Gênero épico

O gênero épico é também conhecido como epopeia e se caracteriza por narrar grandes feitos de um herói em sua jornada.

A Literatura e seus gêneros, abrangem, como primário na contextualização, o gênero épico. Tradicionalmente, as produções literárias têm sido classificadas em três gêneros literários principais, de acordo com as formas de linguagem, estrutura e função para a qual o texto foi escrito:

  • Gênero épico/narrativo (histórias narradas)
  • Gênero lírico (poesia)
  • Gênero dramático (teatro)
gênero épico
Imagem: Reprodução

Na Antiguidade, era comum os escritores narrarem feitos heroicos e grandiosos, representando grandes fatos históricos de um povo ou de uma nação.

Eram as epopeias, narrativas literárias de grande extensão, que tratavam de grandes viagens, guerras, aventuras, atos heroicos, sempre enaltecendo e valorizando os heróis e seus feitos.

Nessa época, essas narrativas grandiosas quase sempre eram narradas em verso e usavam elementos da Mitologia Grega nos episódios, misturando o real e o fantasioso. Daí ser chamado de gênero épico.

Um bom exemplo das grandes epopeias na literatura é a obra Os Lusíadas, de Luís de Camões.

Nela, o autor português exalta a glória do povo navegador português, desenvolvendo a ação em torno da viagem do “herói” navegador Vasco da Gama às Índias, buscando expandir a fé e conquistar novas terras para Portugal.

A partir do século XIX, a narração de histórias passou a ocorrer em prosa, e não mais em versos, motivo pelo qual os estudiosos passaram a denominar de gênero narrativo.

O conto “A Cartomante”, de Machado de Assis, é um exemplo do gênero narrativo, assim como os romances, as novelas, as crônicas que existem até hoje.

Todos eles contam uma história, têm um enredo, personagens, um narrador que adota um determinado ponto de vista, e procuram mostrar o desenvolvimento das ações no tempo e no espaço.

Poemas épicos famosos

Dentre os mais conhecidos estão:

  • Ilíada e Odisséia de Homero, na Grécia. Estes são os textos mais antigos de que se tem notícia neste gênero ( século IX a.C.);
  • Eneida (século I a.C.) de Virgílio, em Roma. Trata da história de Eneias, um herói grego que sai de sua cidade, Troia, e viaja pela região do Lácio, hoje Itália, e se torna um ancestral dos romanos;
  • Paraíso Perdido (1667) de Milton, na Inglaterra. Poema baseado no livro do Gênesis e trata da queda de Lúcifer;
  • Os Lusíadas (1572) de Camões, em Portugal. Trata das conquistas portuguesas.

Características do gênero épico

  • Presença de ação;
  • Simetria no discurso do narrador (inalterabilidade);
  • Distanciamento: o narrador procura apresentar o mundo externo, do lado de fora do seu íntimo, como se ele nada tivesse a ver com o que conta;
  • Desenrolar progressivo: as ações vão se dando sucessivamente, num encadeamento;
  • Autonomia das partes (“capítulos”): cada parte tem uma organização que lhe dá auto-suficiência histórica e estrutural e, portanto, poderia existir por si mesma;
  • Estilo grandioso: o estilo é grandioso pela escolha do tema, pelo caráter das personagens centrais e pelos recursos linguísticos de que o narrador lança mão na composição do texto.

Referências

Teoria da Literatura: O Gênero Épico – Antonio Cardoso Filho

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01. [FUVEST]:

“Oh! Maldito o primeiro que, no mundo,
Nas ondas vela pôs em seco lenho!
Digno da eterna pena do Profundo,
Se é justa a justa Lei que sigo e tenho!
Nunca juízo algum, alto e profundo,
Nem cítara sonora ou vivo engenho,
Te dê por isso fama nem memória,
Mas contigo se acabe o nome e a glória”

Camões. Os lusíadas.

Nos quatro últimos versos, está implicada uma determinada concepção da função da arte. Identifique essa concepção, explicando-a brevemente.

 

02. [UFTM]:

IV
Meu canto de morte,
Guerreiros, ouvi:
Sou filho das selvas,
Nas selvas cresci;
Guerreiros, descendo
Da tribo tupi.
Da tribo pujante,
Que agora anda errante
Por fado inconstante,
Guerreiros, nasci;
Sou bravo, sou forte,
Sou filho do Norte;
Meu canto de morte,
Guerreiros, ouvi.”

Gonçalves Dias.  I- Juca Pirama

a) Possui características do gênero lírico e do épico.
b) Possui características do gênero épico e dramático.
c) Possui características do gênero lírico e do dramático
d) Possui características apenas do épico.

01. [FUVEST]

Resposta: O eu lírico determina que àqueles que se lançam aos mares não seja dada nem fama nem memória através da cítara ou do vivo engenho, ou seja, da poesia mais alta e sublime. A arte teria, portanto, o poder de eternizar os altos feitos dos heróis.

 

02. [UFTM]

Resposta: A

O poema de Gonçalves Dias possui tanto características do gênero épico quanto do gênero lírico. O autor é o primeiro grande poeta do Romantismo brasileiro, sua poesia caracteriza-se pelo equilíbrio e pela harmonia.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO