Corrente do Golfo

A Corrente do Golfo é uma corrente marítima de águas quentes que se origina nas Antilhas e aquece o clima no Golfo do México.

A corrente do Golfo é um tipo de corrente marítima, esta que nada mais é que verdadeiros rios de águas salgadas que correm nos oceanos. Elas são originadas pela circulação dos ventos, pelo movimento de rotação da Terra.

As correntes marítimas possuem direção constante e influenciam no clima de diversas regiões da terra onde atuam, pois transportam consigo temperaturas e umidades variadas.

A Corrente do Golfo

A Gulf-stream, termo de denominação em inglês, é uma corrente marítima quente se origina nas Antilhas e banha grande parte da costa leste da América do Norte, aquecendo o clima no Golfo do México.

Por possuir águas quentes favorece a evaporação contribuindo para o aumento da pluviosidade na região do Golfo.

Essa corrente marítima vai até a porção Oeste do continente Europeu ajudando a amenizar as baixas temperaturas no inverno naquela área do continente.

A Corrente faz parte de um sistema geral de rotação no sentido horário no Atlântico Norte. Assim, é alimentada pela Corrente Equatorial do Norte que flui para o oeste.

corrente do golfo
Corrente do Golfo indicada em duas diferentes situações. (Imagem: Reprodução)

Na costa nordeste da América do Sul, essa corrente se divide na Corrente do Caribe, que passa pelo Mar do Caribe e pelo Canal de Yucatán até o Golfo do México e pela Corrente das Antilhas, que flui para o norte e leste das Índias Ocidentais.

A Corrente do Caribe ressurge no Atlântico através do Estreito da Flórida entre Flórida e Cuba para formar a Corrente da Flórida.

Lá, o caminho da Corrente do Golfo se “torce” enquanto enormes redemoinhos de água quente se soltam. Uma parte da Corrente do Golfo forma uma contracorrente que flui para o sul e depois para o oeste.

A contracorrente se junta à Corrente do Golfo em seu lado marítimo ao longo da costa da Flórida.

Preocupações com a mudança climática

Como muitos aspectos do meio ambiente, a Corrente, no entanto, foi afetada pelo aquecimento global, e pesquisas indicam que o núcleo da Corrente do Golfo se moveu 125 quilômetros para o norte em 2011.

Alguns cientistas estão preocupados que o derretimento das geleiras envie água fria para a corrente e interrompa o fluxo da Corrente do Golfo. Existe a possibilidade de que, sem o calor transmitido pela corrente do Golfo, o norte da Europa possa entrar em uma nova era glacial.

Referências

Encyclopædia Britannica – Corrente do Golfo

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1. [URCA]

A continentalidade, as correntes marítimas, as massas de ar, a vegetação e o relevo podem ser considerados, entre outros, fatores do clima de uma determinada região.

Assinale a opção que apresenta a descrição INCORRETA de um desses fatores climáticos.

a) Do ponto de vista climático, a principal consequência das correntes marítimas é a redistribuição da energia térmica fornecida pela radiação solar, o que regulariza os contrastes térmicos numa perspectiva geográfica.

b) As características meteorológicas de uma massa de ar dependem de suas características térmicas e hídricas. Essas massas são muito importantes no estudo do tempo e do clima, porque os influenciam diretamente na área na qual predominam.

c) O efeito da continentalidade, decorrente das diferenças térmicas das superfícies continentais e hídricas, tem como consequência o fato de a amplitude anual da temperatura ser maior nas localidades costeiras do que nas localidades interiores.

d) A vegetação auxilia o aumento da umidade do ar, pois retira umidade do solo por meio das raízes e a envia para a troposfera, por meio da evapotranspiração.

e) O relevo influencia a organização climática a partir do momento em que interfere na circulação das massas de ar.

Resposta: C
À medida que se adentra nas localidades no interior dos continentes e mais distantes do litoral, a amplitude térmica da região aumenta. Portanto, quanto mais próximo das regiões costeiras, menor é a amplitude térmica.

2. [UFMS]

Clima é a sucessão habitual dos estados do tempo meteorológico. A grande variação climática no planeta é resultante da interação dos fatores climáticos, que são os responsáveis pela grande heterogeneidade climática da Terra e estão diretamente relacionados com a geografia de cada porção da superfície terrestre. Em qual das alternativas a seguir há APENAS fatores climáticos, isto é, aqueles que contribuem para determinar as condições climáticas de uma região do globo?

a) Correntes marítimas, temperatura do ar, umidade relativa do ar e grau geotérmico.

b) Temperatura do ar, pressão, altitude, hidrografia e massas de ar.

c) Hidrografia, correntes marítimas, latitude e relevo.

d) Altitude, massas de ar, maritimidade e latitude.

e) Temperatura do ar, umidade relativa do ar, insolação e grau geotérmico.

Resposta: D
a) Incorreta – temperatura do ar não é um fator, mas um elemento climático; grau geotérmico não é um componente que interfere no clima.

b) Incorreta – temperatura e hidrografia não interferem no clima, sendo a primeira parte do próprio clima.

c) Incorreta – novamente, hidrografia não é um fator climático.

d) Correta – altitude, massas de ar, maritimidade e latitude são fatores que interferem e modificam a dinâmica climática dos diferentes lugares do planeta.

e) Incorreta – temperatura e grau geotérmico não são fatores climáticos.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO