Hebreus

Os hebreus contribuíram com uma herança cultural e, sobretudo, econômica para a sociedade atual.

A história dos hebreus compreende uma larga escala histórica. Datada do início dos anos 2000 a.C., o povo hebraico compreende uma população antiga. Seus relatos são, sobretudo, especulados em páginas bíblicas do Antigo Testamento. O povo hebreu tem origem especificada, ao que tudo indica, na região que onde hoje compreende a Palestina.

Com proximidade ao Mar Mediterrâneo, eles se situavam em uma posição bastante estratégica. Isso porque a região que habitavam era considerada das mais fundamentais para os centros de comércios marítimos. No entanto, por ser ocupada por inúmeras populações de etnias e culturas diferentes, a região sofreu com conflitos. Estes, que, por sinal, perduram até os dias de hoje.

A palavra hebreu significa “o povo do outro lado do rio”. Esta referência é clara ao Rio Jordão. Isso se deve ao fato de o povo ter atravessado o rio e fixado-se no local. Dessa forma, ao estabelecerem-se, batizariam o novo lar como “terra de Canaã”. Os hebraicos (ou ainda israelitas) são de origem semita. Sua crença monoteísta diferencia este povo de outras sociedades contemporâneas a eles. Além disso, possuem um líder religioso estabelecido: Moisés.

hebreus
Hebreus sendo resgatados por Moisés. (Imagem: Reprodução)

Origem dos hebreus

Os hebreus ocupavam inicialmente a antiga Mesopotâmia, aos redores da Babilônia. Totalmente nômades, este povo buscava sempre uma região de solo fértil para agricultura e criação de animais. Sob orientação de Abraão, o povo se dirigiu, por volta do século XX a.C. até a Palestina. Lá, eles buscavam incessantemente a tão sonhada Terra Prometida.

Com o passar dos tempos, os hebreus rumaram para o Egito. A transposição se deu devido à seca que atacou a Palestina. Lá, após o passar de alguns anos, o povo foi escravizado. Passando anos sob tutela dos egípcios até a libertação realizada por Moisés. O episódio ficou, inclusive, muito conhecido na passagem bíblica que menciona a abertura do Mar Vermelho.

Após a libertação das correntes da escravidão, os hebreus retornam à Palestina. Lá, segundo relatos, permanecem, deixando a cultura nômade para trás.

Economia, cultura e estabelecimento social

No que tange o campo econômico, os hebreus se dedicavam à pecuária. Contudo, a atividade com animais de grande porte (sobretudo bois) era mais comum enquanto nômades. Após regresso na Palestina depois da escravidão, os mesmos passaram a dedicar-se à agricultura. Além destas atividades, os israelitas ainda trabalhavam com comércio interno e artesanato.

Já no campo cultural, o povo pautava-se nos ensinamentos judaicos. O Judaísmo, dessa forma, era a religião principal deste povo. Monoteístas, à época cultuavam Jeová. Sendo baseada nos dez mandamentos, os judeus tinham crença nestes ensinamentos que afirmavam terem sido escritos por Deus. A mensagem fora entregue a Moisés, no Monte Sinai, ao receber as ordens de libertar o povo das amarras egípcias.

Por fim, estabelecendo-se uma ordem social, os judeus acabaram passando por três distintos períodos. O primeiro foram os patriarcas, com Abraão, Isaac e Jacó. Segundamente com os juízes Sansão, Otoniel, Gideão e Samuel. Por terceiro os reis com Saul, Davi e Salomão.

Com a morte do último rei (Salomão), há uma revolta popular contra a desigualdade social existente. O pagamento de impostos abusivos não foi aceito. Tem-se, assim, a origem de uma revolta que separaria a Palestina em dois reinos. Com o passar dos anos, os dois reinos divididos foram conquistados cada um por assírios e babilônios. Essa conquista recebeu o nome de Cativeiro da Babilônia.

Séculos mais tarde Jerusalém acabou destruída, os judeus perderam seu refúgio e acabaram por dispersarem-se. A esta ocorrência histórica dá-se o nome de Diáspora Judáica. Quando os hebreus deixam a Terra Prometida e esvaem-se para o mundo.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Por Mateus Bunde
Teste seu conhecimento

01. [UFPE] Entre os povos do oriente médio, os hebreus foram os que mais influenciaram a cultura da civilização ocidental, uma vez que o cristianismo é considerado como uma continuação das tradições religiosas hebraicas.

A partir do texto anterior, assinale a alternativa incorreta:

a) Originários da Arábia, os hebreus constituíram dois reinos: o de Judá e o de Israel na Palestina.

b) As guerras geraram a unidade política dos hebreus. Essa unidade se firmou primeiro em torno de juízes e, depois, em volta dos reis.

c) Os profetas surgiram na Palestina por volta dos séculos VIII e VII a.C., quando ocorreu uma onda de protestos dos trabalhadores contra os comerciantes.

d) A religião hebraica passou por diversas fases, evoluindo do politeísmo ao monoteísmo difundido pelos profetas.

e) Os hebreus organizaram-se social e economicamente com base na propriedade da terra, o que deu início à Diáspora.

 

02. [UFRN] Entre os hebreus da Antiguidade, os profetas eram considerados mensageiros de Deus, lembrando ao povo as demandas da justiça e da Lei dadas por Javé. Isaías, um dos profetas dessa época, em nome de Javé proclamou:

Ai dos que decretam leis injustas; dos que escrevem leis de opressão, para negarem justiça aos pobres, para arrebatarem o direito aos aflitos do meu povo, a fim de despojarem as viúvas e roubarem os órfãos! (Isaías 10:1-2)

Ai dos que ajuntam casa a casa, reúnem campo a campo, até que não haja mais lugar, e ficam como únicos moradores no meio da terra! (Isaías 5:8)

Esses pronunciamentos do profeta Isaías estão ligados a uma época da história hebraica em que ocorreu:

a) a saída dos hebreus do Egito, sob o comando de Moisés, e o estabelecimento em Canaã, conquistando as terras dos povos que ali habitavam.

b) a imigração para o Egito, quando os hebreus receberam terras férteis no delta do rio Nilo, por influência de José, que exercia ali o cargo de governador.

c) a formação de uma aristocracia, que enriquecera com o comércio e com a apropriação das terras dos camponeses endividados.

d) a conquista de Jerusalém por Nabucodonosor, quando os judeus foram despojados de suas terras e deportados para a Babilônia.

e) ao domínio persa, como Ciro, o Grande, que massacrou milhares de camponeses hebreus.

 

01. [E]

02. [C]

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO