Inversão térmica

A inversão térmica é um fenômeno natural que consiste na troca entre as camadas de ar: o ar frio fica nas camadas mais baixas e o ar quente sobe.

A inversão térmica trata-se de um fenômeno natural que pode ocorrer em qualquer parte do planeta e costuma acontecer no final da madrugada e no início da manhã, principalmente nos meses de inverno.

Nesse período, dá-se o pico de perda de calor do solo por irradiação, e é quando registramos as temperaturas mais baixas, tanto no solo quanto no ar. Quando a temperatura próxima ao solo cai abaixo de 4ºC, o ar frio, impossibilitado de elevar-se, fica retido nas baixas altitudes.

Camadas mais elevadas da atmosfera são ocupadas com o ar relativamente mais quente, que não consegue descer. Ocorre assim, uma estabilização momentânea da circulação atmosférica em escala local, caracterizado por uma inversão das camadas: o ar frio fica embaixo e o ar quente fica em cima, daí a expressão “inversão térmica”.

inversão térmica
Imagem: Reprodução

Logo após o nascer do sol, à medida que vai havendo o aquecimento do solo e do ar próximo a ele, este fenômeno vai gradativamente se desfazendo, com o ar aquecido subindo e o ar resfriado descendo, voltando a ter circulação atmosférica.

As grandes cidades são ambientes muito favoráveis para a ocorrência da inversão térmica. Pelo fato de apresentarem extensa área construída, portanto, desmatada e impermeabilizada, absorvem grande quantidade de calor durante o dia, embora irradiem rapidamente à noite.

A concentração de ar frio nas camadas mais baixas da atmosfera impede a sua dispersão. Ocorre, também, a concentração de toneladas de poluentes por várias fontes, agravando bastante o problema da poluição em baixos extratos da atmosfera.

Inversão térmica e o “efeito tampão”

Na cidade de São Paulo, há ainda outro tipo de inversão térmica, chamado de “efeito tampão”. A entrada, no verão, de massas de ar quente provenientes do oceano forma um tampão sofre a cidade, que é cercada por serras (da Cantareira e do Mar).

Essa camada de ar quente impede a ascensão do ar mais frio que está próximo ao solo, causando uma inversão térmica natural.

O “efeito tampão”, ao impedir a ascensão do ar frio, concentra toneladas de poluentes em baixos extratos da atmosfera, porque dificulta sua dispersão.

inversão térmica exemplo
Imagem: Reprodução

Assim, a cidade de São Paulo apresenta a dita inversão térmica tanto no verão como no inverno, sendo a que nesta estação são mais graves, pois os baixos índices pluviométricos (relativo à quantidade de chuva) colaboram ainda mais para dificultar a dispersão de poluentes.

Referências

Geografia – João Carlos Moreira, Eustáquio de Sene.

Poluição do Ar – Heitor Remigio Guera

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01. [PUC]: Processo natural de aquecimento e manutenção das temperaturas da Terra e que pode ser intensificado pelas atividades humanas. Sua dinâmica realiza-se por meio da reflexão e aborção dos raios solares, como em um sistema semifechado, propiciando um fenômeno que, sem o qual, as temperaturas do planeta seriam muito baixas.

A descrição acima se refere:

a) ao Aquecimento Global

b) à Camada de Ozônio

c) ao Efeito Estufa

d) às Ilhas de Calor

e) à Glaciação Climática

 

 

02. [FUVEST]:

 

Em algumas cidades, pode-se observar no horizonte, em certos dias, a olho nu, uma camada de cor marrom. Essa condição afeta a saúde, principalmente, de crianças e de idosos, provocando, entre outras, doenças respiratórias e cardiovasculares.

http://tempoagora.uol.com.br/noticias. Acessado em 20/06/2009. Adaptado.

As figuras e o texto acima se referem a um processo de formação de um fenômeno climático que ocorre em vários centros urbanos do Brasil. Trata-se de:

a) ilha de calor, caracterizada pelo aumento de temperaturas na periferia da cidade.

b) zona de convergência intertropical, que provoca o aumento da pressão atmosférica na área urbana.

c) chuva convectiva, caracterizada pela formação de nuvens de poluentes que provocam danos ambientais.

d) inversão térmica, que provoca concentração de poluentes na baixa camada da atmosfera.

e) ventos alíseos de sudeste, que provocam o súbito aumento da umidade relativa do ar

01. [PUC]

Resposta: C

O processo de aquecimento da Terra que mantém as temperaturas do planeta por meio da reflexão dos raios solares absorvidos pela atmosfera é chamado de efeito estufa.

 

02. [FUVEST]

Resposta: D

O fenômeno atmosférico em que a camada de ar frio concentra-se nas áreas da atmosfera mais próximas da superfície e impede a circulação normal do ar é chamado de inversão térmica e dificulta a dispersão dos poluentes gerados nas grandes cidades.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO