamente. Murphy ficou enfurecido e imediatamente culpou seu assistente técnico, proferindo, em um ataque de arrogância, a afirmação pela qual agora ele é tão renomado: “Se algo pode dar errado, dará.”

Um engenheiro escreveu a declaração em seu caderno e chamou de “Lei de Murphy”.

Se esse relato é verdadeiro ainda é uma questão de debate, mas a lei é, no entanto, altamente pertinente a tudo o que fazemos.

Exemplos da Lei de Murphy

  • O pão sempre cai com a manteiga pra baixo.
  • Você nunca encontra um artigo perdido até substituí-lo.
  • A matéria será danificada em proporção direta ao seu valor.
  • Sorria. Amanhã será pior.
  • Diga a um homem que existem 300 bilhões de estrelas no universo e ele acreditará em você. Diga a ele que um banco tem tinta úmida nele e ele terá que tocar para ter certeza.
  • Os primeiros 90% de um projeto leva 10% do tempo; os últimos 10% levam os outros 90% do tempo.
  • As coisas pioram sob pressão.

Referências

A ciência por trás da Lei de Murphy – Robert A. J. Matthews

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1. [PUC]

01. [PUC – SP] Um aluno prestou vestibular em apenas duas universidades. Suponha que, em uma delas, a probabilidade de que ele seja aprovado é de 30%, enquanto na outra, pelo fato de a prova ter sido mais fácil, a probabilidade de sua aprovação sobe para 40%. Nessas condições, a probabilidade de que esse aluno seja aprovado em pelo menos uma dessas universidades é de:

a) 70%
b) 68%
c) 60%
d) 58%
e) 52%

Resposta: D
A probabilidade é de 58%.

2. [PUC]

Quatro moedas são lançadas simultaneamente. Qual é a probabilidade de ocorrer coroa em só uma moeda?
a) 1/8
b) 2/9
c) ¼
d) 1/3
e) 3/8

Resposta: C
A probabilidade é de ¼.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO